Seguir o O MINHO

Barcelos

Gigantesco “Pop Galo” de Barcelos em exposição no exterior do museu Guggenheim Bilbao

em

Foto: DR/Arquivo

A exposição da artista Joana Vasconcelos no Museu Guggenheim Bilbao, que é inaugurada em junho, vai incluir 14 peças novas, entre as quais um anel solitário, com três toneladas, feito com jantes de carros e copos de cristal, ficando à porta, no exterior, o “Pop Galo”, um gigantesco Galo de Barcelos em azulejo e luzes LED, que iniciou no final de 2016 em Lisboa uma itinerância por várias cidades do mundo.

Pop Galo. Foto: DR/Arquivo

“I’m your mirror”, que estará patente de 29 de junho a 11 de novembro, será composta por “cerca de 35 obras, 14 das quais novas”, incluindo uma máscara veneziana, “feita com 231 molduras de duplo espelho e que tem um peso aproximado de 2,5 toneladas” e um solitário, com “112 jantes de carro e 1.324 copos de cristal, que pesa cerca de três toneladas”, revelou a artista sexta-feira, numa conferência de imprensa em Lisboa.

A máscara e o solitário são duas das obras que também ficarão expostas no exterior do museu, tal como o “Pop Galo”.

No átrio do Guggenheim Bilbao, “o espaço central do museu”, ficará uma obra ‘site specific’ [feita de propósito para o local] da série ‘Valquírias’, com 30 metros de altura, 36 de largura e 45 de profundidade, que entra pelos cantos e ângulos que Frank Gehry [arquiteto que projetou o museu] desenhou para o Guggenheim”.

A peça está a ser construída no ateliê de Joana Vasconcelos, onde decorreu a conferência de imprensa de hoje, por várias equipas. “Egeria”, “uma homenagem à primeira mulher a escrever um livro das viagens que fez na Europa no século III”, começou a ser feita, por módulos, “há dois meses e demora cerca de dez dias a instalar, tanto como outras dez ou 15 peças”.

“São muitas horas de trabalho, é muito trabalho manual”, disse Joana Vasconcelos, sobre a peça que inclui tecidos portugueses, e outros que a artista coleciona pelo mundo, bordados, pedraria, lantejoulas e luzes LED.

Ao Guggenheim, Joana Vasconcelos irá também levar algumas das suas peças mais icónicas como “A Noiva”, um candelabro feito com tampões, ou “Marilyn”, um par de sapatos de salto alto feito com panelas, e outras peças das séries “Urinóis”, “Pinturas em crochet” e “Bordalos”.

A obra mais antiga que estará em exposição data de 1997, ano em que o Museu Guggenheim Bilbao abriu ao público.

“Tentámos que haja peças muito significativas de toda a trajetória da Joana Vasconcelos, mas também trabalhos novos”, referiu um dos comissários de “I’m your mirror”, Enrique Juncosa, que considera que obra da artista “casa o muito sofisticado com o popular”.

O título da exposição “é também uma homenagem a Nico [voz da canção “I’ll be your mirror” dos Velvet Underground]”. No título da canção, o verbo é usado no futuro (“serei o teu espelho”), mas no da exposição no presente (“sou o teu espelho”), porque a mostra “espelha o presente, não o futuro” e o trabalho da artista “é um reflexo do mundo que a rodeia”.

Esta exposição insere-se na “linha de pensamento curatória do Museu Guggenheim Bilbao, iniciada há quatro anos, de grandes exposições de mulheres artistas”, referiu Petra Joos, a outra comissária da mostra.

“São artistas com uma trajetória muito importante e uma voz muito importante no presente e no futuro da trajetória da arte”, referiu.

Joana Vasconcelos recordou a relação “forte e antiga” que tem com Espanha, país onde inaugurou a sua primeira exposição fora de Portugal, em Valência.

“Já expus muito em Espanha, tenho trabalhado com vários curadores espanhóis e quero destacar que, em 2005, fui a primeira mulher na primeira Bienal de Veneza comissariada por duas mulheres, duas espanholas”, disse.

“I’m your mirror” é a primeira exposição individual de um artista português no Museu Guggenheim Bilbao.

A artista tem uma equipa de cerca de 60 pessoas a trabalhar na produção da mostra, que está “preparada para uma itinerância”, estando “Petra Joos a trabalhar com Serralves e Roterdão para que a acolham”.

Este ano, a artista plástica portuguesa irá instalar duas obras de arte pública permanente em Paris e Nice.

