Seguir o O MINHO

Região

Governo transfere 340 milhões para os distritos de Braga e Viana. Saiba quanto recebe o seu concelho

Orçamento de Estado

em

Barcelos é o concelho que mais recebe. Foto: DR / Arquivo

O Governo vai transferir para a região do Minho quase 340 milhões de euros – 232 milhões para o distrito de Braga e 107 milhões para o de Viana do Castelo -, de acordo com a proposta do Orçamento do Estado para 2023 hoje apresentada.

Barcelos é o concelho que mais verbas recebe (36 milhões), seguido de Guimarães (34 milhões), Famalicão (28 milhões) e Braga (26 milhões).

No total, o distrito de Braga recebe 232.268.587 euros (mais 16 milhões do que em 2022).

No Alto Minho é Viana do Castelo o concelho que mais dinheiro recebe das transferências do Estado (19 milhões), seguindo-se Ponte de Lima (16 milhões) e Arcos de Valdevez (15 milhões).

No total, o distrito de Viana do Castelo recebe 107.486.973 euros (mais sete milhões do que em 2022).

Lista das transferências do Estado para o distrito de Braga:

Amares – 8.025.311 euros
Barcelos – 36.326.607 euros
Braga – 26.959.507 euros
Cabeceiras de Basto – 9.478.039 euros
Celorico de Basto – 10.902.687 euros
Esposende – 8.610.752 euros
Fafe – 18.041.223 euros
Guimarães – 34.236.953 euros
Póvoa de Lanhoso – 9.551.440 euros
Terras de Bouro – 7.380.131 euros
Vieira do Minho – 8.127.403 euros
Famalicão – 28.843.326 euros
Vila Verde – 18.763.239 euros
Vizela – 7.021.969 euros

Lista das transferências do Estado para o distrito de Viana do Castelo:

Arcos de Valdevez – 15.632.387 euros
Caminha – 7.472.786 euros
Melgaço – 8.186.376 euros
Monção – 9.832.693 euros
Paredes de Coura – 8.175.823 euros
Ponte da Barca – 7.587.581 euros
Ponte de Lima – 16.121.155 euros
Valença – 7.031.529 euros
Viana do Castelo 19.790.620 euros
Cerveira – 7.656.025 euros

Populares