Seguir o O MINHO

Desporto

Gil Vicente quer reintegração na I Liga mas não irá paralisar competições

em

O Gil Vicente comunicou, esta terça-feira, que vai recorrer aos meios competentes para a reintegração na I Liga de futebol e indemnizações devidas desde o início do ‘caso Mateus’, sem “utilizar meios judiciais que possam determinar a paralisação das competições”.

“Mais uma vez se verifica, no ‘Caso Mateus’ que tem 10 anos de duração, que as entidades responsáveis pelo futebol profissional tudo fazem de ilegal e ilegítimo, para evitar que as decisões dos tribunais sejam executadas e a justiça e a legalidade seja reposta”, refere o Gil Vicente em comunicado.

O processo em causa remonta a agosto de 2006, quando o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, atual II Liga, devido à utilização do internacional angolano Mateus, quando o futebolista estava impedido por ter atuado com estatuto de amador, na época imediatamente anterior, ao serviço do Lixa.

Na altura, a Comissão Disciplinar (CD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) sancionou o clube minhoto com a descida de divisão, após uma queixa do Belenenses, que o Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ratificou, impedindo ainda os gilistas de participarem na Taça de Portugal, assim como nos campeonatos de juniores e iniciados.

O Gil Vicente recorreu destas decisões para os tribunais administrativos, alegando a nulidade das sanções aplicadas, algo que foi confirmado pela sentença do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, proferida a 25 de maio último.

No comunicado assinado por António Fiúza, o Gil Vicente recordou a nulidade do acórdão do CJ de 22 de agosto de 2006, relativo ao denominado ‘Caso Mateus’, e aponta que a FPF decidiu não recorrer da sentença e que recomendou à LPFP a reintegração na I Liga na época de 2016/17.

A direção da LPFP, refere ainda a nota dos gilistas, “decidiu primeiramente que iria acatar a decisão do Tribunal e a recomendação da FPF, mas recuou nessa intenção posteriormente, por razões que se recusa a explicar cabal e publicamente”.

“O Gil Vicente regista e dá pública nota que além da súbita e injustificada alteração de posição da LPFP, o Belenenses veio interpor um recuso contra a sentença proferida pelo Tribunal, a qual não o afeta minimamente e depois dessa parte estar silenciosa no processo durante anos a fio”, acrescenta o comunicado.

A direção do clube de Barcelos refere ainda que estranha e lamenta o comportamento de ambas as partes – LPFP e Belenenses – e “irá promover os meios judiciais para responsabilidade dos mesmos e dos seus dirigentes por pretenderem dilatar de modo ilegal e ilegítimo a execução da sentença”.

O Gil Vicente considera ainda que o recuso interposto pelo Belenenses se afigura “completamente desprovido de sentido”, dado que tenta contrariar o direito fundamental de se recorrer aos tribunais em questões não estritamente desportivas.

Daí que, “após ponderação aturada”, o Gil Vicente “decidiu não utilizar meios judiciais que possam determinar a paralisação das competições de futebol, mas recorrerá aos meios competentes para perseguir as entidades e pessoas responsáveis pelos mais recentes atos ilegais”.

Na mesma nota, o Gil Vicente assegurou que não desiste de “obter a sua reposição na I Liga e indemnizações devidas por todos os prejuízos sofridos” desde o início do denominado ‘Caso Mateus’.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Desporto. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

I Liga

Braga e Gil Vicente empatam 1-1 em Barcelos

3.ª jornada da I Liga

em

Foto: Divulgação/SC Braga

O Gil Vicente e o SC Braga empataram hoje 1-1, em jogo da terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol, e os bracarenses somaram o segundo encontro seguido sem ganharem no campeonato.

No estádio Cidade de Bsrcelos, Galeno inaugurou o marcador a favor Braga, aos 06 minutos, mas na segunda parte, depois de uma interrupção de meia hora devido a uma falha elétrica, Sandro Lima fez o golo do empate, aos 90+19.

Uma semana depois da derrota com o Sporting (2-1), em Alvalade, o Braga voltou a perder terreno e segue no sexto lugar, com quatro pontos, menos três do que Sporting e Famalicão, que lideram, com sete.

O Gil Vicente, que regressou à I Liga com um triunfo sobre o FC Porto (2-1), antes de perder com o Moreirense (3-0), também soma quatro pontos e ocupa o 11.º lugar.

Continuar a ler

I Liga

Gil Vicente-Braga reatado após falha de iluminação

3.ª jornada da I Liga

em

Foto: O MINHO

O jogo entre o Gil Vicente e o SC Braga, da terceira jornada da I Liga de futebol, foi hoje reatado na segunda parte, após ter estado interronpido meia hora devido a uma falha de energia elétrica.

O encontro foi interrompido ao minuto 50, quando a iluminação do Estádio Cidade de Barcelos se apagou, numa altura em que a formação ‘arsenalista’ vencia por 1-0, graças a um golo marcado pelo extremo brasileiro Wenderson Galeno, aos seis minutos.

Os jogadores das duas equipas não recolheram aos balneários, tendo ficado no relvado cerca de meia hora, enquanto aguardaram pelo restabelecimento da iluminação do recinto.

Continuar a ler

I Liga

Falha de iluminação força paragem no jogo Gil Vicente-Braga

3.ª jornada da I Liga

em

Foto: O MINHO

O jogo entre o Gil Vicente e o SC Braga, da terceira jornada da I Liga de futebol, foi hoje interrompido na segunda parte, devido a uma falha de energia elétrica.

Gil Vicente-Braga reatado após falha de iluminação

O encontro foi interrompido ao minuto 50, quando a iluminação do Estádio Cidade de Barcelos se apagou, numa altura em que a formação ‘arsenalista’ vencia por 1-0, graças a um golo marcado pelo extremo brasileiro Wenderson Galeno, aos seis minutos.

Foto: O MINHO

Os jogadores das duas equipas não recolheram aos balneários, tendo ficado no relvado, enquanto aguardavam o restabelecimento da iluminação do recinto.

Continuar a ler

Populares