Seguir o O MINHO

Barcelos

Freguesia de Barcelos volta a manifestar-se contra Linha de Muito Alta Tensão

Protesto

em

Foto: DR / Arquivo

A freguesia de Perelhal em Barcelos não desiste da luta contra a Linha de Muito Alta Tensão (LMAT) e está marcada uma nova manifestação para domingo.


O movimento “Perelhal diz não à Linha de Muito Alta Tensão” está a convocar o protesto para as 09:00 do próximo domingo, com concentração marcada para o Largo do Alívio, zona central da freguesia.

A manifestação consistirá numa marcha lenta, estando o movimento a apelar à participação das pessoas em tratores, motas e bicicletas.

Perelhal é atravessada pela Estrada Nacional 103-1, que liga Barcelos a Esposende, podendo, assim, haver constrangimentos no trânsito.

Linha de muito alta tensão entre Ponte de Lima, Barcelos e Famalicão já está em construção

“A ideia será fazer um percurso pelas ruas internas da freguesia e com travessias na EN 103”, adiantou a O MINHO Fernando Miranda, presidente da Junta, que apoia o movimento de cidadãos que está contra a passagem da LMAT na freguesia.

“Como não pode haver ajuntamentos de pessoas, [o protesto] terá que ser com viaturas”, acrescenta o autarca.

Perelhal não aceita o traçado que o governo definiu para a LMAT, por estar muito próximo das habitações.

A Junta de Freguesia fez uma proposta de alteração que foi entregue ao governo pela Câmara de Barcelos.

Barcelos perde nova batalha judicial para travar linha de muito alta tensão

“Aguardamos resposta do governo, mas independentemente disso vamos manifestar-nos para perceberem que não estamos parados na defesa desta causa”, sublinha Fernando Miranda.

Relativamente à proposta apresentada ao governo, o presidente da Junta não especifica por onde passaria a linha, mas explica que “consiste em desviá-la totalmente dos aglomerados habitacionais, passando onde não provoque nenhum impacto junto de habitações”.

A LMAT já começou a ser instalada no concelho de Barcelos, mas em Perelhal “ainda não chegou”.

Freguesia em Barcelos com 48% de votos nulos contra alta tensão

“Os terrenos em Perelhal [onde está prevista a instalação das torres] não estão nenhuns vendidos ainda”, afirma o autarca, que espera o “máximo de pessoas” na manifestação.

Nas últimas eleições legislativas, decorreu em Perelhal um apelo ao voto nulo, em forma de protesto contra a LMAT,

Acabaram por se registar 479 votos nulos, equivalentes a 48,68%.

Anúncio

Barcelos

Freguesia de Barcelos irredutível contra muito alta tensão. “O povo é que manda”

Perelhal

em

Foto: José Figueiredo

A freguesia de Perelhal, em Barcelos, voltou a sair à rua, este domingo, contra a linha de muito alta tensão (LMAT), com uma marcha lenta que congestionou o trânsito na Estrada Nacional 103, que liga aquele concelho a Esposende.

Já no dia 19 de julho, a população de Perelhal tinha feito uma marcha lenta que criou longas filas naquela estrada nacional muito movimentada.

Pela freguesia e em viaturas foram colocadas tarjas com palavras de ordem como “REN – A pena de morte acabou em 1911”, “Perelhal diz não à linha de muito alta tensão”, “Não queremos para Perelhal o que os outros não quiseram”, “Alta tensão mata”, “400.000 volts matam”, “Perelhal está em luta”, “Em Perelhal o povo é que manda”.

Foto: José Figueiredo

Foto: José Figueiredo

Foto: José Figueiredo

Foto: José Figueiredo

Foto: José Figueiredo

Foto: José Figueiredo

Foto: José Figueiredo

Foto: José Figueiredo

Foto: José Figueiredo

Na manifestação marcaram presença o deputado na Assembleia da República do Bloco de Esquerda, José Maria Cardoso, e os vereadores José Novais, do PSD, e Domingos Pereira, do movimento independente BTF – Barcelos Terras de Futuro.

O protesto surge poucos dias após Barcelos ter perdido nova batalha jurídica contra a LMAT que a REN está a construir.

O Supremo Tribunal Administrativo (STA) manteve o indeferimento da providência cautelar interposta pelo Município de Barcelos para travar a construção de uma linha de muito alta tensão no concelho.

No acórdão, datado de 02 de julho, o STA decide não admitir o recurso, considerando que o município não foi “persuasivo” nos argumentos que usou para defender que o avanço da linha poderá conduzir a prejuízos de difícil reparação.

Em declarações a O MINHO, o presidente da Junta de Perelhal, Fernando Miranda, tinha explicado que esta nova marcha lenta se realizava por falta de respostas do governo à proposta alternativa de traçado.

A Junta de Freguesia fez uma proposta de alteração do traçado que foi entregue ao governo num processo intermediado pela Câmara de Barcelos.

“[Esta marcha lenta] vai no sentido de pressionar as entidades a uma resposta ao pedido da junta de freguesia”, realça o autarca. “Submetemos uma proposta alternativa, menos gravosa, e até à data não temos respostas de ninguém, embora tenhamos diligenciado nesse sentido”, acrescenta.

Em julho, dois dias antes da anterior manifestação, Fernando Miranda e o presidente da Câmara de Barcelos reuniram em Lisboa com o secretário de Estado da Energia, a secretária de Estado do Ambiente e uma técnica da REN.

“Houve alguns indícios, mas, a partir daí, não houve mais nada, as portas estão todas fechadas, e nós precisamos de saber, porque não vamos andar nisto toda a vida”, critica Fernando Miranda.

A proposta apresentada ao governo “consiste em desviar a linha totalmente dos aglomerados habitacionais, passando onde não provoque nenhum impacto junto de habitações”.

A LMAT já começou a ser instalada no concelho de Barcelos, mas ainda não chegou a Perelhal, que continua a lutar por um novo traçado.

Continuar a ler

Barcelos

Miniautocarro estacionado arde em Barcelos

Incêndio rodoviário

em

Foto: Raúl Fernandes

Um miniautocarro do Centro Social de Aguiar, no concelho de Barcelos, ficou destruído pelas chamas de um incêndio com origem desconhecida, ao final da manhã deste domingo, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

A viatura estava parada numa zona industrial em Vila Frescaínha S. Pedro há alguns anos depois de ter sofrido um acidente, sendo agora destruído pelas chamas que originaram ainda um pequeno incêndio florestal.

(vídeo de Raúl Fernandes)

Para o local foram acionados os Bombeiros de Barcelinhos com uma viatura de combate a incêndios, procedendo à extinção do mesmo.

Também uma outra viatura, estacionada ao lado do minibus, acabou por ser atingida pelas chamas.

A GNR investiga.

Continuar a ler

Barcelos

Homem em estado crítico após acidente de trator em Barcelos

Acidente

em

Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO (Arquivo)

Um homem de 74 anos ficou em estado crítico depois de sofrer um acidente com o trator que conduzia, esta manhã, em Barcelos, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

A vítima procedia a trabalhos agrícolas numa propriedade privada situada na Rua de Fiteiro, na freguesia de Fragoso, acabando por ficar debaixo da viatura.

Para o local foram acionados os Bombeiros de Barcelos com cinco viaturas e dez elementos, procedendo ao desencarceramento do idoso.

A vítima foi assistida no local com ajuda da equipa médica da VMER de Viana e foi considerado um ferido “em estado crítico”.

Foi transportado para o Hospital de Braga.

A GNR registou a ocorrência.

O alerta foi dado às 10:20.

Continuar a ler

Populares