Seguir o O MINHO

Motores

Gabriela Correia em evidência na estreia no Open de Velocidade no Estoril

em

Foto: DR

Depois de brilhar na Rampa da Penha, a piloto Gabriela Correia, de Braga, foi uma das surpresas na prova de abertura do novo Open de Portugal de Velocidade, que decorreu no fim de semana no Circuito do Estoril, ao volante do SEAT León Mk3, pela JC Group Racing Team


Numa pista que desconhecia por completo, a jovem piloto de 16 anos conseguiu um notável quarto tempo da geral, à chuva, durante os treinos cronometrados, numa grelha onde estavam carros de GT, TCR e outros Turismos mais evoluídos. Gabriela Correia repetiu essa posição na corrida mais longa do fim de semana, onde só terminou atrás de um TCR e dois GT.

Gabriela Correia sonha com a Fórmula 1 mas para já só quer vencer Nacional de montanha

Sem qualquer referência anterior do traçado, Gabriela Correia aproveitou a chuva para registar o quarto melhor tempo na primeira sessão de treinos cronometrados, só atrás de um GT4, um TCR e um GT3 Cup. Na primeira corrida de qualificação, Gabriela Correia estava novamente a surpreender quando sofreu uma ligeira saída de pista que a deixou presa na gravilha, perdendo tempo precioso até regressar à pista para terminar no 10.º lugar entre os Turismos.

Na segunda corrida de qualificação, Gabriela Correia pôde terminar no 5.º lugar dos Turismos, na frente de carros mais competitivos, enquanto na corrida de Endurance, com 30 minutos de duração, a jovem bracarense voltou a dar nas vistas com o 4.º lugar da geral e 2.º entre os Turismos.

Foto: Zoom/Divulgação

Foto: Zoom/Divulgação

“Nunca tinha estado no Estoril e por isso conseguir o quarto lugar absoluto à chuva nos treinos cronometrados foi algo que me deixou muito contente. Com a chuva no sábado pude estar mais próxima dos pilotos mais experientes, mas no domingo com o piso seco foi mais difícil manter essa diferença”, disse Gabriela Correia.

“O nosso León Mk3 é um carro da primeira versão e não é tão evoluído como outros SEAT que correm neste campeonato. Também por isso o meu balanço geral do fim de semana é muito positivo. Sem dúvida que a aprendizagem que tive no Karting ajuda-me agora a chegar a uma pista que não conheço e ser minimamente competitiva. Mas nunca conseguiria estas performances sem o apoio da Vettra Motorsport, que me ajudou na análise de vídeos para perceber as melhores trajetórias e pontos de travagem”.

O piloto e fundador da JC Group Racing Team, José Correia, não pôde participar nas corridas do Open de Portugal de Velocidade devido a um toque nos treinos de sábado, que danificou o Nissan GT-R Nismo GT3.

Antes de regressar ao Open de Velocidade, a equipa vai agora preparar a participação na mítica Rampa Internacional da Falperra, em Braga, segunda prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, que será disputada entre os dias 10 e 12 de maio.

Anúncio

Motores

Miguel Oliveira parte do 13.º lugar para o GP da República Checa de MotoGP

MotoGP

em

Foto: DR / Arquivo

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) ficou-se hoje pela 13.ª posição na qualificação para o Grande Prémio da República Checa de MotoGP, terceira prova da temporada, que se realiza no domingo.

O luso não conseguiu um lugar direto na segunda fase de qualificação (Q2) devido a uma queda sofrida na terceira sessão de treinos livres, quando seguia na sua volta mais rápida.

Desta forma, teve de passar pela primeira fase da qualificação, a Q1, onde foi o terceiro mais rápido, falhando a passagem à Q2 (reservada para os dois mais rápidos da Q1) por apenas 37 milésimos de segundo.

Desta forma, o piloto de Almada sairá da quinta linha da grelha.

Na Q2, o domínio foi francês, com Johann Zarco (Ducati) a conseguir, surpreendentemente, a ‘pole position’, batendo o seu compatriota Fabio Quartararo (Yamaha), líder do Mundial, por 303 milésimos de segundo.

