Seguir o O MINHO

Ave

Fotografia, cinema e música no Parque da Devesa em Famalicão

Mel – Piquenique das Artes realiza-se na sexta-feira e sábado

em

Foto: Sara Sofia de Melo

O Mel – Piquenique das Artes está de regresso, na sexta-feira e sábado, ao Parque da Devesa, em Famalicão.

O festival, que vai na 6.ª edição, arranca esta sexta-feira pelas 16:00 com a “Câmara Obscura”, serviço de aprendizagem que vai funcionar durante os dois dias do evento, e termina no sábado com a atuação da banda barcelense Killimanjaro, pelas 23:15. A entrada é gratuita.

“Evento artístico, multicultural, interdisciplinar e inclusivo, tendo a consciência, ecologia e cidadania como valores centralizadores de todo o projeto”, é assim que o Mel – Piquenique das Artes é descrito pela organização, a associação cultural famalicense, Elogio Vádio.

Fazendo jus ao nome, haverá piquenique em ambos os dias do evento a partir das 20:00, seguido de programação cultural heterógena nas duas noites do festival.

Na sexta-feira, a programação arranca com a projeção do documentário “Às de Espadas” de Rúben Marques, pelas 21:30, seguido do concerto de Luiz Caracol, pelas 22:30. Já no sábado, há a apresentação do projeto audiovisual “Bem-Vindos ao Antropoceno”, pelas 21:00, seguido dos Baleia, Baleia, Baleia, que atuam às 22:00, e terminando com o concerto dos Killimanjaro, pelas 23:15, que fecha a edição deste ano.

O Mel – Piquenique das Artes conta com o apoio do Município de Vila Nova de Famalicão desde a primeira edição, que aconteceu no primeiro fim-de-semana de agosto de 2017, tendo-se repetido nos mesmos períodos de 2018 e 2019. Este ano marca o regresso do festival ao seu formato original após duas edições (2020 e 2021) integradas na programação do ANIMA- TE, o programa de animação sociocultural de verão promovido pela autarquia.

EM FOCO

Populares