Seguir o O MINHO

Barcelos

Funcionários de escola secundária em Barcelos fazem greve para exigir reforço do pessoal

Escola Secundária Alcaides de Faria tem perto de 1.700 alunos e, segundo o sindicato, só tem 24 funcionários, três dos quais estão de baixa prolongada

em

A Escola Secundária Alcaides de Faria, em Barcelos, esteve hoje sem aulas desde as 08:00, em resultado de uma greve dos funcionários, que exigem o “urgente” reforço do pessoal, disse um dirigente sindical à Lusa.

Segundo Orlando Gonçalves, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte, a greve naquele estabelecimento de ensino começou às 08:00 e terminou às 10:30.

“Esta escola tem perto de 1.700 alunos e só conta com 24 funcionários, três dos quais estão de baixa prolongada, por doença”, referiu.

Foto: O MINHO

Para o sindicalista, aquele número de funcionários “nem sequer cumpre o rácio da portaria governamental”.

“Pelo rácio, faltam seis, mas para a escola funcionar em condições seriam precisos, pelo menos, dez”, sublinhou.

O responsável lembrou ainda que aquela escola tem ensino noturno, o que desde logo “desvia” dois funcionários para aquele período.

Além disso, os funcionários estão constantemente a ser “desviados” para outras escolas do agrupamento, para suprir carências que vão surgindo.

“Desde 2010, saíram 15 funcionários para aposentação e entraram quatro”, disse ainda Orlando Gonçalves.

Para o líder sindical, o número de funcionários na Alcaides de Faria “é manifestamente escasso” e resulta numa “situação muito complicada” para os que estão ao serviço.

Foto: O MINHO

Orlando Gonçalves disse que, em anos anteriores, a escola ainda tinha alguns trabalhadores contratados à hora, os chamados tarefeiros.

“Este ano, nem isso”, lamentou.

Populares