Seguir o O MINHO

Futebol

Fuga de Rafa Silva abre triunfo do Benfica frente ao Estoril Praia

I Liga

em

Foto: Twitter / SL Benfica

O Benfica elevou hoje para nove a série de jogos sem perder, em todas as competições, ao receber e vencer o Estoril Praia, por 2-1, em jogo da 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Rafa Silva, aos 34 minutos, inaugurou o marcador, com um ‘sprint’ de mais de 70 metros, e Gonçalo Ramos, aos 53, ampliou a contagem. Já em período de compensação ,André Franco, aos 90+3, fez o golo de ‘honra’ do Estoril Praia.

Um triunfo que mantém o Benfica, agora 61 pontos, a seis do Sporting, segundo classificado, que no sábado levou a melhor sobre o Vitória de Guimarães (3-1), numa tabela liderada pelo FC Porto, que hoje defronta o Boavista.

Com Meite, no meio-campo, e Yaremchuk, no ataque, que renderam os castigados Taarabt (expulsão) e Darwin Nuñez (completou um conjunto de cinco cartões amarelos), o Benfica deu a ideia que queria resolver o jogo rapidamente e, logo aos três minutos, Gonçalo Ramos colocou em sentido a defesa do Estoril Praia, valendo o guarda-redes Dani Figueira a desviar para canto.

Contudo, o Estoril Praia não se amedrontou e, apostando no ataque rápido, uma perda de bola de Rafa Silva permitiu a Carles Soria percorrer o flanco esquerdo quase todo e cruzar para a cabeça Mboula, mas ao poste esquerdo da baliza a cargo de Vlachodimos.

Os ‘canarinhos’ começaram a tomar conta do jogo, aproveitando o desacerto posicional do Benfica e, aos 18 minutos, Carles Soria, na esquerda, entrou na área tirou um adversário da frente e com um remate cruzado obrigou Vlachodimos a defender para canto.

Os comandados de Nelson Veríssimo bem procuravam inverter a tendência, mas o melhor que iam conseguindo eram remates desenquadrados de Gonçalo Ramos (21 minutos), Vertonghen (24) e Gilberto (31).

Um erro do estorilista André Franco, que se deixou antecipar por Rafa Silva, na sequência de canto, permitiu ao internacional português percorrer mais de 70 metros e, na fase final, pressionado por três adversários, tirou Joãozinho da frente, para, na entrada da pequena área, de pé direito, colocar o Benfica a vencer, aos 34 minutos.

Antes do intervalo, Gonçalo Ramos ainda colocou a bola na baliza do Estoril Praia, mas, segundos antes, o árbitro algarvio Nuno Almeida assinalou uma falta ofensiva do Benfica.

Sem alterações ao intervalo, o Estoril Praia esteve perto de fazer a igualdade num lance em que Gilberto perdeu a bola na zona de meio-campo, mas André Franco viu Vertonghen, em cima da linha, impedir o empate.

Numa boa jogada de entendimento entre Gonçalo Ramos e Gilberto, o avançado português recebeu a bola de pé esquerdo e fez o 2-0, aos 53 minutos, somando o sétimo golo na I Liga.

Foi já com Henrique Araújo em campo, que tinha rendido Rafa Silva, que o Benfica esteve perto de ampliar a contagem, contudo, o jovem avançado, de cabeça, falhou ligeiramente o alvo, aos 86.

Em cima do apito final, um mau passe de Henrique Araújo, em posição recuada, fez a bola sobrar para Arthur, que serviu André Franco para o 2-1, depois de um remate rasteiro por baixo das pernas de Vlachodimos, ‘selando’ assim o resultado.

EM FOCO

Populares