Redes Sociais

Barcelos

Gigantesco “Pop Galo” de Barcelos em exposição no exterior do museu Guggenheim Bilbao

 a

Foto: DR/Arquivo

A exposição da artista Joana Vasconcelos no Museu Guggenheim Bilbao, que é inaugurada em junho, vai incluir 14 peças novas, entre as quais um anel solitário, com três toneladas, feito com jantes de carros e copos de cristal, ficando à porta, no exterior, o “Pop Galo”, um gigantesco Galo de Barcelos em azulejo e luzes LED, que iniciou no final de 2016 em Lisboa uma itinerância por várias cidades do mundo.

Pop Galo. Foto: DR/Arquivo

“I’m your mirror”, que estará patente de 29 de junho a 11 de novembro, será composta por “cerca de 35 obras, 14 das quais novas”, incluindo uma máscara veneziana, “feita com 231 molduras de duplo espelho e que tem um peso aproximado de 2,5 toneladas” e um solitário, com “112 jantes de carro e 1.324 copos de cristal, que pesa cerca de três toneladas”, revelou a artista sexta-feira, numa conferência de imprensa em Lisboa.

A máscara e o solitário são duas das obras que também ficarão expostas no exterior do museu, tal como o “Pop Galo”.

No átrio do Guggenheim Bilbao, “o espaço central do museu”, ficará uma obra ‘site specific’ [feita de propósito para o local] da série ‘Valquírias’, com 30 metros de altura, 36 de largura e 45 de profundidade, que entra pelos cantos e ângulos que Frank Gehry [arquiteto que projetou o museu] desenhou para o Guggenheim”.

A peça está a ser construída no ateliê de Joana Vasconcelos, onde decorreu a conferência de imprensa de hoje, por várias equipas. “Egeria”, “uma homenagem à primeira mulher a escrever um livro das viagens que fez na Europa no século III”, começou a ser feita, por módulos, “há dois meses e demora cerca de dez dias a instalar, tanto como outras dez ou 15 peças”.

“São muitas horas de trabalho, é muito trabalho manual”, disse Joana Vasconcelos, sobre a peça que inclui tecidos portugueses, e outros que a artista coleciona pelo mundo, bordados, pedraria, lantejoulas e luzes LED.

Ao Guggenheim, Joana Vasconcelos irá também levar algumas das suas peças mais icónicas como “A Noiva”, um candelabro feito com tampões, ou “Marilyn”, um par de sapatos de salto alto feito com panelas, e outras peças das séries “Urinóis”, “Pinturas em crochet” e “Bordalos”.

A obra mais antiga que estará em exposição data de 1997, ano em que o Museu Guggenheim Bilbao abriu ao público.

“Tentámos que haja peças muito significativas de toda a trajetória da Joana Vasconcelos, mas também trabalhos novos”, referiu um dos comissários de “I’m your mirror”, Enrique Juncosa, que considera que obra da artista “casa o muito sofisticado com o popular”.

O título da exposição “é também uma homenagem a Nico [voz da canção “I’ll be your mirror” dos Velvet Underground]”. No título da canção, o verbo é usado no futuro (“serei o teu espelho”), mas no da exposição no presente (“sou o teu espelho”), porque a mostra “espelha o presente, não o futuro” e o trabalho da artista “é um reflexo do mundo que a rodeia”.

Esta exposição insere-se na “linha de pensamento curatória do Museu Guggenheim Bilbao, iniciada há quatro anos, de grandes exposições de mulheres artistas”, referiu Petra Joos, a outra comissária da mostra.

“São artistas com uma trajetória muito importante e uma voz muito importante no presente e no futuro da trajetória da arte”, referiu.

Joana Vasconcelos recordou a relação “forte e antiga” que tem com Espanha, país onde inaugurou a sua primeira exposição fora de Portugal, em Valência.

“Já expus muito em Espanha, tenho trabalhado com vários curadores espanhóis e quero destacar que, em 2005, fui a primeira mulher na primeira Bienal de Veneza comissariada por duas mulheres, duas espanholas”, disse.

“I’m your mirror” é a primeira exposição individual de um artista português no Museu Guggenheim Bilbao.

A artista tem uma equipa de cerca de 60 pessoas a trabalhar na produção da mostra, que está “preparada para uma itinerância”, estando “Petra Joos a trabalhar com Serralves e Roterdão para que a acolham”.

Este ano, a artista plástica portuguesa irá instalar duas obras de arte pública permanente em Paris e Nice.

A obra de arte pública para a cidade de Paris vai ser instalada na Porte de Clignancourt, e em Nice na estação de Ferber, no passeio marítimo da cidade.

