Seguir o O MINHO

Região

Greve dos ferroviários da CP na segunda-feira deverá causar “fortes perturbações” a partir de domingo

em

Foto: DR/Arquivo

Os trabalhadores ferroviários da CP vão estar em greve na segunda-feira contra a possibilidade de circulação de comboios com um único agente, o que deverá causar perturbações a partir de domingo.


Os sindicatos subscritores do pré-aviso de greve preveem que a paralisação tenha “um grande impacto na circulação de comboios” e a CP admite que deverão ocorrer “fortes perturbações na circulação”.

“Como não houve qualquer desenvolvimento ou contacto, a greve vai ocorrer, com grande impacto na circulação de comboios de passageiros e de mercadorias”, disse à agência Lusa José Manuel Oliveira, coordenador da Federação Sindical dos Transportes e Comunicações (FECTRANS), uma das seis estruturas envolvidas na greve.

Segundo o sindicalista, a maioria dos comboios suburbanos não deverão circular durante o período de greve.

Apesar da paralisação estar marcada para segunda-feira, os primeiros efeitos do protesto deverão surgir a partir das 22:00 de domingo, quando se iniciam os primeiros turnos.

Fonte oficial da CP disse à Lusa que ainda é cedo para ter uma perspetiva dos efeitos da greve, mas admitiu fortes perturbações ao longo de segunda-feira e nas últimas horas de domingo e primeiras de terça-feira.

Em comunicado, a CP lembra que não foram definidos serviços mínimos, e que não serão disponibilizados transportes alternativos.

A CP adianta que irá reembolsar no valor total do bilhete a quem já tenha adquirido viagens em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades e Regional que não se realizem, ou proceder à sua revalidação, sem custos, para outro dia/comboio.

Os sindicatos que marcaram a greve consideram que “a circulação de comboios só com um agente põe em causa a segurança ferroviária – trabalhadores, utentes e mercadorias”, e defendem, por isso, que “é preciso que não subsistam dúvidas no Regulamento Geral de Segurança (RGS)”.

Os ferroviários contestam que sejam feitas alterações ao RGS com o objetivo de reduzir custos operacionais.

O pré-aviso de greve foi emitido por sindicatos da CGTP, UGT e independentes, porque consideram que a redação do RGS, em discussão nos últimos meses, deixa em aberto a possibilidade de os operadores decidirem se colocam um ou dois agentes nos comboios.

Posteriormente os sindicatos marcaram uma nova greve para os dias 12 e 13.

Em novembro, os sindicatos dos ferroviários suspenderam uma greve após terem acordado com o Governo que a redação do regulamento de segurança iria ser melhorada de forma a garantir que cada comboio circularia sempre com um maquinista e um revisor ou operador de mercadorias.

Atualmente, os comboios circulam sempre com dois trabalhadores, exceto na Fertagus que, ao abrigo do RGS, pode funcionar excecionalmente com agente único entre Setúbal e o Pragal. Os sindicatos envolvidos na paralisação tinham anunciado há dois dias uma greve para 04 de junho.

Anúncio

Ave

Menina de 10 anos atropelada em Vizela

Atropelamento

em

Foto: DR

Uma criança de 10 anos sofreu ferimentos na sequência de um atropelamento nesta noite de sábado, em Vizela, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Pelo que foi possível apurar, a jovem sofreu trauma num dos braços ao ser abalroada por uma viatura, na Rua de Lavandeira, em Santa Eulália de Vizela.

Para o local foi uma ambulância dos Bombeiros de Vizela procedendo à estabilização da vítima. Os ferimentos foram considerados ligeiros.

O alerta foi dado às 22:25 horas.

A menor foi transportada para o Hospital de Braga com edemas e equimoses nos braços.

Duas patrulhas da GNR registaram a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Idoso em estado grave após atropelamento em passadeira na estrada Famalicão-Guimarães

Atropelamento rodoviário

em

Foto: O MINHO / Arquivo

Um homem de 71 anos sofreu ferimentos graves na sequência de um atropelamento na Estrada Nacional 206, em Pousada de Saramagos, concelho de Famalicão, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

A vítima estaria a atravessar uma passadeira quando foi colhido pelo automóvel nesta estrada que liga as cidades de Famalicão e Guimarães.

Para o local foi mobilizada uma ambulância dos Bombeiros de Famalicão apoiada pela equipa médica da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do INEM.

A vítima foi transportada para o Centro Hospitalar do Médio Ave.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Aqui Perto

GNR resgata raposa atropelada e deixada para morrer no Parque Peneda-Gerês

PNPG

em

Foto: Facebook de Pi Gomes

Uma raposa vítima de atropelamento na Estrada Nacional 103, em Montalegre, foi encontrada por um popular e resgatada com vida pela GNR local, confirmou O MINHO junto do comando da Guarda em Vila Real.

O animal terá sido atropelado na zona de Viade de Baixo e foi deixada na berma da estrada, ao que tudo indica, inconsciente.

“A raposa apresentava ferimentos coincidentes com os de um atropelamento animal”, disse fonte do comando.

Nas redes sociais, um automobilista explica que encontrou a raposa inconsciente e acompanhou a sua recuperação enquanto solicitou aos militares da GNR do posto em Montalegre que a resgatassem.

A GNR disse a O MINHO que deslocou para lá uma patrulha que fez a recolha do animal, entregando-a com vida no Centro de Recuperação de Animais Selvagens (CRAS) do Hospital Veterinário da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real.

Continuar a ler

Populares