Seguir o O MINHO

Alto Minho

Grupo apanhado a roubar material de construção em Viana do Castelo

Crime

em

Foto: GNR

A GNR deteve esta segunda-feira, em flagrante delito, três homens com idades compreendidas entre os 16 e os 49 anos por furto de material de construção civil, em Viana do Castelo.


De acordo com comunicado daquela força militar, no decorrer duma ação de patrulhamento, foi detetada, em frente a uma empresa de venda de material de construção civil, uma carrinha com as portas traseiras abertas, o que levantou suspeitas aos militares.

Os guardas detetaram, então, quatro indivíduos no interior da empresa a furtarem caixas de mosaicos, pelo que foram detidos três, uma vez que o quarto elemento era menor de idade.

Após busca ao veículo, foram recuperadas 63 caixas de mosaicos, avaliadas em 1.800 euros.

Os detidos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Viana do Castelo.

A ação contou com o reforço dos postos territoriais de Barroselas, Caminha, Vila Praia de Âncora e do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Viana do Castelo.

Anúncio

Alto Minho

Águas do Alto Minho anuncia nova administradora executiva

Inês Alves tinha-se demitido

em

Após a demissão de Inês Alves, a Águas do Alto Minho anunciou, esta terça-feira, em comunicado, que as funções de administradora executiva serão assumidas por Fernanda Maria Sousa Machado, engenheira, no próximo dia 3 de agosto.

A empresa refere que a nova administradora executiva da AdAM exerce atualmente funções na Câmara de Matosinhos, tendo anteriormente exercido funções nos serviços municipalizados de água e saneamento do município.

“A cooptação da nova administradora decorre do pedido de renúncia ao cargo apresentado pela administradora executiva engenheira Inês Ferreira Alves, que invocou razões do foro particular”, esclarece a AdAM.

No comunicado, os administradores não executivos “expressam reconhecimento” pelo desempenho da administradora executiva Inês Alves, “pautado por uma elevada competência técnica, rigor e concretização dos principais objetivos definidos” para a AdAM.

“Realça, ainda, o forte entusiasmo e dedicação que nortearam o exercício de funções e os objetivos entretanto já alcançados, que mereceram recente aprovação unânime dos acionistas, conseguidos num contexto de grande complexidade, que marcou o início da operação desta empresa pública que resultou da parceria entre o Estado Português e os municípios de Arcos de Valdevez, Caminha, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira”, conclui a empresa.

Continuar a ler

Alto Minho

Viana do Castelo evoca obra de Ruben A. nos 40 anos de feira do livro

De 18 de julho a 01 de agosto

em

Foto: Arquivos RTP

A quadragésima edição da feira do livro de Viana do Castelo, este ano em formato digital devido à covid-19, vai evocar a obra de Ruben A. para celebrar o centenário do nascimento do escritor, foi hoje divulgado.

“A nossa pequena joia da coroa da programação será, no dia 18 de julho, a apresentação da reedição do livro ‘A Torre da Barbela’, de Ruben A., por António M. Feijó, pró-reitor da Universidade de Lisboa e professor catedrático da Faculdade de Letras da mesma Universidade, e a apresentação da reedição das ‘Páginas Minhotas’, de Ruben A., editado pela Câmara Municipal”, afirmou hoje o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa.

Ruben A. é o nome literário de Ruben Alfredo Andresen Leitão, que se estreou em 1949 com “Páginas”, obra em seis volumes, na qual o estilo diarístico e a ficção se entrecruzam. Nascido em 1920, em Lisboa, morreu em Londres, em 1975. Encontra-se sepultado no cemitério de Carreço, em Viana do Castelo, freguesia onde construíra a sua casa.

Hoje, na apresentação da 40.ª Feira do Livro, que vai decorrer de 18 de julho a 01 de agosto, com centenário do nascimento de Ruben A. em destaque, o autarca socialista, que detém o pelouro da Cultura, disse que o evento vai decorrer “em moldes diferentes do habitual, utilizando os meios digitais para a promoção do livro e da leitura, dando a conhecer os autores e novas edições”.

“Apesar das limitações do espaço público e da animação que teríamos todas as noites no jardim marginal da cidade, com todos os ‘stands’ ocupados pelas editoras não quisemos deixar de ter um espaço, a sala Couto Viana, da biblioteca municipal para fazer a promoção do livro, da leitura, para apresentação de obras, e tertúlias. Vai ser a feira possível devido às contingências que temos neste momento”, especificou.

A feira do livro vai privilegiar os meios digitais, sendo que o programa vai incluir uma conferência, a inauguração de duas exposições, teatro, a apresentação de livros, dramatizações e leituras, animação infantojuvenil, transmitindo através das redes sociais variados eventos.

Nesta edição decorrerão vários momentos na sala Couto Viana, da Biblioteca Municipal, onde o programa da 40.ª edição foi hoje apresentado, como a apresentação de livros, em conformidade com as regras emanadas pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

O programa inclui ainda um espaço dedicado à promoção dos jovens talentos, com a apresentação de uma publicação com os premiados dos últimos cinco anos do Prémio Escolar António Manuel Couto Viana.

“É a melhor forma de celebrar este autor português que é uma grande referência para Viana do Castelo”, referiu o autarca.

Durante a Feira do Livro estarão à venda, na Biblioteca Municipal, as edições e publicações municipais a preços especiais.

Continuar a ler

Alto Minho

Sete detidos e droga apreendida. “Desmantelada importante rede de tráfico em Viana”

Operação “Aves Noturnas”

em

Foto: DR / Arquivo

A PSP deteve hoje sete homens, com idades entre os 20 e os 30 anos, todos do concelho de Viana do Castelo, apreendeu “droga diversa” e material ligado ao tráfico e consumo de estupefacientes, no âmbito da operação “Aves Noturnas”.

Em declarações à agência Lusa, o comissário da PSP Miguel Araújo explicou que a operação hoje realizada resulta de uma investigação em curso há oito meses, adiantando ter sido “desmantelada uma importante rede de tráfico de estupefacientes que abastecia a cidade de Viana do Castelo”.

“Os detidos são todos da cidade de Viana do Castelo e arredores e já operavam com ‘MbWay’. Ainda não podemos avançar a quantidade de droga apreendida, mas mais importante foram os utensílios apreendidos no âmbito deste processo, desde balanças, estufas, vasos de canábis, plantações, viaturas”, especificou.

Em causa está a operação “Aves Noturnas”, iniciada na segunda-feira e que terminou hoje de manhã.

Operação policial em Viana do Castelo. Buscas em estabelecimento e viaturas

A ação, que contou com a participação de 45 agentes e 15 viaturas da PSP de Viana do Castelo e do Porto, consistiu na execução de vários mandados de busca e apreensão domiciliárias, em estabelecimento comercial e a viaturas, bem como a execução de mandados de detenção, todos emitidos pelo Tribunal Judicial da Comarca do distrito de Viana do Castelo.

A operação policial decorreu em várias freguesias de Viana do Castelo, nomeadamente Afife, Perre, Areosa, e União de freguesias de Santa Maria Maior, Monserrate e Meadela, em Âncora e Vila Praia de Âncora, no concelho de Caminha, e Leça do Balio, no concelho de Matosinhos, distrito do Porto.

Segundo o comissário Miguel Araújo, os sete detidos deverão ser presentes tribunal na quarta-feira.

Continuar a ler

Populares