Seguir o O MINHO

Desporto

Gil Vicente quer reintegração na I Liga mas não irá paralisar competições

em

O Gil Vicente comunicou, esta terça-feira, que vai recorrer aos meios competentes para a reintegração na I Liga de futebol e indemnizações devidas desde o início do ‘caso Mateus’, sem “utilizar meios judiciais que possam determinar a paralisação das competições”.

“Mais uma vez se verifica, no ‘Caso Mateus’ que tem 10 anos de duração, que as entidades responsáveis pelo futebol profissional tudo fazem de ilegal e ilegítimo, para evitar que as decisões dos tribunais sejam executadas e a justiça e a legalidade seja reposta”, refere o Gil Vicente em comunicado.

O processo em causa remonta a agosto de 2006, quando o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, atual II Liga, devido à utilização do internacional angolano Mateus, quando o futebolista estava impedido por ter atuado com estatuto de amador, na época imediatamente anterior, ao serviço do Lixa.

Na altura, a Comissão Disciplinar (CD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) sancionou o clube minhoto com a descida de divisão, após uma queixa do Belenenses, que o Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ratificou, impedindo ainda os gilistas de participarem na Taça de Portugal, assim como nos campeonatos de juniores e iniciados.

O Gil Vicente recorreu destas decisões para os tribunais administrativos, alegando a nulidade das sanções aplicadas, algo que foi confirmado pela sentença do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, proferida a 25 de maio último.

No comunicado assinado por António Fiúza, o Gil Vicente recordou a nulidade do acórdão do CJ de 22 de agosto de 2006, relativo ao denominado ‘Caso Mateus’, e aponta que a FPF decidiu não recorrer da sentença e que recomendou à LPFP a reintegração na I Liga na época de 2016/17.

A direção da LPFP, refere ainda a nota dos gilistas, “decidiu primeiramente que iria acatar a decisão do Tribunal e a recomendação da FPF, mas recuou nessa intenção posteriormente, por razões que se recusa a explicar cabal e publicamente”.

“O Gil Vicente regista e dá pública nota que além da súbita e injustificada alteração de posição da LPFP, o Belenenses veio interpor um recuso contra a sentença proferida pelo Tribunal, a qual não o afeta minimamente e depois dessa parte estar silenciosa no processo durante anos a fio”, acrescenta o comunicado.

A direção do clube de Barcelos refere ainda que estranha e lamenta o comportamento de ambas as partes – LPFP e Belenenses – e “irá promover os meios judiciais para responsabilidade dos mesmos e dos seus dirigentes por pretenderem dilatar de modo ilegal e ilegítimo a execução da sentença”.

O Gil Vicente considera ainda que o recuso interposto pelo Belenenses se afigura “completamente desprovido de sentido”, dado que tenta contrariar o direito fundamental de se recorrer aos tribunais em questões não estritamente desportivas.

Daí que, “após ponderação aturada”, o Gil Vicente “decidiu não utilizar meios judiciais que possam determinar a paralisação das competições de futebol, mas recorrerá aos meios competentes para perseguir as entidades e pessoas responsáveis pelos mais recentes atos ilegais”.

Na mesma nota, o Gil Vicente assegurou que não desiste de “obter a sua reposição na I Liga e indemnizações devidas por todos os prejuízos sofridos” desde o início do denominado ‘Caso Mateus’.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Desporto. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Futebol

Conheça o novo ‘braço-direito’ de Mourinho no Tottenham. Tem 30 anos e é de Barcelos

João Pedro Sacramento

em

Foto: Twitter

O novo adjunto de José Mourinho é João Pedro Machado Sacramento, natural de Barcelos, que passa a ser o novo braço direito do special one nos ingleses do Tottenham, com quem assinou contrato esta quarta-feira.

Adjunto de Marcelo Bielsa no Lille, JP (como é conhecido entre os amigos), de 30 anos, nunca treinou em Portugal, tendo feito a sua carreira no País de Gales e em França, onde foi também observador no Mónaco de Claudio Rainieri e Leonardo Jardim.

Depois de ter tirado o curso de treinador no Reino Unido, com apenas 20 anos, realizou várias teses e acabou por ser convidado para treinar os sub-15 do Cardiff, seguindo-se o Trefonen FC, onde exerceu funções como adjunto.

