Seguir o O MINHO

Região

Festival de percussão em Guimarães e Famalicão com transmissão online

Peles – International Drum Fest

em

Começa na quinta-feira e prolonga-se até domingo, em Famalicão e Guimarães, o festival de percussão Peles – International Drum Fest, “um dos festivais temáticos mais emblemáticos do país e considerado ao nível europeu um dos mais promissores do género”.

Em nota de imprensa, a organização explica que o evento “foca-se em projetos que se distinguem essencialmente pelo cruzamento de linguagens musicais percutiva”.

Nesta quinta edição foram convidados projetos nacionais de relevo, da área da percussão, sempre com o intuito de incluir novos projetos com expressões artísticas diferentes que garantam uma maior diversidade e dinâmica, contando assim com bandas experientes e de qualidade reconhecida.

A programação contempla quatro concertos, que se caraterizam pela capacidade de aglutinar nesta edição o que de melhor se tem feito em Portugal na área da percussão.

Devido à pandemia e, com um objetivo social, assinala a organização, o festival cria este ano um concerto de oito horas, intitulado “Ronda dos Mafarricos”, que vai permitir que uma grande parte dos solistas portugueses possam passar pelo evento.

Considerando a evolução da pandemia, a direção artística do Peles e a direção da CAISA optaram pela realização desta edição totalmente em streaming e sem público, o que permite a realização do festival mantendo todas as regras de segurança e cumprindo as normas estabelecidas pela DGS.

No dia 1, o concerto é de Atlantic Percussion Group no CLAV – Centro e Laboratório de Vermil, em Guimarães, pelas 21:30.

No dia 2, no mesmo local, realiza-se o concerto de oito horas, “Ronda dos Mafarricos”, com 16 dos mais conceituados percussionistas portugueses.

No dia 3, o RePercussion atua no Espaço Fauna, em Famalicão, pelas 21:30.

No dia 4, é a vez de Pulsat Percussion Group no mesmo local, pelas 18:00.

Os concertos serão transmitidos nas páginas do Facebook do Peles – International Drum Fest e do Comunidade Cultura e Arte.

Populares