Seguir o O MINHO

Futebol

Gil Vicente goleado em Alvalade (mas segue firme em ‘lugar europeu’)

I Liga

em

O Gil Vicente sofreu uma pesada derrota (4-1), esta noite, em Alvalade, frente ao campeão Sporting, mas continua tranquilamente instalado no quinto lugar da tabela, sem ameaça direta do Vitória, que escorreu esta tarde em casa, frente ao Santa Clara.

Num encontro em que só a vitória interessava aos ‘leões’ para evitarem que os ‘dragões’ festejassem já este fim de semana, o Sporting marcou por Sarabia (21 minutos), de grande penalidade, Marcus Edwards (36), Lucas (53), na própria baliza, e Pedro Gonçalves (63), também de grande penalidade, enquanto o Gil Vicente marcou por Fran Navarro (45+2).

Com esta vitória, o Sporting, que confirmou definitivamente o segundo lugar, de acesso direto à Liga dos Campeões, chegou aos 79 pontos, a seis do comandante FC Porto, enquanto o Gil Vicente é quinto, com 48 pontos, mais quatro do que o Vitória, sexto.

Sem um avançado de referência – Paulinho ficou no banco e Pablo Sarabia assumiu o papel de jogador mais adiantado no terreno –, o Sporting entrou mais forte, a dominar as ações de jogo e poderia ter chegado ao golo logo aos cinco minutos, quando Nuno Santos testou os reflexos do guarda-redes Andrew, e depois aos 14, com Pablo Sarabia, de livre direto, atirar a rasar a barra.

A terceira foi de vez. Aos 21 minutos, Pablo Sarabia fez o primeiro golo, na conversão de uma grande penalidade, assinalada por derrube a Nuno Santos na área.

Aos 29 minutos, o Gil Vicente reclamou grande penalidade, depois deo guarda-redes Antonio Adán ter derrubado Léautey na disputa de uma bola, mas o árbitro nada assinalou e o VAR, liderado por Bruno Esteves, considerou choque casual entre os dois.

O VAR assumiu um papel preponderante nos instantes seguintes, já que viria a validar o 2-0 do Sporting, de Marcus Edwards, aos 36 minutos, depois de um canto cobrado por Porro para a cabeça de Neto e defesa incompleta de Andrew. Na recarga, o inglês ampliou a contagem.

Aos 40 minutos, esteve novamente em ação ao anular o remate certeiro de Talocha, descortinando uma posição irregular ao avançado do Gil Vicente, e, aos 45+2, ao validar o de Fran Navarro, que reduziu para 2-1.

A tarefa do Gil Vicente complicou-se aos 53 minutos, quando Lucas Cunha marcou na própria baliza, depois de um cruzamento tenso de Nuno Santos, em que a bola bateu no central brasileiro e traiu o guarda-redes da formação de Barcelos.

O 4-1 surgiu aos 63 minutos, num lance em que o árbitro, e depois o VAR, consideraram que Fran Navarro derrubou Pedro Gonçalves na área do Gil Vicente, tendo o proprio convertido a respetiva grande penalidade.

Com o intuito de não sair de Alvalade com um resultado mais avolumado, o Gil Vicente colocou em campo Matheus Bueno e Vítor Carvalho, para os lugares de Aburjania e Léautey. Ainda assim, o Sporting conseguiu um par de situações para chegar ao 5-1, mas o resultado já não sofreu alterações.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Sporting CP – Gil Vicente, 4-1.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores:

1-0, Pablo Sarabia, 21 minutos (grande penalidade).

2-0, Marcus Edwards, 36.

2-1, Francisco Navarro, 45+2.

3-1, Lucas, 53 (própria baliza).

4-1, Pedro Gonçalves, 63 (grande penalidade).

Equipas:

– Sporting: Adán, Pedro Porro, Luís Neto, Gonçalo Inácio, Matheus Reis, Nuno Santos, Palhinha (Ugarte, 66) Matheus Nunes (Daniel Bragança, 83), Marcus Edwards (Paulinho, 56), Pablo Sarabia (Rodrigo Ribeiro, 84) e Pedro Gonçalves (Rúben Vinagre, 67);

(Suplentes: André Paulo, João Virgínia, Feddal, Ugarte, Rúben Vinagre, Paulinho, Ricardo Esgaio, Daniel Bragança e Rodrigo Ribeiro)

Treinador: Rúben Amorim.

– Gil Vicente: Andrew, Zé Carlos, Lucas, Rúben Fernandes, Talocha, Aburjania (Matheus Bueno, 65), Fujimoto, Pedrinho (João Afonso, 85), Leautey (Vítor Carvalho, 65), Francisco Navarro (Élder Santana, 84) e Samuel Lino (Boubacar, 78).

(Suplentes: Frelih, Diogo, João Afonso, Bilel, Boubacar, Vítor Carvalho, Henrique Gomes. Matheus Bueno e Elder Santana).

Treinador: Ricardo Soares.

Árbitro: Miguel Nogueira (Associação de Futebol de Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Samuel Lino (12), Matheus Nunes (59), Pedrinho (62), Paulinho (69), Luís Neto (83) e Matheus Reis (90+4).

Assistência: 25.425 espetadores.

Populares