Seguir o O MINHO

Braga

Fundo inglês de risco compra tecnológica de Braga que emprega 50 pessoas

Economia

em

Foto: Eticadata

A empresa de software Eticadata, sediada em Braga, foi adquirida a 100% pelo fundo inglês de capital de risco Oakley Capital, passando a integrar o universo do também bracarense Grupo Primavera, que já havia sido maioritariamente comprado pelos mesmos investidores em junho de 2021.

Através dos seus canais de comunicação, a Eticadata confirmou esta terça-feira o negócio, salientando que com o novo investimento lançado pelo grupo de risco, a Primavera poderá aumentar a presença nos mercados africanos e da América Latina.

Dedicada ao desenvolvimento de software empresarial, a Eticadata foi criada em 1990, em Braga, e conta com mais de 200 parceiros de negócios, fornecendo software a mais de 50.000 utilizadores espalhados pelo mundo. Já a Primavera tem mais de 800 funcionários e gera um volume de negócios anual de cerca de 75 milhões de euros.

A Eticadata passará a fazer parte do conjunto de 12 empresas adquiridas pela Oakley Capital, entre as quais, em Portugal, as também bracarenses Primavera BSS, Valuekeep e YET, a portuense Cloudware, e em Espanha a Ekon, a Billage, a Contasimple, a Diez Software, a GSE, a Profiture, a Prosoft e o Club del Asesor.

Equipa é para manter

Por terem feito a empresa crescer ao longo dos últimos 30 anos, tanto equipa de gestão como os 50 colaboradores vão manter-se na firma, adiantou o CEO da Eticadata, José Gonçalves.

“A associação ao Grupo Primavera e a dimensão da Oakley Capital permitirão criar sinergias, que seguramente colocarão a ETICADATA noutro patamar. A inovação sempre fez parte do nosso ADN, em todos os processos funcionais e produtivos e neste momento sermos uma das empresas de referência é o melhor reconhecimento dos 32 anos de trabalho e dedicação ao desenvolvimento de práticas de inovação e qualidade no setor das TI”, considerou.

Segundo José Gonçalves, este “é resultado da conjugação do talento e do esforço de toda uma equipa que nos permitiu avançar com determinação e confiança rumo ao que havíamos definido desde o início”.

Por sua vez, Santiago Solanas, CEO do Grupo Primavera, manifestou-se agradado com a empresa adquirida, a quem aponta a liderança histórica no mercado português em termos de software empresarial.

Destacou a transação como “altamente benéfica”, visando “acelerar o ritmo de desenvolvimento de tecnologia dentro do Grupo e fortalecer” a “presença nos mercados português, africano e da América Latina, onde a marca tem grande projeção, particularmente na Colômbia e no Chile”.

“Contamos com a equipa de gestão atual para a criação de uma grande plataforma, líder de mercado independente em software e serviços de gestão para os trabalhadores independentes, pequenas e médias empresas e Escritórios de Contabilidade na Península Ibérica”, concluiu.

Mais de cinco mil milhões de euros em capital de risco

Com mais de cinco mil milhões de euros em ativos sob gestão, o grupo Oakley Capital é um fundo de capital de risco que investe em empresas de média e baixa-média dimensão, sobretudo na Europa Ocidental, com especial foco no digital, dedicando-se a três setores principais – Consumo, Educação e Tecnologia.

Segundo uma nota introdutória no seu portal de internet, o grupo diz ser “capaz de criar oportunidades de investimento diferenciadas e de produzir retornos superiores através do seu conhecimento setorial e mentalidade empreendedora”.

Populares