Seguir o O MINHO

Braga

Grupo Casais, de Braga, constrói hotel de sete milhões em Lisboa

Economia

em

Foto: DR

A Casais lançou hoje a construção da unidade hoteleira de Oeiras do Grupo B&B Hotels, um projeto que envolve um investimento de sete milhões de euros e desenhado tendo em conta a estratégia de flexibilidade na utilização do edifício.


A conclusão do B&B Hotel Lisbon Oeiras está prevista para o segundo semestre de 2021, tempo que permitirá perceber melhor o rumo do impacto da pandemia no turismo e se a recuperação será mais rápida ou mais lenta.

Em declarações à Lusa, o presidente executivo (CEO) do Grupo Casais, António Carlos, reconheceu os desafios que a pandemia veio colocar, referindo, porém, que a situação não influenciou o lançamento da unidade hoteleira de Oeiras e das outras que o Grupo tem em carteira.

“Os nossos projetos foram criados para serem flexíveis”, precisou António Carlos, ou seja, são concebidos de forma a poderem “ser convertidos noutro tipo de utilização”, nomeadamente em habitação de mais curta ou longa duração, adaptando-se às necessidades do mercado.

Este alinhamento dos conceitos de utilização com as tendências de futuro, precisou o CEO da Casais, permite também encarar o “futuro com mais confiança”.

Apesar dos efeitos da pandemia no turismo, António Carlos refere que Portugal tem conseguido manter um nível de atratividade forte e que a redução de turistas estrangeiros está sobretudo associada às dificuldades de movimentação que estes têm.

Com 93 quartos, capacidade para 189 camas e 19 espaços interiores de estacionamento, o B&B Hotel Lisbon Oeiras integra o lote de seis unidades hoteleiras do Grupo B&B Hotels construídas pela Casais, que assume a promoção de cinco destes hotéis, nomeadamente Montijo, Vila Nova de Gaia, Olhão e Guimarães, além do de Oeiras.

O B&B Hotel do Montijo tem abertura prevista para o final deste ano, sendo o primeiro deste lote de cinco a ser inaugurado.

Criada em 1958, a Casais opera, atualmente, em 16 países, além de Portugal.

Por sua vez, a B&B Hotels é uma cadeia de hotéis que teve início em França em 1990. Desde então, já abriu hotéis na Alemanha, Itália, Marrocos, Polónia e Portugal, tendo mais de 500 unidades em toda a Europa.

Anúncio

Braga

Nove meses depois, passeio que aluiu junto ao estádio de Braga vai ser reparado

Obras públicas

em

Foto: Facebook de Sílvia Lopes

O passeio da Rua de São Martinho, que aluiu há cerca de um ano face a uma intempérie, vai começar brevemente a ser reparado, disse a O MINHO o presidente da Junta de Real, Dume e Semelhe.

Aquela parte do passeio, situado na freguesia de Dume, a poucos metros do Estádio Municipal, cedeu com o mau tempo no passado dia 20 de dezembro de 2019, conforme noticiou O MINHO.

Esta sexta-feira, uma utente da via publicou algumas fotografias nas redes sociais dando conta do estado em que se encontrava o passeio, lamentando que “quem lá passa, tem de ir pela estrada onde os automobilistas não reduzem a velocidade”.

O MINHO contactou Francisco Silva, autarca, que adiantou que a obra de reparação já se encontra em concurso, devendo arrancar durante as próximas semanas.

“Posso adiantar que a reparação desse passeio, que é uma obra ainda com alguma envergadura tendo em conta a cota de terreno e incluir um muro de suporte da via, já estará em concurso público”, assegurou.

O presidente da Junta de Real, Dume e Semelhe explica que foram necessárias várias diligências e um tempo de espera considerável para conseguir chegar a um entendimento sobre de quem seria a responsabilidade.

Francisco Silva avança ainda que fez um pedido à autarquia para que aproveitem esta reparação para requalificar os passeios que vão desde a rotunda do Estádio até quase às portas da cidade.

“É uma zona onde passa muita gente em altura de jogos e os passeios estão muito degradados, é uma vergonha para aquela zona, dada toda a sua envolvência”, vincou o autarca.

Sobre o estado em que o passeio ficou ao longo dos últimos nove meses, Francisco Silva refere que, inicialmente, o local estava vedado, assim como parte da estrada, que é municipal. “Foi feita uma análise técnica e foi garantida a circulação sem prejuízo para a segurança”, acrescentou.

Intervenção na Rua Costa Gomes

Francisco Silva dá nota ainda de duas futuras obras na freguesia de Real que se provam de extrema importância para o contexto urbano de Braga. Uma será a intervenção na variante de Real, na rua da Feira, que irá desde as escolas até à zona do Pópulo. Aquela via será repavimentada.

Também a requalificação da Rua Costa Gomes está nos planos do autarca. Na assembleia municipal de junho, Francisco Silva tinha lamentado os atrasos para o avanço desta obra, mas assegura que agora já estão a ser dados os últimos retoques, uma vez que já está tudo homologado entre Câmara e Infraestruturas de Portugal, por se tratar de uma estrada nacional. “É para ir a concurso o mais rápido possível”.

Continuar a ler

Braga

Bosch está a recrutar para Braga

Emprego

em

Foto: DR

A empresa Bosch Car Multimedia, sediada em Braga, está a recrutar para 20 vagas, pode ler-se na página de recrutamento da multinacional alemã.

A maioria dos postos são na área da engenharia, como engenheiros e técnicos de software, desenvolvimento e design, mas também para estágios.

Para além das ofertas para Braga, o grupo que chegou a estar duas semanas encerrada face à pandemia de covid-19 tem ainda 16 vagas para Ovar, 39 para Aveiro e oito para Lisboa.

A empresa emprega cerca de 4.100 trabalhadores em Portugal, por entre técnicos e engenheiros especializados, funções administrativas e trabalho indiferenciado nas linhas de produção.

As vagas podem ser consultadas aqui.

Continuar a ler

Braga

Máquina nova incendeia-se numa fábrica em Vila Verde

Em Oleiros

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Uma máquina industrial incendiou-se no exterior de uma fábrica no concelho de Vila Verde, na noite desta sexta-feira.

O aparelho, que tinha sido comprado recentemente e chegou hoje às instalações, estava no exterior do edifício principal da CARIB, no parque industrial de Oleiros, quando terá incendiado por motivos desconhecidos.

Quando os Bombeiros de Vila Verde chegaram ao local, o incêndio estava praticamente extinto, procedendo os operacionais à consolidação de rescaldo.

Funcionários da empresa conseguiram apagar o incêndio até à chegada dos bombeiros, evitando possível propagação a outras áreas.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares