GNR deteve três pessoas por captura ilegal de meixão em Esposende

Mais de 9 mil euros em produto

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR deteve, na madrugada desta terça-feira, em Esposende, três pessoas por captura ilegal de meixão e apreendeu 1,3 quilogramas daquela espécie, cuja apanha é proibida.

Em comunicado, a GNR sublinha que o meixão apreendido, no mercado final, designadamente países europeus e asiáticos, poderia alcançar um valor de 9.100 euros.

Por se encontrar vivo, o meixão apreendido foi devolvido ao seu habitat natural.

Além do meixão, foram ainda apreendidos uma embarcação de recreio e o material utilizado para captura daquela espécie.

Os detidos, com idades entre os 44 e 54 anos, foram constituídos arguidos, pelo crime de danos contra a natureza.

A GNR lembra que o meixão é uma espécie considerada em perigo e que tem sofrido grande redução do número de efetivos, por causa da pesca ilegal, que impede o normal ciclo de reprodução.

Por isso, a sua apanha é proibida.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Investigadores da UMinho estão a criar vírus que atacam bactérias contra as infeções

Próximo Artigo

Governo americano atribui bolsa à UMinho para "atrasar" efeitos de doença rara

Artigos Relacionados
x