Aos 23 anos, e já depois de ter sido palestrante em várias conferências mundiais sobre futebol, foi convidado por Luís Campos, diretor desportivo do Mónaco em 2013, para assumir as funções de olheiro daquele clube, onde esteve três épocas.

Desempenhava, desde 2017, as funções de treinador adjunto do Lille, na Liga francesa de futebol, tendo orientado a equipa em seis jogos, quando Marcelo Bielsa esteve suspenso por uma viagem não autorizada.

É filho de Ernestino Sacramento, natural de Fão, Esposende, e conhecido membro de bandas de blues, cordas e percussão de Barcelos, entre as quais o grupo Cellos.

Substitui Rui Faria, outro barcelense

JP Sacramento ocupa o lugar, na equipa de Mourinho, deixado por outro barcelense, Rui Faria, eterno adjunto de Mou, que treina agora uma equipa do Qatar.

Mourinho recrutou ainda, no Lille, um novo treinador de guarda-redes (Nuno Santos), para substituir Silvino Louro que, avança a imprensa inglesa, não continuará na equipa do treinador.

Mantém-se na equipa técnica o observador português Ricardo Formosinho, o analista italiano Giovanni Cerra e o preparador físico colombiano Carlos Lalin Novoa, que trabalharam com o treinador no Manchester United.

José Mourinho assinou contrato com os ingleses até 2021, auferindo por época cerca de 17.5 milhões de euros. Embora o clube de Londres tenha sido finalista da Liga dos Campeões da época passada, este ano ocupa um alarmante 14.º lugar da geral na Premiere League.

Continuar a ler

Desporto

Presidente do FC Famalicão assume recandidatura

Jorge Silva deverá manter a mesma equipa diretiva

em

Foto: Divulgação

Jorge Silva, atual presidente da direção do Futebol Clube (FC) de Famalicão, assumiu, esta quinta-feira, a disponiblidade de se voltar a recandidatar ao cargo, nas eleições do próximo dia 19 de dezembro, por achar que “há ainda muito a fazer” no clube sensação da I Liga.

Citado pela rádio Cidade Hoje, o dirigente afirma que existem ainda muitos projetos que “estão a meio” e “muito para dar” ao clube e à cidade, daí a intenção de recandidatura para “terminar” o que a direção propôs.

Deverá ser acompanhado pelos atuais presidentes da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal, e por grande maioria dos atuais diretores, que conseguiram recolocar no mapa o clube minhoto.

“Ainda estão a decorrer conversações, de forma geral, e podemos incluir novos elementos para tornar mais dinâmica a ação diária do clube que não pára de crescer”, afirmou.

Investir na formação e no futebol feminino é outra das prioridades de Jorge Silva. “Estamos a reforçar e a muscular este projeto para que ele atinja, quer no plano masculino quer no feminino, um patamar de excelência”, vincou.

Continuar a ler

Futebol

Já não há bilhetes para o Vizela-Benfica da Taça de Portugal

Festa da Taça

em

Foto: Divulgação

Os cerca de 6.000 bilhetes disponíveis para o jogo de sábado entre Vizela e Benfica, relativo à quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, esgotaram esta quinta-feira, informou o emblema vizelense, anfitrião do encontro.

“Já não existem ingressos para o jogo com o Benfica, referente à quarta eliminatória da Taça de Portugal. O Estádio do FC Vizela irá, assim, registar casa repleta para o grande desafio da prova ‘rainha'”, lê-se numa nota publicada hoje à tarde na página oficial do clube minhoto na rede social Facebook.

O recinto onde joga o Vizela, equipa que comanda a Série A do Campeonato de Portugal, tem capacidade para 6.500 espetadores, mas os bilhetes disponibilizados para o embate com o líder da I Liga foram apenas 6.000, por “razões de segurança”, explicou à Lusa fonte oficial dos vizelenses.

O Vizela, que na atual edição da Taça já ultrapassou Pedras Rubras, Fontinhas e Casa Pia, recebe o Benfica, equipa que bateu o Cova da Piedade na ronda anterior, às 20:45 de sábado.

Continuar a ler

Populares