Seguir o O MINHO

Barcelos

Festival de circo contemporâneo arranca em Barcelos

Companhia australiana é a primeira a entrar em cena

em

Foto: DR

Barcelos recebe hoje o primeiro espetáculo que marca a abertura da sexta edição do mais influente festival de circo contemporâneo do país, o Vaudeville Rendez-Vous, até 27 de julho em Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, cidades que integram o Quadrilátero Urbano.

“A Simple Space”, dos Gravity & Other Myths abre a sexta edição do Festival, às 22:00, no Largo da Porta Nova, em Barcelos. Esta é uma das seis estreias nacionais que vão marcar o evento, sendo a primeira vez que o festival conta com a participação de uma companhia australiana. Sete acrobatas executam uma performance “crua, frenética e delicada”, apresentada de forma intimista.

O grupo ‘Coração nas Mãos’ apresenta-se em Barcelos com a peça “Chá das Cinco”, no dia 25 de julho, às 19:00, no Largo da Porta Nova, numa performance que conta com quatro amigas, e mais uma que não chega, que bebem chá num ambiente pouco pacífico.

Ainda no mesmo dia, às 22:00, Elvis Mendes – vencedor da primeira bolsa de criação Vaudeville Rendez-Vous, em parceria com o Instituto Nacional de Artes do Circo (INAC) –, apresenta “A Fábrica da Mentira”, também no Largo da Porta Nova.

No dia 26, às 11:00, há lugar para um “Showcase”, no Theatro Gil Vicente, que irá permitir aos criadores emergentes apresentarem os seus projetos aos programadores que marcam presença no Vaudeville Rendez-Vous.

Mais tarde, às 19:00, é a vez da dança acrobática “Zoog”, de Amir and Hemda, que representa o amor e o ódio numa relação, assim como a rotina e os altos e baixos de uma história íntima, apresentar a sua performance, no Largo da Porta Nova.

Ainda no mesmo dia, o grupo francês Cirque Exalté põe em cena o espetáculo “Furieuse Tendresse”, que liga a polimórfica e multidisciplinar cultura underground do circo dos anos 60 e 70, às 22:00, na Praceta Francisco Sá Carneiro.

No último dia do festival, a companhia portuguesa Dulce Duca traz, ao Largo da Porta Nova, às 11:00, o espetáculo “Um belo dia”, baseado nas memórias do autor, que coloca a artista no centro do palco a representar emoções.

A última atuação do Festival em Barcelos cabe a “Pelat”, de Joan Català, que concilia dança, circo, teatro e performance, e promove uma interação única com o público. Esta interpretação tem lugar, às 19:00, no Largo da Porta Nova.

O Vaudeville Rendez-Vous – reconhecido pelo júri internacional do Europe For Festivals/Festivals For Europe, com o selo EFFE Label 2019-2020 – tem como missão a sensibilização da comunidade para as artes circenses e a formação de novos públicos.

A última edição daquele que é considerado o mais influente festival de circo contemporâneo do país reuniu mais de 15 mil pessoas em Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão e contou com mais de 60 artistas portugueses e internacionais.

EM FOCO

Populares