Seguir o O MINHO

Alto Minho

Festival de jazz de Viana pela primeira vez apenas com projetos nacionais

em

O Festival “Jazz na Praça da Erva”, em Viana do Castelo, começa na quinta-feira com um cartaz composto, pela primeira vez em 24 anos, apenas por projetos nacionais, disse a organização.

“Neste momento, temos um conjunto de músicos e projetos que são do melhor que se faz no mundo. A realidade do jazz em 24 anos evoluiu em Portugal, e neste momento temos músicos de craveira internacional. Embora tratando-se de projetos nacionais, dois deles são de projeção internacional”, explicou o promotor do evento, David Martins.

Este ano o festival, entre 06 e 08 de agosto, vai acontecer apenas na Praça da Erva, “no mítico palco que o viu nascer e lhe deu o nome”. Os concertos, todos gratuitos vão trazer à capital do Alto Minho quatro diferentes projetos de jazz.

Em edições anteriores, a organização chegou a realizar concertos noutros espaços da cidade, entre eles, o teatro municipal Sá de Miranda.

O programa do festival abre na quinta-feira, às 22:30, com a atuação dos Metamorphosis, um projeto liderado pelo trompetista brasileiro Gileno Santana. Na sexta-feira, à mesma hora, será a vez dos G Project, uma formação portuense de Gipsy Jazz liderado pelo guitarrista de Viana do Castelo Ricardo Ferreira da Silva.

No sábado, último dia do festival, realizam-se dois concertos. O primeiro às 22:00 com Guitolão e Contrabaixo, e o segundo às 23:00, com a Orquestra Fina.

“É difícil destacar um cabeça de cartaz porque são quatro projetos do melhor que se faz no nosso país”, afirmou David Martins.

Organizado pela Câmara Municipal, com produção e direção artística de David Martins, o “Jazz na Praça da Erva” que se realiza desde 1992 contando com as participações de Billy Cobham, Burdette Becks, Carles Benavent, Danny Gotlieb, Harmony Central, Jeff Berlin, Joey Defrancesco, Jorge Pardo, Maceo Parker, Miroslav Vitous, Noveccento, Richard Galiano e Stanley Jordan, entre outros.

jazz praca erva

Programa: 

Dia 6 Agosto | 22h30

Metamorphosis (projeto liderado pelo trompetista brasileiro Gileno Santana)

Formação:

Gileno Santana – trompete

Peixe – guitarra

Sérgio Alves – teclado

Sérgio Marques – baixo

Hugo Danin – bateria

Dia 7 Agosto | 22h30

G Project (projeto portuense de Gipsy Jazz liderado pelo guitarrista vianense Ricardo Ferreira da Silva)

Formação:

Ricardo Ferreira da Silva – guitarra

Paulo Gonçalves – guitarra

Arnaldo Nocas – acordeão

Francisco Tavares – violino

Filipe Teixeira – contrabaixo

Dia 8 Agosto | 22H00

GUITOLÃO E CONTRABAIXO – com:

Carlos Barretto – contrabaixo

António Estáquio – guitolão*

Local: Praça da Erva, às 22H00

Dia 8 Agosto |23H00

ORQUESTRA FINA

Formação:

Rui Teixeira – saxofone, clarinete, guitarra e voz;

Catarina Valadas – flauta e voz;

Vasco Agostinho – guitarra;

Hugo Raro – piano, sintetizador;

José Carlos Barbosa – contrabaixo;

Marcos Cavaleiro – bateria.

Anúncio

Arcos de Valdevez

Rojões e papas de sarrabulho regressam às mesas dos restaurantes em Arcos de Valdevez

Arcos à Mesa

em

Foto: DR/Arquivo

O concelho de Arcos de Valdevez vai ser palco, no fim de semana, da iniciativa Arcos à Mesa que leva envolve restaurantes do concelho na promoção dos rojões e das papas de sarrabulho.

Trata-se de um dos principais pratos da gastronomia daquele concelho, “muito procurado e apreciado nesta época do ano e intimamente ligado à matança do porco”.

A iniciativa inclui a doçaria tradicional, com destaque para Charutos dos Arcos, recentemente eleitos uma das 7 Maravilhas Doces de Portugal, e o vinho verde produzidos na região.

O programa de animação engloba uma “Feira de Artesanato e Mercado de Sabores”, uma visita guiada a quintas de vinho verde do concelho, bem como provas de vinhos, animação musical com a atuação de rusgas, da Orquestra Microsom, no Campo do Trasladário, teatro e visitas à Porta do Mezio.

Continuar a ler

Alto Minho

Ganso em concerto em Ponte da Barca

Casa de cultura

em

Foto: DR/Arquivo

O grupo Ganso vai atuar, dia 06 de dezembro, na casa da cultura de Ponte da Barca, num concerto com entrada gratuita, anunciou hoje a câmara do distrito de Viana do Castelo.

Em 2015, o quinteto de rock alternativo lisboeta apresentou o trabalho Costela Ofendida, em 2017, Pá Pá Pá e, este ano, lançaram novo trabalho discográfico produzido nos estúdios Cuca Monga, em Alvalade.

Apesar da sua curta existência, têm já no currículo passagens por festivais como o NOS Alive, Mexefest ou Vodafone Paredes de Coura, tendo também percorrido o país de Norte a Sul em nome próprio e como parte do Conjunto Cuca Monga (na companhia de Capitão Fausto e Luís Severo).

Continuar a ler

Ponte de Lima

1.ª Conferência Internacional sobre Sidras e Bebidas do Pomar em Ponte de Lima

Sidra Talks

em

Foto: DR/Arquivo

Ponte de Lima vai promover, no dia 29, a Sidra Talks – 1.ª Conferência Internacional sobre Sidras e Bebidas do Pomar, no edifício Clara Penha – Casa dos Sabores, informou hoje a câmara.

Segundo o município, trata-se de “um evento pioneiro em Portugal”, que pretende “recuperar a tradição produtiva sidreira e os recursos endógenos do pomar da Ribeira Lima”.

A iniciativa resulta, segundo o município, “da enorme evolução no consumo e crescente curiosidade do mercado global desta bebida milenar, também já notória em Portugal, e que motiva um olhar e investimento neste setor há tanto tempo esquecido”.

Continuar a ler

Populares