Seguir o O MINHO

Alto Minho

Fibra ótica e rede móvel são prioridades para Alto Minho “mais conectado”

Presidente da ANACOM esteve em Paredes de Coura.

em

Foto: DR/Arquivo

O presidente da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) defendeu hoje que a melhoria da cobertura da fibra ótica e da rede móvel devem ser “prioridades” para transformar o Alto Minho num território “mais conectado”.

“Há uma grande prioridade ao desenvolvimento em todos os concelhos do Alto Minho. Todos têm beneficiado já da fibra ótica, mas não chega a todas as localidades. Nem todos os aglomerados populacionais têm já a fibra ótica instalada”, afirmou João Cadete de Matos, em Paredes de Coura.

O responsável pela ANACOM, que falava à agência Lusa à margem da conferência “Por um Alto Minho mais conectado”, promovida pela Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, sublinhou ser “uma prioridade para esta região a fibra ótica estar disponível em todo o território face às exigências do 5G”.

“Não só para que as populações se mantenham e sejam atraídas por este território, mas também para que as empresas, nos seus vários campos de atividade, tenham condições para se localizarem e os turistas visitarem a região”, sustentou, adiantando que o regulador das comunicações “vai aproveitar todas as oportunidades” para que esse “desafio” seja concretizado.

João Cadete de Matos apontou a cobertura da rede móvel como “outro tema prioritário para região”, admitindo que, atualmente, e fruto de “financiamentos comunitários e investimento das várias empresas, o nível de cobertura seja bastante melhor do que existia há uns anos”.

“Ainda há zonas em que não há um bom grau de cobertura da rede móvel”, declarou, referindo como exemplo algumas zonas do Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG).

“Há zonas onde a cobertura do sinal da rede móvel é bastante débil, nalguns casos inexistente e, além disso, há zonas em que só um operador tem boa qualidade do sinal”, observou.

João Cadete de Matos adiantou que a ANACOM “tem vindo a insistir na utilização do ‘roaming’ nacional”.

“É a possibilidade dos portugueses, quando não têm num determinado local a rede do operador com quem têm contrato, poderem ligar-se ao operador que nesse local tem bom sinal, sem obrigar a duplicar ou a triplicar os investimentos em termos de antenas”, especificou.

Já o presidente da CIM do Alto Minho, José Maria Costa, afirmou que, atualmente “as questões da mobilidade e das comunicações são fundamentais” para o desenvolvimento dos dez concelhos da região.

Fazem parte desta comunidade intermunicipal os municípios de Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira, Valença, Paredes de Coura, Arcos de Valdevez, Monção, Melgaço, Ponte da Barca e Ponte de Lima.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Viana do Castelo

Viana: Homem que sofre de depressão desaparecido

Família pede ajuda a quem possa ter informações

em

Foto: Facebook

A família de António Passos, residente em Viana do Castelo, está a utilizar as redes sociais para apelar a quem possa ter informações sobre o familiar, cujo paradeiro desconhecem, que informe as autoridades.

Numa mensagem publicada este domingo à noite, no Facebook, a filha refere que o pai “veste casaco castanho clássico, calça bege, e sapato preto. Saiu de casa as 9:00 e levou o carro. Renault Megane azul. Matrícula 64-47-UN”.

Segundo acrescenta a Rádio Geice, o homem, ex-trabalhador dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, de 62 anos, sofre de depressão.

A PSP já foi alertada.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Idoso de 90 anos morre após ser atropelado em Viana

Na freguesia de Darque

em

Foto: DR/Arquivo

Um homem de 90 anos morreu hoje atropelado por um veículo conduzido por um septuagenário, na freguesia de Darque, em Viana do Castelo, disse à Lusa o segundo comandante da PSP local.

De acordo com Raul Curva o atropelamento ocorreu no cruzamento entre a rua Carteado Mena e rua António Alves, na freguesia de Darque, na margem esquerda do rio Lima.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo adiantou que o homem de 90 anos foi transportado em estado grave para o hospital de Santa Luzia, onde foi declarado.

O acidente ocorreu às 20:02.

No local compareceram uma ambulância dos Bombeiros Voluntários, a Viatura de Emergência Médica (VMER), estacionada no hospital de Santa Luzia e a PSP.

Notícia atualizada às 23h16.

Continuar a ler

Alto Minho

Despiste de motociclo pesado na A3 em Paredes de Coura faz ferido grave

Transportado para o Hospital de Viana do Castelo

em

Foto: DR

Um ferido grave foi o resultado de um despiste de um motociclo pesado na zona de Romarigães, concelho de Paredes de Coura, no sentido norte/sul, avançou à Lusa fonte dos bombeiros de Valença.

Em declarações à Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Valença, Miguel Lourenço, explicou que o ferido grave, um homem de 42 anos, foi transportado para o Hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

O despiste do motociclo pesado, cujo alerta foi dado cerca das 13:45, ocorreu na autoestrada A3, ao quilómetro 90, que liga o Porto a Valença.

No local esteve uma ambulância dos bombeiros, uma viatura de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Valença, bem como a Brigada de Trânsito da GNR de Ponte de Lima e a Brisa, concessionária daquela autoestrada.

Continuar a ler
Anúncio

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

EM FOCO

Populares