Seguir o O MINHO

País

Garrafas de água, sumos e latas de cerveja podem vir a ser taxadas até 15 cêntimos

Ambiente

em

As garrafas de plástico e latas de alumínio e aço podem vir a custar um depósito extra reembolsável de 05 a 15 cêntimos, de acordo com as conclusões de um estudo requisitado pela Agência Portuguesa do Ambiente.

A informação foi avançada na edição deste domingo do Jornal de Notícias, dando conta da recomendação da tara máxima de 15 cêntimos, após estudo das consultoras 3drivers e Nowa, de forma a incentivar à devolução das garrafas e das latas por questões ambientais.

O documento admite ainda que o depósito possa vir a ser aplicado às garrafas de vidro. Na avaliação, escapam vinho, leite e bebidas espirituosas ou de teor alcoólico superior a 10%, por questões de higiene e eventual mau cheiro no processo de recolha.

Segundo o diário, o comprador pode depois reaver o valor entregando os recipientes vazios num dos “de dez a vinte mil” pontos de retorno que podem vir a ser colocados em supermercados de todo o país, caso a recomendação avance.

Esta medida está a ser ‘cozinhada’ desde 2019, após publicação da lei 69/2018 pelo Governo, mas as consultoras não consideram ser possível concretizá-la antes de 2023, mesmo que o Governo lance o concurso até final deste ano.

Populares