A obra de arte pública para a cidade de Paris vai ser instalada na Porte de Clignancourt, e em Nice na estação de Ferber, no passeio marítimo da cidade.

Em 2012, Joana Vasconcelos tornou-se na primeira mulher e criadora mais jovem a expor algumas das suas obras no Palácio de Versalhes, em Paris.

A artista, de 46 anos, representou oficialmente Portugal na Bienal de Arte de Veneza em 2013, num projeto comissariado por Miguel Amado, que levou um cacilheiro transformado em obra de arte ao recinto principal da mostra internacional contemporânea.

O cacilheiro “Trafaria Praia”, que chegou a circular no Tejo para visitas turísticas, e é propriedade da Douro Azul, encontra-se à venda desde o final do ano passado.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Barcelos

Barcelos volta a apresentar 7 Prazeres da Gastronomia

Carta gastronómica em elaboração

em

Foto: CM Barcelos

A Unidade de Turismo e Artesanato do Município de Barcelos está a desenvolver trabalhos de investigação tendentes à elaboração da carta gastronómica do Concelho.

A iniciativa nasce do programa “7 Prazeres da Gastronomia” e tem como intuito avaliar o vasto receituário tradicional do Concelho em face da diversidade e riqueza gastronómica, incluindo a doçaria tradicional, e da sua posição relevante no contexto da região minhota.

Este conjunto de trabalhos visam registar e validar as receitas tradicionais que englobam o programa “7 Prazeres da Gastronomia”, recuperar algumas receitas com pouca expressão mas que outrora tiveram uma preponderância relevante, bem como, descobrir o receituário pouco conhecido e que esteja fora do contexto gastronómico atual.

Este estudo contempla uma parte de investigação e de conhecimento do terreno, no sentido de, junto das populações e dos agentes da restauração, colher o máximo de informação que permita estabilizar o cardápio gastronómico de Barcelos.

Para o Vereador do pelouro do Turismo e Artesanato, José Beleza, esta iniciativa tem como objetivo “promover os produtos de excelência da gastronomia de Barcelos, envolvendo, além da Câmara Municipal, os restaurantes, a hotelaria, os produtos vinícolas, o artesanato e tudo o que mexe com a economia do concelho”. Além disso, estes fins de semana, segundo o vereador, pretendem “combater a sazonalidade”, nas épocas baixas do turismo do concelho.

O programa “7 Prazeres da Gastronomia” engloba, para além da Lampreia, a Semana Gastronómica do Galo (8 a 17 de março), o Fim de Semana do Bacalhau (14 a 16 de junho), o Fim de Semana dos Petiscos (6 e 7 de julho), o Concurso Galo Assado (11 a 13 de outubro), o Fim de Semana do Pica no Chão (9 e 10 de novembro) e ainda o concurso de pastelaria, Barcelos Doce (30 de novembro e 1 de dezembro).

Continuar a ler

Barcelos

Dois detidos em flagrante por furto em estabelecimentos em Barcelos

em

Foto: Divulgação/GNR

O Tribunal Judicial de Barcelos aplicou apresentações bissemanais no posto policial da sua área de residência a dois jovens detidos na quinta-feira por suspeita de mais de dezena de furtos em estabelecimentos comerciais, anunciou hoje a GNR.

Os jovens, ambos com 18 anos, ficam ainda proibidos de contactos entre si.

A detenção ocorreu no âmbito de uma investigação, que decorria há cerca de um mês, espoletada por 12 furtos em estabelecimentos comerciais, nomeadamente em cafés, pastelarias e talhos.

Foram realizadas três buscas, que resultaram na apreensão de um automóvel, um motociclo, um computador portátil, um pé de cabra, uma máscara e 114 euros, entre outro material.

Continuar a ler

Barcelos

Pulseira eletrónica por agredir e ameaçar de morte ex-mulher em Barcelos

em

Foto: DR/Arquivo

A GNR deteve hoje um homem de 36 anos, em Barcelos, pelo crime de violência doméstica, em Barcelos, cometido sobre a ex-companheira, anunciou aquela força.

Em comunicado, a GNR refere que a mulher, de 34 anos, “para além de ser perseguida até ao local de trabalho, era agredida fisicamente e ameaçada de morte”.

A GNR deu cumprimento a dois mandados de busca, um à residência do suspeito e outro ao seu veículo, tendo apreendido uma arma de ar comprimido.

Ao detido, foi aplicada a medida de coação de proibição de contacto e afastamento da vítima, medida controlada através de pulseira eletrónica.

Continuar a ler

Populares