Seguir o O MINHO

Braga

Grávida de Braga, com gestação de 4 meses, ‘desviada’ para Guimarães por indicação do INEM

Quando três quilómetros se transformam em 22

em

Foto: O MINHO

Uma mulher de 27 anos, grávida de 15 semanas do primeiro filho, teve de ser direcionada para o Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, depois de ter contactado os serviços de emergência, esta tarde de domingo, em Braga.

Ao que apuramos, a mulher reside em Maximinos, a pouco mais de três quilómetros do Hospital de Braga, mas como o serviço de Urgências de Obstetrícia e Ginecologia se encontra encerrado até amanhã de manhã, foi necessário evacuar para Guimarães, levando a um percurso de quase 22 quilómetros.

O transporte foi assegurado pelos Bombeiros Sapadores de Braga após indicação do Centro de Orientação de Doentes Urgentes do INEM.

Recorde-se que a administração da unidade bracarense anunciou, na quarta-feira, que as urgências de Ginecologia e Obstetrícia iriam encerrar novamente, desta vez das 08:00 de sexta-feira até às 08:00 de sábado, e novamente das 08:00 de domingo até às 08:00 de segunda-feira.

Em comunicado, a administração do Hospital de Braga salientou que este encerramento se deve à “impossibilidade de se completarem as escalas de trabalho necessárias”.

“O Conselho de Administração ressalva que envida diariamente todos os esforços com a finalidade de, sobretudo, manter assegurada a prestação de cuidados de saúde de forma regular às grávidas e parturientes da região. Simultaneamente, reforça que se encontra a trabalhar de forma articulada com outros Hospitais da região, de forma a que a resposta aos utentes seja garantida pela rede de instituições do Serviço Nacional de Saúde”, refere ainda a administração hospitalar.

A mesma fonte indica que casos pontuais são encaminhados para unidades de saúde de Guimarães, Famalicão ou Viana do Castelo. Os casos mais sensíveis devem ser direcionados para o Hospital de São João, no Porto.

EM FOCO

Populares