O italo-brasileiro Franco Morbidelli (Yamaha) foi o terceiro mais rápido do dia.

Numa qualificação em que os seis primeiros ‘couberam’ em menos de meio segundo, a melhor KTM é a do espanhol Pol Espargaró, na sexta posição, a 455 milésimos de segundo do autor da ‘pole’.

O GP da República Checa de MotoGP é a terceira corrida da temporada e disputa-se NO domingo, com o francês Fabio Quartararo a liderar o campeonato, com 50 pontos, e o português Miguel Oliveira na 13.ª posição, com oito.

Continuar a ler

Motores

MotoGP anuncia calendário com 15 provas e Portugal é hipótese para encerrar temporada

Motores

em

Foto: DR / Arquivo

O Mundial de MotoGP foi, este ano, reduzido a 15 corridas devido à pandemia de covid-19, anunciou hoje a DORNA, e Portugal é hipótese para acolher a prova de encerramento da época.

Em comunicado, a empresa promotora do Campeonato do Mundo de Velocidade em motociclismo anunciou hoje a entrada de uma nova corrida na Europa, devido ao cancelamento das provas de Argentina, Tailândia e Malásia.

Em declarações à Agência Lusa, o presidente da Federação Internacional de Motociclismo, o português Jorge Viegas, confirmou que “Portimão é uma hipótese” para acolher esta 15.ª prova.

“O Autódromo Internacional do Algarve (AIA) é circuito de reserva do Mundial de MotoGP nos anos de 2020 e 2021 e tem um pré-acordo para entrar no calendário em 2022”, recordou.

Com a vinda do Mundial de Fórmula 1, a 25 de outubro, o circuito algarvio sofrerá obras de melhoramento, nomeadamente com o asfaltamento da pista, que era uma das exigências da DORNA para a vinda do campeonato a Portugal, resolvendo, assim, esse problema.

No entanto, instado a confirmar a entrada do AIA já no calendário de 2020, Jorge Viegas escusa-se a “fazer comentários”.

O anúncio será feito publicamente no dia 10 de agosto.

A data disponível é o 22 de novembro, a seguir ao Grande Prémio da Comunidade Valenciana, em Espanha, que se disputa no fim de semana anterior.

Certo é que quem acolher a derradeira prova da temporada irá, também, organizar a Gala dos Campeões, da DORNA, onde são entregues os troféus aos campeões da temporada.

O Mundial de MotoGP tinha início previsto no dia 08 de março, mas a prova foi cancelada devido à pandemia de covid-19, tendo tido a primeira prova no circuito espanhol de Jerez de la Frontera, a 19 de julho, e a segunda uma semana mais tarde, no mesmo traçado.

Após duas provas realizadas, o francês Fabio Quartararo (Yamaha) lidera o campeonato, com 50 pontos. O português Miguel Oliveira (KTM) é 13.º, com oito.

Continuar a ler

Motores

Quartararo vence GP da Andaluzia, Miguel Oliveira abandona após queda

MotoGP

em

Miguel Oliveira. Foto: Facebook

O francês Fabio Quartararo (Yamaha) venceu hoje o Grande Prémio da Andaluzia de MotoGP, segunda corrida do Mundial de velocidade de motociclismo, que o português Miguel Oliveira abandonou na primeira curva, na sequência de uma queda.

Quartararo, que partiu da ‘pole position’, dominou a corrida espanhola do princípio ao fim, terminando com 4,495 segundos de vantagem sobre o espanhol Maverick Viñales (Yamaha) e 5,546 sobre o italiano Valentino Rossi (Yamaha), que não subia ao pódio desde o Grande Prémio das Américas de 2019.

Com este resultado no circuito de Jerez de la Frontera, Quartararo alargou para seis pontos a vantagem na liderança do Campeonato do Mundo de MotoGP, graças a duas vitórias em duas corridas disputadas.

Continuar a ler

Populares