Seguir o O MINHO

Braga

Grupo quer gerir antiga fábrica Confiança, em Braga, “sem custos”para a autarquia

Em São Victor

em

Foto: DR/Arquivo

Um conjunto de associações cívicas e culturais de Braga anunciou hoje estar disponível para “assumir a gestão da Fábrica Confiança” como Centro Cívico e Cultural (CCC), para “abrir” a antiga saboaria ao público e “sem custos” para a autarquia.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o conjunto de “20 entidades bracarenses que formam a Plataforma Salvar a Fábrica Confiança”, e que abrangem áreas artísticas como a fotografia, dança, teatro, música, cinema, artes plásticas, intervenção cívica e comunitária e de defesa do património, refere já ter projetos para o edifício.

A Plataforma adianta ainda que o Confiança CCC “será apresentado em Lisboa e é argumento para candidatura a Capital Europeia da Cultura”.

Segundo aponta no texto, o grupo propõe-se a, como primeiras iniciativas, a “realizar na Fábrica Confiança uma exposição no âmbito dos Encontros de Imagem, já em setembro, e a festa do 125.º aniversário da Saboaria e Perfumaria Confiança, que se assina a 12 de outubro de 2019”.

O projeto, refere o grupo, vai ainda ser apresentado à Câmara Municipal de Braga, ao “Ministério da Cultura e a mais entidades locais e nacionais, de forma a integrar novas ideias e propostas”.

O texto explica que a Câmara Municipal de Braga “tem afirmado publicamente que não dispõe de verbas para transformar o histórico edifício da Fábrica Confiança num equipamento cultural, tal como previsto na sua expropriação em 2012” sendo que o Confiança CCC pretende “desbloquear esse impasse, pondo os agentes culturais a dinamizar e a angariar apoios e, ao mesmo tempo, assumindo a gestão e programação do edifício”.

O Confiança CCC assume como “proposta inicial” que a ceda o edifício por um período de 10 anos, que permita consolidar o projeto” para que “seja uma mais-valia na candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027”.

“A condição base é que a Câmara Municipal de Braga disponibilize o edifício para que se dê início à implementação do projeto Confiança CCC. A partir daí poderá começar o processo de limpeza e primeira reabilitação, de forma a que parte do edifício possa ser disponibilizado para o uso da comunidade”, lê-se.

A intenção da Câmara de Braga vender o complexo, coisa que já tentou, por duas vezes, em hasta pública, sendo que ambas foram travadas por providências cautelares, todas dadas como sem provimento.

No entanto, o presidente da câmara já afirmou que a vontade de vender a Saboaria, por cerca de 3.5 milhões de euros” mas que essa alienação será adiada por causa “de todo o barulho-o à volta da questão que pode influenciar potenciais investidores.

Anúncio

Braga

Mulher encontrada morta dentro de casa em Vila Verde

Óbito

em

Foto: DR / Arquivo

Uma mulher, com cerca de 75 anos, foi encontrada sem vida dentro da sua residência, esta noite de sexta-feira, no centro de Vila Verde.

O alerta foi dado por familiares e vizinhos, que não tinham notícias da idosa já há mais de uma semana.

Pelo que foi possível apurar, a mulher vivia sozinha, com os familiares a residirem no estrangeiro.

No local, estiveram os Bombeiros de Vila Verde.

O óbito foi declarado e o corpo transportado para o Instituto de Medicina Legal.

O alerta foi dado cerca das 21:45.

A GNR investiga.

Continuar a ler

Braga

Mulher e bebé escapam ilesos após despiste aparatoso em variante de Braga

Variante do Fôjo

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Uma viatura entrou em despiste, seguido de capotamento, ao final da tarde desta sexta-feira, na Variante do Fojo, em Braga, causando grande aparato.

No carro capotado seguia uma mulher e um bebé que não sofreram quaisquer ferimentos.

No local, na estrada que liga Braga a Póvoa de Lanhoso, estiveram meios do INEM, mas não houve necessidade de transporte hospitalar.

A GNR registou a ocorrência que condicionou o trânsito naquela via.

Continuar a ler

Braga

Detido suspeito de dezenas de assaltos à mão armada em Braga

Crime

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem de 30 anos foi detido pela PSP de Braga na sequência de vários processos de investigação a assaltos ocorridos na cidade, entre 20 de julho e 24 de dezembro de 2019, foi hoje anunciado.

Em comunicado enviado a O MINHO, aquela polícia informa que a detenção ocorreu no Porto, onde o suspeito pernoitava “nos últimos tempos”.

A operação foi levada a cabo pela Esquadra de Investigação Criminal de Braga, na sequência das suspeitas que recaíam sobre o homem, pela prática de “vários crimes de roubo e furtos qualificados”, nomeadamente na rua, junto a multibancos, a minimercados, cabeleireiros e um hotel.

“Para a concretização dos mesmos, normalmente agia sozinho, mas por vezes, com a ajuda de outros suspeitos”, aponta a mesma nota.

O suspeito utilizava força física e, por vezes, uma arma branca, para abordar as vítimas na rua, nas imediações de caixas ATM e também no interior de estabelecimentos comerciais. Exigia que lhe dessem o dinheiro que possuíam, bem como também lhes subtraía os telemóveis.

“Esta Polícia, realizou reconhecimentos pessoais por parte das vítimas e testemunhas, ficando desde já indiciado pela prática de oito destes crimes”; acrescenta a PSP.

Explicam ainda que o mesmo foi intercetado no Porto depois de ter ali continuado a prática criminal, sendo identificado pela polícia local, pela prática de vários furtos, desde o início deste ano de 2020.

De referir, que o mesmo estava a cumprir pena pela prática de ilícitos criminais desta natureza. O detido vai ser presente no Tribunal Judicial de Guimarães.

Continuar a ler

Populares