Seguir o O MINHO

Arcos de Valdevez

Funcionário que morreu afogado em Arcos de Valdevez estava sem colete salva vidas

Segundo os bombeiros

em

Foto: DR/Arquivo

O funcionário da Câmara de Arcos de Valdevez que hoje morreu afogado quando procedia a trabalhos de limpeza no rio Vez, não estava equipado com colete salva vidas, disse à Lusa o comandante dos bombeiros locais.

Segundo Filipe Guimarães, o homem de 57 anos “não sabia nadar” e integrava a “brigada de cantoneiros da câmara municipal.

Na altura do acidente “procedia à limpeza de uma pesqueira situada na praia fluvial da Valeta”, sendo que “também não usava linha de vida”, um equipamento de segurança no trabalho.

“As calças com linha refletora e botas eram as peças do fardamento que usava”, especificou.

A Lusa contactou o presidente da Câmara de Arcos de Valdevez, mas ainda sem sucesso.

Anteriormente, à Lusa, o comandante dos bombeiros voluntários daquele concelho do Alto Minho adiantou que “os colegas da vítima aperceberam-se que tinha caído, atiram-se ao rio mas não o conseguiram localizar, porque as águas estavam muito turvas devido aos trabalhos de limpeza em curso”.

De acordo com Filipe Guimarães, o homem, natural da freguesia de Rio Frio trabalhava para a autarquia “há muitos anos”.

O alerta foi dado cerca das 09:57.

Ao local compareceram 11 operacionais e quatro viaturas dos bombeiros, ambulância de Suporte Imediato de Vida e a GNR.

Anúncio

Arcos de Valdevez

Lançado concurso de 1,3 milhões para construir avenida entre rotundas em Arcos de Valdevez

Ligação da rotunda da Solidariedade à rotunda da Variante

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez abriu hoje um concurso público para a construção de uma avenida de ligação da rotunda da Solidariedade à rotunda da Variante, num investimento de cerca de 1,3 milhões de euros.

O aviso do procedimento, publicado hoje em Diário da República, estabelece como “preço base” da empreitada cerca de 1,34 milhões de euros e determina como prazo de execução da obra pública cerca de nove meses.

As propostas têm de ser apresentadas até às 18:00 do dia 03 de agosto e os concorrentes são obrigados a manter as propostas 120 dias após a apresentação, segundo o anúncio do concurso, assinado pelo presidente da autarquia, João Manuel Esteves.

De acordo com o aviso, o critério de adjudicação das propostas, que não envolvem uma aquisição conjunta, assenta na “melhor relação qualidade-preço”, com uma ponderação de 50% relativamente às valias técnicas e de 50% relativamente ao preço.

Continuar a ler

Arcos de Valdevez

Idoso encontrado morto num tanque em Arcos de Valdevez

Em Rio Frio

em

Um homem de 70 anos foi encontrado sem vida num tanque de rega, esta segunda-feira à noite, na freguesia de Rio Frio, em Arcos de Valdevez.

De acordo com o Jornal de Notícias (JN), que avança a notícia, o idoso terá dito, na aldeia, que iria desentupir aquele reservatório de água, eram cerca de 20:00 horas. Mais tarde, a vítima acabou por ser encontrada por um sobrinho, já morto, dentro do tanque localizado num campo agrícola.

A Polícia Judiciária esteve no local, assim como 11 operacionais dos bombeiros, INEM e GNR.

Continuar a ler

Arcos de Valdevez

Violência doméstica: Jovem de 22 anos detido e várias armas apreendidas em Arcos de Valdevez

“Indivíduo agredia física e psicologicamente a vítima, a sua companheira de 23 anos”

em

Um jovem de 22 anos foi detido, esta quarta-feira, na posse ilegal de armas, anunciou fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Numa nota publicada no seu site, aquela força de segurança refere que a detenção decorreu no âmbito de uma investigação por violência doméstica, tendo “os militares da Guarda apuraram que o indivíduo agredia física e psicologicamente a vítima, a sua companheira de 23 anos”.

Foto: GNR

No decurso das duas buscas domiciliárias e de uma busca em veículo, foram apreendidas uma arma de alarme, uma espingarda de pressão de ar, 166 munições de diversos calibres, quatro artefactos metálicos, um deles cortante, dois sabres, uma navalha de abertura automática, uma lança, duas caixas com esferas metálicas e quatro botijas de gás.

O suspeito foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo da identidade e residência, tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Arcos de Valdevez.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares