Seguir o O MINHO

Desporto

FP Futebol atribuiu 23 bolsas a alunos que frequentem o 10ºano

Candidaturas até 18 de janeiro

em

Foto: FPF

A FPF e o Ministério da Educação vão apoiar 23 bolseiros do ensino secundário, uma iniciativa destinada a alunos que frequentam o 10.º ano no presente ano letivo.

O prazo para a apresentação de candidaturas foi prorrogado até ao próximo dia 18 de janeiro.

Como critérios fundamentais, ficou estabelecido que os alunos interessados terão de elaborar um processo individual de candidatura através da escola onde estudam. Após a receção das candidaturas, um júri com elementos de várias entidades avaliará e escolherá os 23 bolseiros finais.

No programa de bolsas pretende-se desenvolver as seguintes vertentes:

– Educação – promoção do mérito académico, englobando progressão;

– Desporto – promoção da participação desportiva;

– Cidadania – participação em projetos no âmbito da Cidadania e Desenvolvimento ou outros projetos em que o aluno está envolvido ou que pretende desenvolver, tanto em contexto escolar como extraescolar.

Perfil do candidato

Alunos matriculados no 10.º ano em Portugal, no ano letivo de 2018/2019, portugueses ou estrangeiros, beneficiários de ação social escolar (escalão A) e de diferentes ofertas educativas e formativas do ensino secundário, designadamente de cursos científico-humanísticos, cursos profissionais e cursos artísticos especializados.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

SC Braga

Árbitro “não vale nada”

em

 

O presidente do SC Braga acusou hoje Manuel Oliveira de ser um “mau árbitro”, que “não sabe o que faz”, após o desaire nas meias-finais da Taça da Liga em futebol, nos penáltis, com o Sporting.

“Foi uma arbitragem fraca, sem categoria nenhuma. Se anulam um golo como aquele, aos 46 minutos, por uma falta sobre o Acuña, tenho de dizer que foi fraco enquanto jogador e enquanto árbitro é mesmo muito fraco, porque está a acabar a carreira dele e nunca conseguiu chegar a internacional”, disse António Salvador.

De acordo com o líder dos ‘arsenalistas’, o juiz portuense “não vale nada” e “não tem coragem”, algo que, na sua opinião, trouxe do tempo de jogador, pois “se fosse bom, via que não era falta nenhuma”, referindo-se ainda ao lance do golo anulado.

“Só queria falar aos adeptos, mas não é possível. Já tinha dito à tarde que não era por inocência nenhum que tinha sido nomeada uma equipa de arbitragem sem nenhum internacional”, prosseguiu o presidente do SC Braga.

Além do tento anulado a João Novais, que daria o 2-1 aos ‘arsenalistas’, Salvador queixou-se, que, depois, o árbitro “não teve coragem” quando, aos 76 minutos, não assinalou “uma falta dentro da área sobre o Dyego (Sousa)”.

“O VAR deveria no mínimo ter mandado [o árbitro] ir ver e não o fez”, lamentou, acrescentando ainda que Manuel Oliveira também “não teve coragem de, aos 55 minutos, expulsar Gudelj, que fez duas faltas (para amarelo) na mesma jogada”, questionando se “no futebol, 1+1 é igual a um ou a dois”.

Quanto aos penáltis, Salvador disse que “acontece”, dando os “parabéns ao Sporting” por ter vencido na ‘lotaria’.

“Dentro dos 90 minutos, o Braga foi a equipa que mais quis ganhar e mais oportunidades teve. Marcou dois golos e só contou um. Os nossos adeptos não mereciam”, frisou.

Aos adeptos, António Salvador dirigiu-se “em primeiro lugar”, agradecendo-lhes o “grande esforço que fizeram, depois do pedido que lhes foi feito” para apoiarem a equipa, que “foi digna” e fez o suficiente “para poder vencer o jogo”.

O conteúdo Árbitro “não vale nada” aparece primeiro em Desporto – O MINHO.

Source link

Continuar a ler

SC Braga

“Se é para fazer isto aqui tirem o VAR”

em

O treinador Abel Ferreira manifestou-se hoje desagradado com a atuação do video-árbitro (VAR) na partida que opôs o SC Braga ao Sporting, e que terminou com o apuramento dos leões para a final da Taça da Liga, onde irá defrontar o FC Porto, no sábado, no Estádio Municipal de Braga.

“Se é para fazer isto aqui tirem o VAR”, queixou-se durante a flash interview.

Durante o encontro, os bracarenses viram um golo ser-lhes anulado, aos 46 minutos, depois de o VAR ter considerado que existiu uma falta no início do lance.

O Sporting ganhou por 4-3 sobre o SC de Braga, nas grandes penalidades, depois do empate a uma bola no final dos 90 minutos,

Declarações à ‘flash-interview’ da SportTV 

Abel Ferreira (treinador do SC Braga):[Resultado injusto] É a certeza daquilo que vimos durante o jogo. Vou falar do positivo, que foi jogar para vencer seja contra quem for, seja onde for. Fizemos isso na primeira parte, que foi mais equilibrada, e fizemos um golo.

O adversário acaba por fazer um golo muito bem conseguido em bola parada. É difícil combater o Coates porque de facto ele é muito grande, mas entrámos na segunda parte e, se o objetivo do futebol é o golo, nós fizemos o 2-1.

Continuámos a jogar e metemos uma bola na trave. Enfim, fizemos uma segunda parte muito boa.

É verdade que o Braga tentou – e fez as substituições com esse intuito – ganhar durante os 90 minutos, e sentimos na segunda parte que era possível, mas infelizmente vamos ver esta meia-final em casa. De forma muito injusta.

Eu nem sei o que é que diga. Temos que perceber porque é que o futebol português está mal. Com certeza que eu, como treinador, tenho muita coisa a melhorar, como o meu comportamento, se calhar tenho que ter mais calma, mas quando eu olho para este microfone vejo preto e amarelo, não tenho azul e cinzento. E esse é que é o grande problema. Eu disse isso mesmo ao árbitro com todo o respeito e com toda a educação.

Lá em baixo estão homens de família, que trabalham todos os dias para terem melhores condições para dar à sua família e, se eu não ganhar os jogos, o presidente a mim despede-me.

Eu não vou dizer o que o meu coração sente. Vou usar a sabedoria dos sábios. Vou deixar que as pessoas olhem e interpretem. Vou deixar que o futebol português, de uma vez por todas, tenha coragem de mudar o que está mal. Penalize quem tem de penalizar se quisermos um futebol melhor.

Quando eu erro eu tenho que ser despedido. E quando se erra a olhar para imagens… Quando nós conseguimos, em dois dias, poder fazer uma reflexão e ver. Vejam os lances, comparem os lances. Eu também erro e aceito o erro, mas o que mais me custa… Tirem o VAR por favor. Se é para fazer isto aqui tirem o VAR. Deixem os árbitros errar à vontade, deixem-me errar à vontade, deixem os jogadores errar à vontade, porque com o VAR e com o erro fica difícil para quem está em casa perceber o erro.

Quando eu tenho acesso ao VAR e se, num dia vejo uma coisa e no outro dia vejo outra, por favor desliguem.

E outra: não metam linhas. Se em casa não há linhas e se no VAR não há linhas, não metam linhas nas televisões, porque isso confunde quem está a ver.

Vou dar também parabéns ao Sporting, porque foi mais feliz e ganhou nos penalties.

Mas as pessoas que mandam no futebol, porque eu e os jogadores não mandamos absolutamente nada, que se sentem na mesma mesa, que façam uma reunião de condóminos, deixem as suas quintinhas de lado e que procurem valorizar o espetáculo, valorizar os jogadores e, acima de tudo, credibilizar o futebol”.

João Novais (Jogador do SC Braga): “Saio com sensação de frustração. Se houve uma equipa que quis ganhar o jogo fomos nós. Uma primeira parte mais equilibrada, mas com ascendente nosso e a segunda parte completamente nossa.

Fizemos mais, criámos mais. Um sentimento de injustiça e frustração acima de tudo.

[Penalties] Treina-se mas também sabemos que é sorte. Ao fim de 90 minutos de muita emoção, psicologicamente os jogadores estão cansados e isso pesa.

[Golo anulado] Toda a gente viu o que aconteceu. É um lance completamente normal no futebol. Isto é futebol, não é ‘basket’, durante o jogo houve milhares de lances assim e não foi falta. Aquele foi e não sei porquê.”

Foto: Twitter de Transferências ao Minuto / Arquivo

Marcelo Keizer (treinador do Sporting): “Um empate talvez fosse justo. A qualidade do jogo não foi boa. Ganhámos nos penáltis e estamos contentes, porque estamos na final.

Como treinador, olho para a qualidade de jogo e penso que podemos fazer melhor.

[Renan decisivo] Esteve muito bem. Hoje, estávamos um pouco cansados, mas o espírito da equipa fez o trabalho por nós.

[Dificuldades no início do jogo] O Braga jogou melhor nos primeiros 10 minutos, mais agressivo, depois nós também passámos a estar mais agressivos e penso que foi um jogo em que ambos os lados tiveram oportunidades, mas não muitas, pelo que acho que ambas equipas podem fazer melhor.

[Luiz Phillipe a titular em vez de Bas Dost] Foi uma questão física, mas havia a questão física para toda a equipa, para os 22 jogadores, porque jogámos muitos jogos, toda a gente sabe disso, e às vezes precisamos de mudanças para manter a equipa fresca. Hoje foi o Luiz Phillipe em vez do Bas Dost e isto pode acontecer mais vezes.

[Mathieu saiu ao intervalo] Também algum cansaço, talvez esteja pronto para o próximo jogo.

[Menos um dia de descanso do que o FC Porto] Não nos queremos queixar do calendário. Só temos que jogar. Claro que seria bom termos três dias em vez de dois, mas vamos dar o nosso melhor.

O conteúdo “Se é para fazer isto aqui tirem o VAR” aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Taça da Liga

SC Braga falha final da Taça da Liga

em

 

O SC Braga falhou hoje o apuramento para a final da Taça da Liga 2018/2019, depois de ter perdido nos pontapés de grandes penalidades, em jogo das meias-finais contra o Sporting.

Nos 90 minutos – prova não prevê prolongamento – o jogo terminou empatado, 1-1, depois de Dyego Sousa ter marcado para o ‘arsenalistas’, logo aos 03 minutos, e de Coates ter igualado, aos 38 minutos, ainda na primeira parte.

A final disputa-se no próximo sábado, no Estádio Municipal de Braga, e terá como outro finalista o FC Porto, que ontem bateu o Benfica, por 3-1.

O conteúdo SC Braga falha final da Taça da Liga aparece primeiro em Desporto – O MINHO.

Source link

Continuar a ler

Populares