Seguir o O MINHO

Braga

Filipe Vaz, da UMinho, é doutor honoris causa pela Universidade de Brasov

em

Foto: DR

É Pró-reitor da UMinho e foi homenageado pelos seus contributos na investigação e ensino das ciências. Filipe Vaz, professor do Departamento de Física da Escola de Ciências e pró-reitor para Investigação e Projetos da Universidade do Minho, foi distinguido com o título de doutor “honoris causa” pela Universidade Transilvânia de Brasov (UTBv), na Roménia. A Reitoria adiantou que a cerimónia decorreu durante as celebrações do 47º aniversário daquela academia do Leste europeu.


A UTBv reconheceu o intenso trabalho desenvolvido por Filipe Vaz em prol da excelência da investigação em ciência e engenharia dos materiais e destacou a “excelente colaboração” que vem mantendo há mais de 15 anos com aquela instituição. A proposta foi apresentada pela Faculdade de Ciência e Engenharia de Materiais da UTBv, tendo sido aprovada por unanimidade pelos órgãos daquela universidade.

Nascido em Famalicão há 48 anos, Filipe Vaz é licenciado em Ensino de Física e Química e doutorado em Ciências- especialidade em Física, pela UMinho, onde leciona desde 1992. Como investigador do Centro de Física da UMinho, liderou e participou em dez projetos europeus e 16 nacionais financiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e pela Agência Nacional de Inovação, 11 projetos bilaterais e outros em parceria com empresas.

Tem três patentes, uma delas internacional, é autor de cerca de 200 artigos científicos e de vários capítulos e livros, tendo orientado cerca de 50 estudantes de mestrado, doutoramento e pós-doutoramento. Foi vice-presidente da Escola de Ciências, membro do Senado Académico e pró-reitor para os Novos Projetos de Ensino entre 2013 e 2017.

Anúncio

Braga

Três utentes e uma funcionária infetados em lar de Braga

Covid-19

em

Bombeiros Sapadores desinfetaram instalações do centro. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O lar do Centro Social e Paroquial de Aveleda, em Braga, tem três utentes e uma funcionária com covid-19. Os Bombeiros Sapadores de Braga procederam, segunda-feira, à desinfeção do espaço.

Mónica Correia, diretora do Centro, adianta a O MINHO que um dos utentes está hospitalizado, mas “estável”. Os restantes têm “sintomas leves” e “encontram-se bem”.

O primeiro caso foi detetado na passada sexta-feira e, no sábado, todos os utentes (dez) e funcionários realizaram testes. Os resultados revelaram, então, os quatro positivos.

Bombeiros Sapadores desinfetaram instalações do centro. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Bombeiros Sapadores desinfetaram instalações do centro. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Bombeiros Sapadores desinfetaram instalações do centro. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Os utentes infetados estão separados dos restantes, seguindo todas as instruções das autoridades de saúde.

Na segunda-feira, os Bombeiros Sapadores de Braga desinfetaram as instalações, nomeadamente dois quartos, sala comum, entrada e corredores.

Entretanto, o Centro Social de Avelada, que tem nove colaboradores em funções, suspendeu o Serviço de Apoio Domiciliário.

O Centro de Dia mantém-se encerrado desde março.

Continuar a ler

Braga

Braga mantém feiras abertas

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

A Câmara de Braga vai manter as feiras abertas, após o recuo do governo, que delegou nas autarquias a autorização para a realização destas.

O presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, já havia considerado “excessiva” a suspensão das feiras e mercados levantes.

O autarca defendeu que a decisão sobre as feiras deveria caber a cada autarquia, com base no parecer da autoridade de saúde pública.

“Parece-me excessiva a suspensão em abstrato de todas as feiras, porquanto em municípios como o de Braga tudo foi feito para assegurar o seu funcionamento com regra, segurança e o necessário distanciamento”, referiu então.

Entretanto, o Governo recuou na intenção de proibir as feiras e mercados levantes, delegando essa autorização nas autarquias, que devem garantir que as normas de segurança e higiene são cumpridas.

Continuar a ler

Braga

Câmara de Braga está a recrutar seis licenciados em engenharia civil

Emprego

em

Foto: Facebook de Município de Braga

A Câmara de Braga está a recrutar seis técnicos superiores com licenciatura em engenharia civil. As candidaturas podem ser feitas até 16 de novembro.

O contrato de trabalho em questão é por tempo indeterminado e o salário é de 1.205 euros.

Os interessados devem remeter a candidatura para Câmara Municipal de Braga Praça Conde de Agrolongo, 4704 – 514 Braga.

Os candidatos podem obter esclarecimentos através dos contactos 253616060 ou [email protected]

Mais informação pode ser consultada na Bolsa de Emprego Público.

Continuar a ler

Populares