Seguir o O MINHO

Braga

GNR vigia florestas em Braga

Operação Floresta Segura

em

Foto: GNR

Militares do comando territorial de Braga da Guarda Nacional Republicana (GNR) estão mobilizados para o monte de São Pedro, no concelho de Amares, no âmbito do programa Floresta Segura 2019.

A missão dos militares passa pela observação, patrulha e reconhecimento de eventuais focos de incêndio no seu início, de forma a alertar os serviços de bombeiros e proteção civil para a extinção desses mesmos focos.

Fonte da GNR indica que os militares estão em permanência nos pontos mais altos do distrito de forma a detetar “colunas de fumo”. São depois acionados os meios para o local, caso algum princípio de incêndio seja detetado.

De acordo com a GNR, o reforço de patrulhamento e vigilância com estes militares serve também para prevenir comportamentos de risco  com a finalidade de garantir a segurança das populações e do seu património e salvaguardar o tecido florestal nacional.

A primeira intervenção nesse tipo de incêndios costuma ser levada a cabo pelos meios aéreos afetos à proteção civil e onde militares do Grupo de Intervenção, Proteção e Socorro (GIPS) fazem a primeira intervenção nesse incêndio de forma apeada, enquanto o meio aéreo liberta água sobre as chamas.

Floresta Segura 2019

Até final do mês de junho, os militares da GNR empenhados no programa Floresta Segura 2019 realizavam ações de sensbilização junto de proprietários de terrenos florestais, rurais e agrícolas de forma a que estes limpassem os terrenos.

Em apoio à ANPC, no combate aos incêndios rurais, a GNR está a empenhar forças do GIPS em ações de ataque inicial e ampliado/estendido, com meios terrestres e helitransportados e, através do SEPNA, garantindo a validação, medição das áreas ardidas e investigação das causas dos incêndios.

Anúncio

Braga

‘Arcada’ de Braga iluminada este domingo à noite com cores da bandeira nacional

No âmbito dos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde

em

Foto: O MINHO

O edifício da Arcada, situado na Praça da República, em pleno centro histórico da cidade de Braga, vai iluminar-se este domingo à noite com as cores da bandeira nacional, no âmbito dos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O desafio foi lançado pelo Ministério da Saúde e visa prestar uma homenagem ao SNS, no dia em que se assinalam os 40 anos da publicação em Diário da República da Lei n.º 56/79 que criou aquele serviço.

O edifício permanecerá iluminado na noite de domingo, para “assinalar os primeiros passos da grande reforma do SNS idealizada por António Arnaut”. Além do edifício central em Braga, também o Cristo Rei, em Setúbal, e o edifício dos Paços do Concelho, em Coimbra, aderiram à iniciativa.

Segundo os promotores, no âmbito da iniciativa, “três monumentos nacionais irão permanecer iluminados na noite de domingo com as cores da bandeira nacional”.

Os municípios de Setúbal, Coimbra e de Braga “não quiseram deixar de assinalar a efeméride e associaram-se às várias iniciativas nacionais com que se assinalam os 40 anos do SNS”, lê-se no comunicado hoje enviado à agência Lusa.

Segundo a nota, em Coimbra, o 40.º aniversário do SNS será celebrado através da iluminação do edifício dos Paços do Concelho com as cores da bandeira nacional.

A Lei n.º 56/79, que criou o SNS, foi publicada em Diário da República em 15 de setembro de 1979, concretizando o direito à proteção da saúde, a prestação de cuidados globais de saúde e o acesso a todos os cidadãos, independentemente da sua condição económica e social.

“Ao longo dos últimos 40 anos, o SNS gerou ganhos em saúde que colocaram Portugal num lugar cimeiro no que se refere à qualidade de vida de milhões de cidadãos e reduziu muitas das desigualdades na sociedade portuguesa”, refere-se no comunicado.

Continuar a ler

Braga

Hugo Soares disponível para campanha do PSD “sempre que for convidado”

Presidente da concelhia de Braga do PSD

em

Foto: DR / Arquivo

O deputado e ex-líder parlamentar do PSD Hugo Soares manifestou-se este sábado disponível para fazer campanha pelo partido “sempre que for convidado”, como sucedeu hoje, em Pombal, a convite da cabeça-de-lista por Leiria Margarida Balseiro Lopes.

“Estou aqui para dar o meu contributo para que o resultado do PSD possa ser o melhor possível. Sempre que for convidado, sempre que for chamado, estou sempre disponível para o meu partido”, disse à Lusa Hugo Soares.

Já sobre a campanha do PSD e os resultados de várias sondagens, que dão o Partido Socialista como vencedor das eleições legislativas de 06 de outubro, Hugo Soares recusou “fazer o papel de comentador político”.

“Não vou falar em sondagens nem vou fazer o papel de comentador político. Vim cá hoje para dar um apoio à Margarida [Balseiro Lopes] e à lista que ela encabeça, que é uma excelente lista e a lista que melhor representa o distrito de Leiria”, afirmou.

Questionado sobre se diria o mesmo da lista de deputados por Braga, por onde foi eleito deputado nas últimas eleições e da qual foi afastado no atual ato eleitoral por determinação do presidente do PSD, o ex-líder parlamentar e crítico assumido de Rui Rio evitou a questão.

“Diria o mesmo onde quer que seja convidado para fazer campanha, estarei presente para apoiar o meu partido. Farei o que sempre fiz, estar disponível para o PSD e para combater nestas eleições o Partido Socialista”, sublinhou Hugo Soares.

A campanha do PSD de Leiria em Pombal previa uma deslocação à BioArtes, uma feira de produtos locais e artesanais, mas a visita começou com cerca de uma hora de atraso e foi prejudicada pela chuva, que afastou as pessoas do espaço, localizado num jardim do centro da cidade.

Continuar a ler

Braga

Mulher resgatada de fenda de montanha no santuário da Abadia em Amares

Em Amares

em

Foto: Divulgação / CM Amares

Os Bombeiros Voluntários de Amares resgataram, esta tarde, uma mulher que tinha caído numa fenda de montanha, no monte do Santuário da Nossa Senhora da Abadia, em Santa Maria de Bouro, Amares.

A operação, complexa, demorou uma hora e meia, pois foi necessário retirar a mulher, com 32 anos, da fenda onde ficou presa.

A vítima fraturou um membro inferior após rotação sobre o próprio corpo e foi transportada para o Hospital de Braga.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares