Seguir o O MINHO
[the_ad id='438601']

Alto Minho

Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço superou expetativas

em

DR

Segundo a organização, foram muitos os que rumaram até o concelho mais a Norte de Portugal para participarem em mais uma edição da Festa do Alvarinho e do Fumeiro.

Este ano vendemos mais kits que o ano passado, o número de visitantes ultrapassou os 60 mil e os produtores e as tasquinhas garantiram-nos ter faturado mais do que em 2016”, afirma Manoel Batista, presidente da câmara municipal, que se afirma satisfeito com a festa deste ano.

Em nota enviada às redações, a autarquia refere também que, durante três dias, Melgaço acolheu visitantes vindo de todo o país, da Galiza, Alemanha e França.

“Era frequente ouvir as diferentes línguas neste certame que esgotou a capacidade hoteleira de Melgaço e dos concelhos vizinhos”, assinala.

A oferta foi diversificada e deliciosa: 32 produtores de alvarinho, da Sub-região de Monção e Melgaço, 16 de fumeiro e produtos locais e 6 tasquinhas. O certame contou ainda com a presença de 15 associações e instituições que mostraram o que de melhor de faz no artesanato.

A Festa do Alvarinho e do Fumeiro tem-se afirmado ao longo dos anos, sendo de notar um crescendo nestes dois últimos anos, em que houve uma clara evolução do conceito, sem nunca perder a sua identidade e sempre focada na promoção e valorização da região e das suas principais caraterísticas.

Durante três dias Melgaço é uma montra dos produtos locais ao Minho, a Portugal e ao mundo.

“Esta festa tradicional é já um evento incontornável na rota das festas gastronómicas do país. Dos Vinhos Alvarinhos, ao Fumeiro e ao Artesanato, passando pelo Turismo e pela Gastronomia, a Festa do Alvarinho e do Fumeiro reúne as características populares que estiveram na sua origem e a evolução natural assinalada ao longo dos anos”, conclui.

No domingo, último dia do certamente, a TVI transmitiu em direto do local, num conhecido programa televisivo.

EM FOCO

Populares