Seguir o O MINHO

Actual

FMI afirma que economia global é ameaçada pelas tensões comerciais persistentes

Tarifas “punitivas” impostas por Washington e Pequim, inclusive as vigentes desde o ano passado, poderiam reduzir o Produto Interno Bruto (PIB) global em 0,5% em 2020.

em

Foto: Twitter de Christine Lagarde

A principal ameaça à economia global vem de “tensões comerciais persistentes”, disse, no domingo, a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), referindo-se à guerra comercial entre a China e os Estados Unidos.

“Nós encontramo-nos num momento em que a economia mundial está a mostrar sinais de estabilização”, disse Christine Lagarde, num comunicado divulgado após a reunião do G20, que terminou ontem em Fukuoka, no Japão.

Entretanto, “a estrada à frente continua precária”, insistiu Lagarde.

Segundo estimativas do FMI, as tarifas “punitivas” impostas por Washington e Pequim, inclusive as vigentes desde o ano passado, poderiam reduzir o Produto Interno Bruto (PIB) global em 0,5% em 2020.

Antes da reunião do G20, Lagarde fez desta questão “a principal prioridade”, instando os países membros a manter uma política monetária flexível para apoiar a atividade.

Os grandes bancos centrais – o Banco Central norte-americano (Federal Reserve/FED), o Bnco Central Europeu (BCE), Banco do Japão (BoJ)- estão todos em alerta, prontos para agir, se necessário, mesmo que as suas margens sejam limitadas, já que foram implantadas medidas desde a crise financeira de há 10 anos.

O Governador do BoJ, Haruhiko Kuroda, reiterou a sua vigilância sobre as “incertezas”.

Os ministros das Finanças e governadores dos bancos centrais do G20 estiveram reunidos este fim de semana em Fukuoka, no sudoeste do Japão.

Anúncio

Actual

Ferido após queda em cascata no Gerês

Num local “bastante sinuoso, de difícil acesso”

em

Cascata da Rajada, Vilar da Veiga. Foto: DR / Arquivo

Uma pessoa ficou hoje ferida depois de cair esta numa cascata no Gerês, Terras de Bouro, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga.

Segundo a fonte, o alerta foi dado pelas 18:10, tendo a queda ocorrido na cascata da Rajada, em Vilar de Veiga.

A fonte acrescentou que se trata de um local “bastante sinuoso, de difícil acesso”, mas as organizações de socorro já chegaram à vítima e estão a prestar-lhe assistência.

ATUALIZAÇÃO

Vítima de queda em cascata no Gerês é um jovem turista francês que não conhecia o local

No local, estão os bombeiros e o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR, num total de 12 homens apoiados por quatro viaturas.

Ainda no início desta semana, na sequência de mais uma ocorrência do género, o GIPS apelou, através de uma publicação no Facebook, para que os visitantes “não se deixem deslumbrar pela beleza natural” das cascatas no Gerês.

Jovem ferida no Gerês, GIPS deixa alerta: “Não se deixem deslumbrar pela beleza das cascatas”

“Os acidentes nestas cascatas têm sido frequentes e têm feito vítimas muito graves e mortais”, sublinhava, alertando para o “perigo de escorregar”.

 

Notícia atualizada às 0h49: corrigiu a informação relativa ao sexo da vítima, inicialmente apontada como sendo uma mulher.

Continuar a ler

Actual

Portugal nas meias-finais do Mundial de hóquei

Venceu a Itália nos penáltis

em

Foto: Twitter / Arquivo

A seleção portuguesa de hóquei em patins qualificou-se hoje para as meias-finais do Mundial, ao vencer a Itália, por 2-0, no desempate por grandes penalidades, após uma igualdade a cinco golos no final do prolongamento.

No tempo regulamentar, Jorge Silva (11 minutos), Gonçalo Alves (24), João Rodrigues (43) e Hélder Nunes (44) fizeram os golos de Portugal, com Federico Ambrosio (02), Alessandro Verona (06), Giulio Cocco (32) e Andrea Malagoli (34) marcaram para a Itália.

Após o 4-4 no final do tempo regulamentar, Federico Ambrosio (51) e João Rodrigues (56) marcaram e levaram o jogo para as grandes penalidades, nas quais Portugal marcou duas vezes e a Itália nenhuma.

A formação das ‘quinas’ vai agora defrontar a Espanha, nas meias-finais, marcadas para sexta-feira, continuando em busca do 16.º título mundial.

Continuar a ler

Actual

Circulação na Linha do Minho retomada às 17:08 após atropelamento com vítima mortal

Em Vila Nova de Cerveira

em

Foto: Arquivo

A circulação em ambos os sentidos da linha do Minho foi retomada hoje às 17:08, cerca de uma hora e meia depois de ter sido cortada após um atropelamento ferroviário que causou uma vítima mortal em Vila Nova de Cerveira, informou à Lusa a CP.

As vias estavam cortadas desde as 15:32, hora do alerta para a ocorrência no localidade de Moutorros, em Viana do Castelo.

Segundo fonte da CP, “a circulação foi normalizada, sem atrasos”, tendo sido apenas afetados dois comboios: o da ocorrência, com um atraso de duas horas, e o que circulava na retaguarda, 14 minutos atrasado.

O acidente provocou uma vítima mortal, do sexo feminino.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares