Gil Vicente fecha temporada com triunfo sobre o Casa Pia e 13.º lugar da Liga

O Gil Vicente venceu hoje o Casa Pia, por 1-0, em partida da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa de futebol, decidida com um golo solitário de Fran Navarro, já no segundo tempo.

O avançado espanhol, melhor marcador da equipa barcelense com 21 golos esta época (17 no campeonato), desequilibrou um duelo que só ganhou emoção na etapa complementar, marcando aos 63 minutos, perante um Casa Pia que viu a estratégia condicionada pela expulsão da Yuki Soma, aos 71 minutos, com vermelho direto.

Com este resultado, os ‘galos’ sobem provisoriamente ao 13.º lugar, com 37 pontos, ficando à espera do que fará hoje o Portimonense (34 pontos) diante do Arouca, enquanto o Casa Pia fica com os mesmo 41, permanecendo, à condição no nono lugar.

A falta de objetivos práticos de ambos conjuntos, tranquilos na tabela classificativa, espelhou-se numa primeira parte com esforço moderado, em que os dois conjuntos até se entregaram ao jogo, mas sem grande recorte técnico.

Os visitantes tentaram ser mais ousados, e pisando terrenos adiantados deixaram uma primeiro aviso, aos 16 minutos, num forte remate do central Tchamba, que passou perto da baliza gilista.

Os minhotos sentiram a ameaça, e, pouco depois, responderam condizentemente com Pedro Tiba, num remate em arco, a capitalizar um bom trabalho de Kevin Medina, mas a também falhar na direção.

Nesta toada intermitente, o primeiro remate enquadrado com as balizas só chegou depois da meia-hora, numa boa jogada coletiva do Casa Pia, em que Derick Poloni, servido por Yuki Soma, atirou para defesa de Andrew Silva.

O Gil Vicente voltou a responder logo a seguir, num remate de Fran Navarro às malhas laterais, sem pontaria para inverter, ao intervalo, um ‘nulo’ castigador para os dois conjuntos pela falta de rasgo.

O tempo de descanso trouxe melhorias, sobretudo para os minhotos, que logo após o reatamento construíram uma boa chance, com Fran Navarro a desmarcar-se, mas a não levar a melhor no frente a frente com o guarda-redes Ricardo Batista, que ainda impediu uma recarga de Zé Carlos.

Ainda assim, o goleador espanhol dos ‘galos’ acabou por se redimir aos 63 minutos, apontando o seu 21.º golo da época e 17.º na I Liga, com uma emenda letal a um primeiro desvio de cabeça de recém entrado Laurindo Depú, numa jogada com mérito para a construção de Fujimoto.

O Casa Pia, que antes do tento gilista também rondou o golo numa lance em que Vasco Fernandes cabeceou um pouco lado, na sequência do livre, teve, depois, boa chance para empatar, num remate de Yuki Soma por cima.

No entanto, o japonês do conjunto lisboeta teve, depois, um pior momento, após uma entrada dura sobre Henrique Gomes, que inicialmente foi sancionada com cartão amarelo, mas após a consulta das imagens do VAR viu o árbitro decidir-se pela amostragem do vermelho direto, aos 71 minutos.

Com a vantagem numérica, os nortenhos foram mais dominadores, e já depois de Fujimoto ter obrigado Ricardo Batista a defesa concentrada, foi Carraça a ficar perto de fazer o segundo golo da equipa, num forte remate de livre devolvido pela barra.

O Casa Pia ainda tentou minimizar os danos, chegando a rondar o empate em algumas aproximações à baliza gilista, mas do outro lado Fran Navarro também ameaçou o ‘bis’, acabando por a vantagem mínima (1-0) dos barcelenses prevalecer.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Cidade de Barcelos, em Barcelos.

Gil Vicente – Casa Pia, 1-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Fran Navarro, 63 minutos.

Equipas:

– Gil Vicente: Andrew Silva, Zé Carlos, Gabriel Pereira, Rúben Fernandes, Henrique Gomes (Adrían Marín, Vítor Carvalho, Pedro Tiba (Roan Wilson, 73), Fujimoto (André Simões, 83), Murilo (Carraça, 83), Fran Navarro e Kevin Medina (Laurindo Depú, 62).

(Suplentes: Brian Araújo, Né Lopes, Roan Wilson, Carraça, André Simões, Adrían Marín, Boselli, Laurindo Depú e Tomás Araújo).

Treinador: Daniel Sousa.

– Casa Pia: Ricardo Batista, Léo Bolgado (Clayton, 74), Vasco Fernandes, Tchamba, Derick Poloni (João Nunes, 83), Beni Mukendi (Diogo Pinto, 79), Afonso Taira (Zolotic, 83), Leonardo Lelo, Yuki Soma, Felippe Cardoso (Kunimoto, 79) e Saviour Godwin.

(Suplentes: João Victor, Lucas Paes, Eduardo Ferreira, João Nunes, Diogo Pinto, Kunimoto, Fernando Varela, Zolotic e Clayton).

Treinador: Filipe Martins.

Árbitro: Hélder Malheiro (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Henrique Gomes (54) e Kunimoto (84). Cartão vermelho direto para Yuki Soma (67).

Assistência: 3.272 espetadores.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Vila do Conde: Fábrica da Fricon em chamas

Próximo Artigo

Habitual peregrino de Santiago, quem é o novo bispo auxiliar do Porto que partiu de Braga

Artigos Relacionados
x