Seguir o O MINHO

Guimarães

Guimarães assina protocolo com Palmela para dinamizar o turismo nos dois concelhos

Devido à ligação dos dois municípios à História de Portugal

em

Paço dos Duques. Foto: Divulgação

A dinamização turística e a valorização da atratividade dos concelhos de Palmela e Guimarães é o principal objetivo de um protocolo assinado hoje no Castelo de Palmela pelos dois municípios ligados pela História de Portugal.

O protocolo, renovável de dois em dois anos, foi assinado na Igreja de Santiago, no Castelo de Palmela, a pretexto da ligação dos dois municípios através da História de Portugal, dado que foi o primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, nascido e batizado em Guimarães, a conceder, em 1170, “o foral aos mouros forros de Palmela”.

Segundo uma nota de imprensa da Câmara de Palmela, o acordo de cooperação entre os dois municípios prevê a troca de conhecimento e experiências no âmbito do ambiente, turismo cultural e patrimonial, bem como na área da gastronomia e vinhos.

O acordo, acrescenta a Câmara de Palmela, visa também “incentivar a cooperação entre os agentes turísticos, com vista a criar uma rede de parceiros, e contribuir para a notoriedade das marcas de ambos os territórios, através da realização de ações de ‘marketing’”, bem como a realização de “ações conjuntas que promovam os Centros Históricos de Palmela e Guimarães enquanto destinos turísticos”.

Desenvolver ações que fomentem a partilha de conhecimento técnico, nomeadamente através da presença de Guimarães no Fórum Turismo Palmela e outros eventos, e propor projetos conjuntos candidatáveis a fontes de financiamento, são outros objetivos do protocolo celebrado entre os dois municípios.

A Câmara de Palmela refere ainda que, depois de ter celebrado um protocolo semelhante com o município de Silves (Algarve) em 2015, considerou que era o momento de firmar também uma parceria com Guimarães, para a dinamização turística de Palmela na região norte do país.

Populares