Seguir o O MINHO

Braga

Gerês pode vir a ter um teleférico para aceder a miradouros e cascatas

Turismo

em

Miradouro da Pedra Bela. Foto: CM Terras de Bouro

É uma ideia que ainda está a ser ‘cozinhada’, mas que terá pernas para andar, ou neste caso, cabo para puxar. A Câmara de Terras de Bouro está focada em construir um teleférico para unir a vila do Gerês à zona da Pedra Bela, junto ao miradouro.

De lá, as pessoas poderiam circular a pé para as cascatas e os carros ficariam em local de estacionamento próprio, sem interferir diretamente com o meio ambiente das zonas selvagens do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

A intenção foi revelada pelo presidente da Câmara, Manuel Tibo, em declarações a O MINHO, dando conta de que a ideia está ainda a ser maturada e necessita previamente de um estudo de impacto ambiental para que se conheça o itinerário final da estrutura, que poderá nem partir da vila mas sim de outro aglomerado habitacional do parque.

Explicou que a autarquia esteve reunida com o presidente da CCDR-N onde levou ao conhecimento várias situações “urgentes”, como questões da água e saneamento, mas não se ficou por ali.

“Também falamos sobre a intenção de realizar novos projetos para diminuir o impacto sazonal no Gerês, sobretudo pelo lado ambiental, criando-se várias situações de mobilidade para que não haja tantos carros ou carga automóvel no parque nacional”, afirmou Manuel Tibo.

“Temos de criar condições para termos um atrativo turístico com o teleférico, mas a sua implementação seria também por questões ambientais”, assegura.

Para já, revela o autarca, a ideia original passa por ligar a vila do Gerês à antiga casa florestal da Pedra Bela.

Casa Florestal da Pedra Bela. Foto: CM Terras de Bouro

“Ali não é preciso edificar, uma vez que já existe lá uma construção que queremos recuperar, e seria ideal para receber o teleférico”, adiantou, revelando que, depois, os visitantes podem aceder às cascatas, como a do Arado, através de trilhos.

“Temos de iniciar a avaliação ambiental e a Câmara está a fazer paulatinamente esse trabalho, de forma a seguir as recomendações”, afiançou.

“Estamos em pleno Parque Nacional e temos esse cuidado, de proteger a nossa jóia da coroa”, garantiu.

“Será um projeto para os próximos anos e desde que esteja delineado, independentemente de ser o presidente A ou B, certamente irá ser realizado para recebermos mais e melhor”, finalizou.

Populares