Seguir o O MINHO

País

Foguetão chinês descontrolado reentra no fim de semana na atmosfera e Portugal pode ser afetado

Alerta a Agência Europeia para a Segurança da Aviação

em

Long March 5 B foi lançado no domingo

Restos de um foguetão chinês irão reentrar na atmosfera terrestre no fim de semana, em algum momento entre as 19:53 de sábado (hora de Lisboa) e as 11:53 de domingo, segundo as mais recentes previsões. Portugal é um dos países mencionados como potencial alvo.

Trata-se de um foguetão Long March 5B, com um peso estimado entre 17 e 22 toneladas e que viaja no espaço sem controlo a uma velocidade de 28 mil quilómetros por hora.

Os cálculos dos peritos, feitos a partir de observações e modelos matemáticos, apontam que, caso o aparelho não se desintegre por completo na atmosfera, os detritos irão cair com maior probabilidade no mar.

A trajetória do Long March 5B está a ser monitorizada, uma vez que pode interferir com o espaço aéreo, de acordo com um alerta feito na quinta-feira pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação.

Numa informação dirigida aos Estados-membros, às companhias aéreas e às autoridades de aviação, a agência listava Portugal, Bulgária, França, Grécia, Itália, Malta e Espanha como os países cujo espaço aéreo poderia eventualmente ser afetado.

Contudo, a mesma entidade ressalvou que, dado tratar-se de uma “reentrada descontrolada”, era “difícil prever exatamente” onde os detritos iriam cair, assinalando que uma “previsão mais detalhada” poderá ser disponibilizada “apenas algumas horas do impacto”.

O foguetão foi lançado no passado domingo da ilha de Hainan para transportar um módulo da nova estação espacial chinesa e está a dar voltas à Terra.

Não é a primeira vez que um foguetão chinês está a ser vigiado.

Em maio de 2021, um outro foguetão, também Long March 5B, desintegrou-se quase totalmente na atmosfera terrestre e os detritos caíram no oceano Índico sem causar danos.

EM FOCO

Populares