Seguir o O MINHO

Braga

GNR em peso na estrada evita sinistralidade grave

em

A operação “Ano Novo”, da GNR, atingiu grande impacto, também em todo o distrito de Braga, com operações stop nas zonas do Ave e do Cávado, que teve por expoente máximo em Ofir, Fão, Esposende, na manhã desta segunda-feira, logo a seguir à passagem de ano.

O maior volume de detenções registou-se na zona de Ofir, algumas por conduções com excesso de álcool e outras por posse de droga, numa megaoperação que envolveu todos os destacamentos do Comando Territorial da GNR de Braga, tem decorrido até ao início da tarde deste feriado, em Lordelo e Taipas (Guimarães), Vizela, Póvoa de Lanhoso, Vila Verde, Ferreiros, Amarela e Sequeira (Braga), além de toda a zona envolvente de Ofir e dos acessos para as portagens da A11, na zona da Apúlia, com muitos agentes envolvidos.

A sinistralidade grave não se registou em todo o distrito, como O MINHO foi informado, no Centro de Controlo e Comando Operacional do Comando-Geral da GNR, em Lisboa, tendo em termos nacionais desde sexta-feira e até amanhã à noite sido mobilizados sete mil efetivos da Guarda Nacional Republicana, para assegurar patrulhamento permanente.

O Destacamento de Intervenção da GNR de Braga esteve particularmente ativo mais em Ofir, mas também em outras localidades do distrito de Braga, enquanto o Destacamento de Trânsito incidiu a sua atenção nos automóveis alterados ilegalmente (tuning) e foram sujeitos a teste de álcool dezenas de automobilistas em cada operação stop, em operação que durou até à tarde depois de ter começado em Braga cerca das três horas da madrugada.

Populares