Festival Internacional de Guitarra de Guimarães estende-se até janeiro

O IV Festival Internacional de Guitarra de Guimarães (FIGG 2017) tem início na sexta-feira, estendendo-se até 14 de janeiro, com atividades que vão desde as oficinas de música aos concertos e conferências, indicou esta quarta-feira a organização.

O francês Judicaël Perroy, o croata Dejan Ivanovic, bem como Mak Grgic, da Eslóvenia, Ricardo Barceló (Espanha/Uruguai) e o português André Madeira são alguns dos nomes convidados num total superior a uma dezena de instrumentistas da área.

As atividades vão decorrer em vários espaços da cidade de Guimarães, nomeadamente no conservatório local, no Centro Cultural Vila Flor, na Plataforma das Artes e Criatividade, na Universidade de Minho e na Associação Comercial e Industrial.

Em declarações à agência Lusa, o diretor artístico do FIGG 2017, Nuno Cachada, apontou como “grande meta” desta quarta edição a promoção de guitarristas clássicos emergentes, bem como a criação de oportunidades para jovens que queiram dar os primeiros acordes.

“Geralmente, a oferta formativa neste tipo de eventos é fortemente centrada em estudantes do ensino artístico especializado. É nosso objetivo fugir à regra e atingir um público mais vasto, possibilitando a todos a sua primeira experiência com a guitarra”, disse o responsável.

A organização acredita que o FIGG está “definitivamente inscrito na rota europeia” através da EuroStrings, a primeira plataforma europeia no setor de guitarra clássica que junta festivais promovidos nas mais diferentes latitudes – atualmente 14 – e que recentemente decidiu “apadrinhar” também o festival promovido em Guimarães.

“Esta plataforma, da qual nos honramos de fazer parte, vai permitir não só solidificar a atividade formativa que temos vindo a realizar ao longo de todas as edições, como também abrir portas internacionais aos nossos participantes”, referiu Nuno Cachada, que é também guitarrista e professor de música.

O FIGG 2017 mantém o Concurso Internacional de Guitarra “Cidade de Guimarães”, cuja última categoria dá acesso a uma “finalíssima” entre os 14 festivais apoiados pela EuroStrings.

A primeira prova realiza-se em Guimarães e a grande final será em abril na capital da Croácia, Zagreb.

Este festival é promovido pela Sociedade Musical de Guimarães – Conservatório de Guimarães, com o apoio do Município de Guimarães e do Programa Europa Criativa da União Europeia.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Sete seleções de voleibol feminino disputam torneio em Viana do Castelo

Próximo Artigo

Braga oferece Concerto de Natal à população

Artigos Relacionados
x