Em 2012, Joana Vasconcelos tornou-se na primeira mulher e criadora mais jovem a expor algumas das suas obras no Palácio de Versalhes, em Paris.

A artista, de 46 anos, representou oficialmente Portugal na Bienal de Arte de Veneza em 2013, num projeto comissariado por Miguel Amado, que levou um cacilheiro transformado em obra de arte ao recinto principal da mostra internacional contemporânea.

O cacilheiro “Trafaria Praia”, que chegou a circular no Tejo para visitas turísticas, e é propriedade da Douro Azul, encontra-se à venda desde o final do ano passado.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Barcelos

Imagens mostram homem pendurado em carro a ser arrastado em Barcelos

Desentendimento entre condutores aconteceu cerca das 18:00 horas, dia de fortes congestionamentos no trânsito devido à Feira Semanal. A situação é relatada no Facebook por Rui Pereira, autor do vídeo.

Publicado

 a

Um vídeo partilhado nas redes sociais, esta quinta-feira, mostra um homem a ser arrastado por um carro, na rotunda das Pirâmides, em Barcelos, cerca das 18:00 horas, no final do dia da Feira Semanal na cidade, em que o trânsito costuma ser mais intenso.

No Facebook, o autor do vídeo escreve conta que não sabe o que se passou ao certo.

“Quando cheguei à rotunda já havia buzinadelas. [Vi] o condutor da escola de condução parado no meio da estrada com os quatro piscas ligados. De repente arranca a uma velocidade demasiado exagerada e embate no carro da frente. O dono do carro saiu da viatura e começou a apontar para a matrícula do carro da escola. O instrutor (assumo eu que era) saiu do veículo e deu um empurrão ao outro indivíduo dizendo “venha atrás de mim”. O instrutor vira costas e entra no carro”, relata.

“Pelo que percebi o senhor do [automóvel da marca] Peugeot queria resolver [o assunto] no local. O vídeo explica o resto”, acrescenta.

“Deixo as conclusões a vosso parecer. Não estou a julgar ninguém nem posso dizer mais do que isto”.

Depois de terem sido feitas algumas críticas ao facto de ninguém ter ajudado, o autor do vídeo esclarece: “Para esclarecer a questão da humanidade. Eu estava com a minha mãe, no momento em que houve o confronto (o empurrão) eu quis intervir, mas como o instrutor fez o melhor e entrou no carro, não vi a necessidade de mais alguém correr o risco de confrontar e desta forma ser atropelado. Bastantes pessoas quiseram intervir e vários chegaram mesmo a sair dos carros, mas foi tão rápido que ninguém consegui ter reação”.

 

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Barcelos

Câmara de Barcelos vai abrir Balcão para a Inclusão

A nova estrutura funcionará no Balcão Único.

Publicado

 a

Foto: DR/Arquivo

A Câmara de Barcelos vai dispor a partir de 03 de dezembro de um Balcão para a Inclusão, para melhorar as respostas sociais às pessoas com deficiência, anunciou hoje o município.

Em comunicado, o município acrescenta que a proposta de criação daquele balcão foi hoje aprovada, por unanimidade, em reunião do executivo.

A nova estrutura funcionará no Balcão Único.

O comunicado acrescenta que a criação do Balcão para a Inclusão insere-se no âmbito da política de criação de “serviços mais humanizados e integrados, melhorando as acessibilidades, a linguagem e os apoios específicos e especializados”.

O novo espaço será inaugurado pela secretária de Estado para a Inclusão, Ana Sofia Antunes, que no mesmo dia irá participar num fórum sobre inclusão de pessoas com deficiência, no Instituto Politécnico do Cávado e Ave.

O fórum está inserido no projeto “Tu Tens Direito”, que assenta na premissa de que as pessoas com deficiência devem ter a oportunidade de ter um emprego.

“A melhoria das condições de vida das pessoas com deficiência/incapacidade e das suas famílias, através da promoção da igualdade de oportunidades e da plena participação social e económica, constitui, claramente, uma prioridade do município de Barcelos”, sublinha o comunicado.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Barcelos

Bebé nasceu com ajuda dos Bombeiros de Barcelinhos

Na freguesia de Vila Fescainha de São Pedro.

Publicado

 a

Uma bebé nasceu na manhã desta terça-feira com a ajuda de dois operacionais dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, Luís Sousa e Ana Araújo.

O alerta, dado cerca das 07:40 dava conta de uma mulher, já no carro, mas já em trabalho de parto na freguesia de Vila Fescainha de São Pedro. Como não havia tempo para o transporte para uma unidade hospitalar, o bebé nasceu no local.

A mãe, de 32 anos, e a filha foram levadas para o Hospital de Braga.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Populares