Seguir o O MINHO

Futebol

Futebolista do Braga denuncia insulto racista: “Sou negra e não vou pedir desculpas por isso”

Clube apresentou participação na FPF

em

Foto: Facebook de SC Braga

A jogadora norte-americana Shade Pratt revelou hoje ter sido vítima de racismo no jogo de domingo da I Liga de futebol feminino, tendo o SC Braga feito uma participação disciplinar para a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Numa publicação nas redes sociais, a futebolista de 26 anos relata que, durante o jogo com o Cadima, em Cantanhede, que as bracarenses venceram por 7-0 e com um dos golos a ser marcado por Shade Pratt, foi insultada por uma adepta da equipa adversária que se encontrava na bancada e que, depois, a mesma se escondeu entre outros espetadores.

“Como norte-americana com ascendência africana, o racismo e as micro agressões diárias não me são estranhas, mas, no último fim de semana, em Portugal, aconteceu-me uma situação destas quando praticava o desporto que amo. Uma fã da equipa adversária atirou-me um insulto racista durante o jogo”, escreveu.

A jogadora acrescentou que “o racismo é uma cobardia e um gesto de pouca classe”.

“Ela decidiu esconder-se entre a multidão e não se atreveu a vir dizê-lo na minha cara. As pessoas que estavam ao lado dela e que permitiram que ela se escondesse, escolheram um lado nesta luta contra o racismo ao ficarem silenciosas e talvez permitindo que ela venha a repetir este comportamento”, diz.

Pratt, que veio para o SC Braga esta temporada, frisa que “acabar com o racismo é uma batalha que requer o esforço de todos”.

“Pela parte que me toca, vou escolher sempre confrontar e denunciar em todas as circunstâncias – é o meu dever. Tenho de me lembrar que as ações doentias dos outros não podem quebrar a minha confiança, o meu espírito e a minha felicidade. Sou uma mulher negra e não vou pedir desculpas por isso. Escolhi sobrepor-me nesta luta e vou continuar a fazê-lo”, concluiu.

O SC Braga, que adiantou ter feito uma participação disciplinar à FPF, diz que a atleta “teve, desde a primeira hora, total apoio da estrutura do clube e das suas colegas de plantel”.

“Um plantel multicultural, que cultiva o valor da diferença e que tem na diversidade uma das suas maiores riquezas, fator de união e de identidade comum que é também uma das razões do nosso sucesso enquanto clube e da nossa equipa feminina em particular”, pode ler-se numa nota no seu sítio oficial.

Anúncio

Futebol

Árbitro (que também é enfermeiro) testou positivo à covid-19

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

José Rodrigues, árbitro da categoria C2 Elite nas competições profissionais de futebol, testou positivo a covid-19, revelou hoje a Federação Portuguesa de Futebol.

“O Conselho de Arbitragem informa que o árbitro C2 Elite José Rodrigues testou positivo para SARS-CoV-2, encontra-se bem e continuará a ser acompanhado pela Unidade de Saúde e Performance da FPF”, revelou o organismo.

José Rodrigues ainda não arbitrou qualquer desafio da I Liga esta época.

Por ser enfermeiro, e como tal de grupo de risco, José Rodrigues, assim como André Castro, não seria nomeado pelo CA.

“Por se integrarem num grupo de risco, o Conselho de Arbitragem entendeu que não deveriam regressar aos treinos com os restantes elementos e não estarão em atividade neste período da Liga NOS”, lê-se no comunicado da FPF.

A I Liga vai ser reatada sob fortes restrições e sem público nos estádios em 03 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, até 26 de julho.

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, ainda em data e local a designar.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 350 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.356 pessoas das 31.292 confirmadas como infetadas, e há 18.349 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Jogadores testados duas vezes se intervalo entre jogos exceder cinco dias

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

Os jogadores da I Liga portuguesa de futebol vão ser testados a covid-19 duas vezes se o intervalo entre duas partidas, das 10 jornadas que faltam, for superior a cinco dias, anunciou hoje a Liga.

Em comunicado, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) detalha que foi hoje informada pela Direção-Geral da Saúde, a par da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que esta autoridade “admite, quando a periodicidade dos jogos não é superior a cinco dias, a realização de um teste laboratorial como forma precoce de identificar casos positivos” de covid-19.

Esse teste deve ser feito “o mais próximo possível do jogo”, e nunca com mais de 24 horas de antecedência, e no caso de passarem mais de cinco dias desde o último jogo, “deve ser dado cumprimento ao parecer técnico da DGS de 10 de maio e realizados dois testes laboratoriais”.

A I Liga vai ser reatada sob fortes restrições e sem público nos estádios em 03 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, até 26 de julho

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, ainda em data e local a designar.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 350 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.356 pessoas das 31.292 confirmadas como infetadas, e há 18.349 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Tavinho renova por uma época com o Vizela

II Liga

em

Foto: Divulgação

O Vizela, clube que foi promovido à II Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a renovação de contrato com o avançado Tavinho, que assinou um novo vínculo por mais uma temporada.

O extremo português, de 26 anos, que os vizelenses tinham recrutado, no início desta época, ao Farense, participou em sete jogos e apontou quatro golos na presente temporada, e mostrou-se “entusiasmado” por acompanhar a equipa no regresso aos campeonatos profissionais

“É uma emoção voltar à II Liga e mais especial ainda por ser com a camisola do Vizela. A nível individual, as minhas expectativas passam por poder fazer o maior número de jogos possível e ajudar os meus colegas. Coletivamente, queremos estabilizar o clube nesta Liga”, disse o jogador, em declarações ao site do clube

Além desta renovação com Tavinho, o emblema vizelense já tinha anunciado a continuidade do avançado Kiko Bondoso, do defesa João Pedro e a contratação de Richard Ofori, lateral esquerdo ex-Fafe.

O Vizela, a par do Arouca, foi indicado pela Federação Portuguesa de Futebol para a subida à II Liga Portuguesa de Futebol, depois do Campeonato Portugal, no qual militava, ter sido interrompido, devido à pandemia de covid-19.

À data da suspensão da prova, o Vizela liderava a Série A, com 60 pontos (mais oito do que o segundo classificado Fafe), enquanto o Arouca estava em primeiro lugar na Série B, com 58 pontos (mais oito do que o Lusitânia de Lourosa).

Continuar a ler

Populares