Seguir o O MINHO

Futebol

“Foi uma grande vitória do Braga, motivante para o futuro. Vamos fazer uma grande 2.ª volta”

João Mário (treinador adjunto do SC Braga)

em

Declarações após o jogo Sporting-SC Braga (1-2), da 19.ª jornada da I Liga de futebol:

– João Mário (treinador-adjunto do SC Braga): “Eu penso que há duas partes distintas do jogo: na primeira parte, o Sporting, como grande equipa ofensiva que é, soube pressionar. Sofremos, soubemos sofrer, soubemos defender. Há uma mudança na segunda parte em que aparece um Braga que consegue dar um passo à frente. E por mérito, pela força deste grupo de trabalho, conseguiu fazer uma excelente segunda parte e penso que foi uma grande vitoria do Braga.

Ganhar na casa do campeão nacional, ainda para mais um resultado a perder que se transforma numa vitória, é motivante para o futuro.

Eu quero realçar um facto importante: é importante perceber que o Braga está em transformação, tem imensos jovens no plantel principal, estão a perceber o que é o Braga, que joga em qualquer campo para ganhar. São miúdos competitivos, que trabalham imenso e penso que o Braga vai fazer uma grande segunda volta.

Depois de uma derrota com o Marítimo, nós sabíamos que íamos rapidamente dar a volta. Eles trabalham muito durante a semana e demonstrámos a nossa qualidade, a nossa ambição e fomos uma grande equipa.

Nós temos uma estrutura definida e todos conhecem o sistema, trabalhamos para esse sistema. O nosso jogo é um jogo que os miúdos entendem e penso que a experiência tanto se tem aos 30 anos como aos 20 e eles vão adquirindo isso. Eles estão num clube em que sentem que têm de se esforçar todos os dias para estar no SC Braga.

Hoje, preparámos uma estratégia bem definida, que levamos até ao fim. Eu penso que lutámos tanto na Luz (1-6) como agora. São jogos em que, nós treinadores, temos de perceber porque é que ganhámos e porque é que perdemos. Se calhar (o jogo na Luz) foi uma boa lição para nós todos. A grande arma do treinador é o treino e depois passar o que acontece no treino para o jogo”.

– Rúben Amorim (treinador do Sporting): “O momento decisivo do jogo foi o penálti, o jogo mudou nessa altura. O jogo estava controlado, depois a equipa ficou intranquila. Nunca mais o jogo foi tão fluido.

Mesmo assim, criámos várias oportunidades e, depois, ao arriscar, tivemos falhas. Não houve falta de querer e coração, os jogadores deram o que tinham.

Foi um jogo com duas partes distintas, uma mais por cima outra menos fluida, mas sempre por cima. Por isso, o resultado parece-me injusto.

Não vi o penálti, não vou falar. Só disse que o jogo mudou depois do penálti, só isso.

O resultado devia ter sido muito diferente, não foi. O Braga chegou à nossa baliza em ressaltos de bola e, na segunda parte, nos lances de perigo que tiveram, tínhamos o jogo controlado. Houve jogos em que não dominámos e ganhámos, hoje foi precisamente o contrário.

Perdemos dois jogos este ano, mais do que no ano passado e o futebol é mesmo assim. Jogamos melhor este ano, mesmo que já tenhamos perdido mais vezes. Esta derrota foi muito diferente da do Santa Clara, hoje os jogadores deram tudo.

O jogo decisivo é o do Belenenses SAD. Sofremos muito ao estar em desvantagem. A equipa não consegue manter tão fortemente a identidade que tem ao estar em desvantagem, mas isso faz parte do crescimento. É uma situação nova e estamos a crescer com isso”.

Populares