Seguir o O MINHO

Actual

FMI afirma que economia global é ameaçada pelas tensões comerciais persistentes

Tarifas “punitivas” impostas por Washington e Pequim, inclusive as vigentes desde o ano passado, poderiam reduzir o Produto Interno Bruto (PIB) global em 0,5% em 2020.

em

Foto: Twitter de Christine Lagarde

A principal ameaça à economia global vem de “tensões comerciais persistentes”, disse, no domingo, a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), referindo-se à guerra comercial entre a China e os Estados Unidos.

“Nós encontramo-nos num momento em que a economia mundial está a mostrar sinais de estabilização”, disse Christine Lagarde, num comunicado divulgado após a reunião do G20, que terminou ontem em Fukuoka, no Japão.

Entretanto, “a estrada à frente continua precária”, insistiu Lagarde.

Segundo estimativas do FMI, as tarifas “punitivas” impostas por Washington e Pequim, inclusive as vigentes desde o ano passado, poderiam reduzir o Produto Interno Bruto (PIB) global em 0,5% em 2020.

Antes da reunião do G20, Lagarde fez desta questão “a principal prioridade”, instando os países membros a manter uma política monetária flexível para apoiar a atividade.

Os grandes bancos centrais – o Banco Central norte-americano (Federal Reserve/FED), o Bnco Central Europeu (BCE), Banco do Japão (BoJ)- estão todos em alerta, prontos para agir, se necessário, mesmo que as suas margens sejam limitadas, já que foram implantadas medidas desde a crise financeira de há 10 anos.

O Governador do BoJ, Haruhiko Kuroda, reiterou a sua vigilância sobre as “incertezas”.

Os ministros das Finanças e governadores dos bancos centrais do G20 estiveram reunidos este fim de semana em Fukuoka, no sudoeste do Japão.

Anúncio

Actual

Munícipio de Mondim de Basto nega qualquer participação em viagem à Turquia

Paga por uma empresa e investigada pelo MP

em

Foto: Divulgação / CM Mondim de Basto (Arquivo)

A Câmara de Mondim de Basto negou hoje que o seu presidente, vereadores ou qualquer técnico tenham participado numa viagem à Turquia, paga por uma empresa e investigada pelo Ministério Público (MP).

“Não só o presidente não participou na viagem em causa, nem em qualquer outra, a convite de qualquer fornecedor da autarquia, como também nenhum dos vereadores ou qualquer técnico da Câmara Municipal de Mondim de Basto aceitou qualquer convite”, garantiu hoje, em comunicado, a autarquia do distrito de Vila Real, que é liderada pelo socialista Humberto Cerqueira.

O município referiu que “a afirmação é completamente falsa, inaceitável e ofensiva” e adiantou ainda que, até à presente data, “não foi notificado de qualquer ato processual referente a qualquer investigação que esteja a decorrer sobre o referido assunto”.

A reação da Câmara de Mondim de Basto surgiu depois das notícias que deram conta que o Ministério Público (MP) ordenou a investigação a 15 municípios que terão participado numa viagem à Turquia, paga por uma empresa, e que já levou à acusação do presidente e do vice-presidente da Câmara de Penamacor.

O MP acusou do crime de recebimento indevido de vantagem António Luís Beites e Manuel Joaquim Robalo, “dois dos convidados que integraram a comitiva” que, entre 18 e 21 de abril de 2015, “viajou a Istambul de forma gratuita”, com as despesas “totalmente suportadas” pela ‘Ano – Sistemas de Informação e Serviços’, quando “decorriam negociações com alguns dos municípios convidados, com vista à venda/aquisição” de produtos de software que a empresa de informática comercializava, “particularmente com o município de Penamacor”.

Além dos autarcas de Penamacor, distrito de Castelo Branco, o MP sustenta que “foram também convidados e participaram na viagem vários elementos de outros” 15 municípios: Amarante, Amares, Baião, Cabeceiras de Basto, Ferreira do Alentejo, Leiria, Mêda, Mondim de Basto, Marco de Canaveses, Nordeste, Pinhel, Póvoa de Lanhoso, Santa Maria da Feira, Vila Nova de Famalicão e Vizela.

Continuar a ler

Actual

GNR e bombeiros procuram homem desaparecido em Trás-os-Montes

Em Boticas, no distrito de Vila Real

em

Foto: DR

Militares da GNR e bombeiros de Boticas, em Vila Real, estão a proceder a buscas por um homem de 61 anos que foi dado como desaparecido na aldeia de Ardãos, segundo fonte desta força policial.

O alerta à GNR foi dado por familiares do homem, que já estará desaparecido desde terça-feira.

Esta tarde os militares iniciaram as buscas, com o apoio dos bombeiros de Valpaços.

Para a operação, foram mobilizadas dois binómios da GNR (homem/cão).

De acordo com a página da internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), pelas 17:30 estavam no local 16 operacionais e cinco viaturas.

Continuar a ler

Actual

Liga dos Campeões: Benfica em estreia com alemães do Leipzig

Grupo G

em

Foto: Twitter de Andreas Samaris

O Benfica estreia-se esta terça-feira diante dos alemães do Leipzig na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, competição em que tentará ultrapassar os fracassos das duas anteriores épocas, nas quais foi eliminado na fase de grupos.

Para a estreia no Grupo G, no Estádio da Luz, a partir das 20:00, o treinador Bruno Lage está suspenso, em virtude da expulsão na época passada num jogo da Liga Europa, e o Benfica apresenta limitações, em especial devido às lesões de Florentino e Gabriel, jogadores que iniciaram a época como titulares e estão lesionados.

O Leipzig, fundado em 2009, teve uma única presença na Liga dos Campeões, em 2017/18, num grupo em que ficou atrás do Besiktas e do FC Porto, apurados para os oitavos de final. Nessa época, os ‘encarnados’ tiveram o pior desempenho de sempre, não somando qualquer ponto.

Benfica e Leipzig defrontam-se pela primeira vez, num encontro com arbitragem do grego Tasos Sidiropoulos, enquanto os franceses do Lyon, equipa do guarda-redes internacional Anthony Lopes, recebem os russos do Zenit, no outro jogo do grupo.

No primeiro dia deste arranque de Champions entrará também em ação o campeão europeu Liverpool, que visita o Nápoles, em jogo do grupo E.

Continuar a ler

Populares