Seguir o O MINHO

Guimarães

Festival Internacional de Música Religiosa com dez concertos em Guimarães

Todos com entrada livre

em

Foto: Facebook de Festival Internacional de Música Religiosa (2016)

A 4.ª edição do Festival Internacional de Música Religiosa de Guimarães, que vai decorrer de 13 a 20 de abril, contempla dez concertos, quase todos marcados para algumas das mais emblemáticas igrejas da cidade, anunciou hoje a organização.


A diretora artística do festival, Elisabete Matos, disse à agência Lusa que esta edição do certame contempla uma “importante vertente formativa”, estende-se a algumas freguesias fora da malha urbana e reforça a aposta na internacionalização.

“É um festival que decorre, marcadamente, sob o signo da Quaresma e da Semana Santa”, referiu.

Assim, na vertente formativa, o festival junta três grupos corais de Guimarães que estão há dois meses a receber, uma vez por semana, “aulas” do maestro Gonçalo Lourenço.

A Orquestra de Guimarães, a Orquestra do Norte e o Quarteto de Cordas de Guimarães são outros dos participantes.

Entretanto, este ano, o festival não se fica pelo centro de Guimarães, mas estende-se também às freguesias da Penha e das Caldas das Taipas.

Em termos internacionais, participarão uma solista francesa e uma italiana, um tenor grego e coros de Cuenca e da Galiza, ambos de Espanha.

Outro destaque vai para a presença do maestro Henri Seroka, compositor da Obra “Credo”, que fará a sua estreia nacional neste festival.

Os concertos terão lugar nas igrejas de Nossa Senhora da Conceição, das Dominicas, Senhora da Oliveira, S. Pedro, Penha e S. Francisco.

O Paço dos Duques, o Centro Cultural Vila Flor e o Centro Pastoral das Taipas serão os outros palcos.

As entradas são livres para todos os concertos.

“Foram escolhidos os edifícios mais emblemáticos do ponto de vista histórico e patrimonial, porque outro dos objetivos do festival é mostrar e divulgar estes espaços”, disse ainda Elisabete Matos.

Do programa, consta ainda um colóquio sobre Arte Sacra, com o bispo Carlos Azevedo, delegado do Conselho Pontifício da Cultura no Vaticano.

Anúncio

Guimarães

Enfermeira de Guimarães denuncia problemas na saúde primária: “Veem o pus por telefone”

Saúde

em

Foto: DR

Ana Isabel Alves, enfermeira de Guimarães, escreveu uma carta ao primeiro-ministro a alertar para as fragilidades dos cuidados primários de saúde durante os tempos de pandemia de covid-19.

A enfermeira denuncia condicionamentos impostos pelas medidas de contenção que nunca foram ajustados para um correcto funcionamento no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Explica que os utentes têm muitas dificuldades para conseguir uma consulta, levando a que estes se desloquem diretamente ao hospital da área de residência, podendo, por isso, ‘entupir’ o atendimento. Sublinha ainda que que os tempos de espera estão a aumentar, prejudicando os casos urgentes.

“Não é aceitável que tenhamos que nos deslocar ao privado quando temos um SNS para o qual contribuímos”, lamenta a enfermeira.

Outra das medidas que Ana Isabel Alves critica é a consulta feita por telefone. A enfermeira diz que existem relatos “de pedirem por telefone a uma mãe para ver se via pus na garganta do filho. Não é admissível”, afirma, vincando que “os centros de saúde não podem funcionar maioritariamente pelo telefone”.

A enfermeira apela a António Costa que faça uma reflexão sobre este apelo que é, diz, “em nome dos portugueses”.

Continuar a ler

Guimarães

Mais plantas de canábis apreendidos em Guimarães

Droga

em

Foto: divulgação / GNR

A GNR apreendeu hoje canábis numa plantação no anexo de uma residência em Guimarães e constituiu arguido um homem de 61 anos, anunciou aquela força.

Em comunicado, a GNR refere que foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, tendo sido apreendidos seis ramos de canábis amadurecidos e secos prontos para consumo, bem como 116 doses de folhas de canábis acondicionada em frascos e caixas.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

Continuar a ler

Guimarães

Atenção, Guimarães. Obras em Silvares condicionam trânsito na A7

Trânsito

em

Foto: Divulgação/ CM Guimarães

A ponte pedonal que liga a Rua Capitão Salgueiro Maia (zona comercial) ao Cemitério de Silvares vai ser substituída por uma nova estrutura metálica, no âmbito da intervenção em curso no desnivelamento da rotunda de Silvares, anunciou hoje a Câmara de Guimarães.

Esta intervenção para a retirada da atual ponte está agendada para sexta-feira, 02 de outubro, a partir das 23:00 e até às 06:00 de sábado. Neste período é previsível o condicionamento de trânsito na entrada e saída da autoestrada n.º 7 (A7).

A colocação da nova estrutura metálica está agendada para a semana seguinte, cuja montagem será feita entre as 23:00 do dia 09 de outubro e as 06:00 do dia 10.

Durante uma semana, com o objetivo de minimizar os inconvenientes provocados pela intervenção será colocada sinalética alternativa ao percurso da ponte pedonal para mitigar os constrangimentos previstos à população.

Continuar a ler

Populares