Seguir o O MINHO

Ave

GNR detido em Fafe acusado de associação criminosa e burla a idosos

Quatro detidos

em

Foto: DR / Arquivo

O militar da GNR, residente em Fafe, que foi detido nesta segunda-feira, pela Polícia Judiciária de Braga, está fortemente indicado pela autoria de crimes de burla qualificada, disse a O MINHO fonte da PJ.

Em nota enviada, aquela polícia destaca a “natureza pública da função” deste militar, que exercícia, de forma ilícita a atividade de segurança privada. Está ainda acusado de pertencer a uma associação criminosa que efetuava burlas a idosos, nos concelhos de Basto, no distrito de Braga, e ainda num concelho do distrito de Vila Real.

Para além do antigo militar que, ao que apurou O MINHO, estava suspenso de funções há vários meses na sequência de uma rixa dentro de um café, em Fafe, a 200 metros do posto da guarda, foram detidas outras três pessoas, entre as quais uma advogada.

Os quatro estão “fortemente indiciados pela autoria de crimes de burla qualificada, associação criminosa, exercício ilícito da atividade de segurança privada, branqueamento de capitais, fraude fiscal e detenção de arma proibida”.

A PJ explica que os detidos, com idades compreendidas entre os 28 anos e os 74 anos, “ao longo de vários anos (…) foram desenvolvendo atividade criminosa junto de pessoas de idade avançada, alegando problemas com a Justiça de um dos coarguidos e, desta forma, obtiveram financiamentos avultados na ordem das centenas de milhares de euros que, parte dos suspeitos, gastaram de forma faustosa, após dissimulação em várias contas bancárias”.

Da realização de quatro buscas resultou a apreensão de várias viaturas de gama alta, vestuário e acessórios, telemóveis e equipamentos informáticos, bem como vasta prova documental, informa a PJ.

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Anúncio

Guimarães

Mulher de 28 anos sofre queimaduras graves em restaurante de Guimarães

Em Selho São Jorge

em

Foto: DR / Arquivo

Uma mulher, com 28 anos, sofreu ferimentos graves na sequência de um acidente num restaurante, esta sexta-feira à noite, em Selho São Jorge, concelho de Guimarães, disse a O MINHO fonte do CDOS de Braga.

Ao que apurámos junto de fonte dos bombeiros, a vítima terá sofrido queimaduras de 1.º e 2.º grau, na face, no tórax e nos membros superiores, ao que tudo indica, provocadas por um acidente de trabalho, ocorrido no estabelecimento da Rua Padre José Gonçalves.

No local, estiveram dois operacionais dos Bombeiros de Guimarães com uma ambulância, transportando a vítima para o Hospital de São João, no Porto, em estado considerado “grave”.

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Famalicão fez acompanhamento médico da ocorrência.

A GNR registou o incidente, cujas causas estão ainda por apurar. O alerta foi dado cerca das 22:00.

Continuar a ler

Guimarães

Três crianças atropeladas a caminho da escola em Guimarães

Em duas ocorrências distintas

em

Foto: DR / Arquivo

Três crianças, entre os 11 e os 15 anos, foram atropelados, em duas ocorrências distintas, ao início da manhã desta sexta-feira, no concelho de Guimarães, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Pelas 07:50, na Rua do Pinheiral, Caldas das Taipas, duas irmãs foram atropeladas quando seguiam para a Escola Básica de Caldas das Taipas, sofrendo ferimentos.

As vítimas, de 11 e 15 anos, foram transportadas para o Hospital de Guimarães pelos Bombeiros das Taipas.

Cerca das 09:15, novo atropelamento de uma criança a caminho da escola. Um aluno de onze anos foi colhido na Rua Alberto Vieira Braga, em Creixomil, cidade de Guimarães, quando ia a caminho da Escola Básica 2,3 D. Afonso Henriques.

Foi transportado pelos Bombeiros de Guimarães para o hospital local.

Todas as três vítimas sofreram ferimentos considerados “ligeiros”.

As autoridades registaram as ocorrências.

Continuar a ler

Ave

Continental oferece ecógrafo de 20 mil euros ao Hospital de Famalicão

A pedido do centro hospitalar

em

Foto: Divulgação / CHMA

O Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) recebeu, esta quinta-feira, um novo ecógrafo para o Hospital de Famalicão, oferta da empresa multinacional Continental, com um complexo industrial naquele concelho.

A oferta surge no “âmbito da política de responsabilidade social da empresa”, refere Pedro Carreira, presidente do conselho de administraçao da Continental-Mabor de Lousado.

O responsável explicou, na cerimónia de entrega, que este foi um novo pedido do CHMA, depois da oferta, noutros anos, de dois aparelhos similares e um raio-x portátil.

O presidente do conselho de administração do CHMA, António Barbosa, salientou “a importância de mais uma iniciativa da Continental com o centro hospitalar, prosseguindo a colaboração na aquisição de equipamentos para a nova clínica, que vai servir diretamente a população dos três concelhos de influência do CHMA”.

“Constitui um incentivo para todos os profissionais, que necessitam dos equipamentos certos para fazer os diagnósticos mais corretos”, vincou António Barbosa.

O novo equipamento, no valor de cerca de 20 mil euros, vai equipar a Clínica da Mulher, da Criança e do Adolescente, uma obra que se prevê ficar concluída em março.

Continuar a ler

Populares