Seguir o O MINHO

Desporto

Fernando Pimenta vai regressar às maratonas nos Mundiais de Ponte de Lima

Canoagem

em

Foto: PhotoDuarte / Facebook de Fernando Pimenta

O canoísta Fernando Pimenta vai regressar à especialidade de maratonas durante os Mundiais de Ponte de Lima, de 29 de setembro a 02 de outubro, em que fará três provas, incluindo uma com o multi-medalhado José Ramalho.

Pimenta, que em agosto, no período de duas semanas, conquistou três medalhas nos Mundiais de Halifax, Canadá, e outras tantas nos Europeus de Munique, Alemanha, vai tentar, em casa, no ‘seu’ rio Lima, aumentar o pecúlio de pódios em competições internacionais, que atualmente se cifra em 121.

O bronze olímpico em Tóquio2020, em K1 1.000, prata em Londres2012, em K2 1.000, vai participar em K1 na ‘short race’, de apenas 3.400 metros, e na maratona regular, de 30 quilómetros, fazendo igualmente K2 com José Ramalho, em regata com 29.800 metros.

Aos 39 anos, José Ramalho é uma lenda internacional das maratonas, fruto dos sete títulos europeus (em 2011, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2021, além de duas de prata, em 2009 e 2013), apesar de lhe faltar o cetro mundial, que várias vezes lhe fugiu, por azares diversos.

Ainda assim, o vilacondense, que foi bronze nos últimos Europeus, é o atual campeão do mundo da variante ‘short race’, título que vai procurar revalidar em solo luso.

Em C1, Sérgio Maciel, bronze Europeu em julho na Dinamarca, é outro dos trunfos lusos: foi campeão do mundo sub-23 em 2018 e ‘vice’ no ano anterior, prata que também tinha conquistado em 2016, na altura enquanto júnior.

O júnior Francisco Santos é atual vice-campeão da Europa em K1 e inclui o lote de favoritos, tal como Adriano Conceição, em sub-23, campeão da Europa em 2021 e bronze em 2019.

Beatriz Fernandes, ouro mundial júnior em C1 200 metros, bronze nos 1.000 e prata em C2 500 mistos, com Martim Azevedo, vai estrear-se nas maratonas a nível internacional.

O atleta paralímpico Norberto Mourão, bronze em Tóquio2020, vai competir na canoagem adaptada, em prova de 11.800 metros na categoria de VL2.

Os Mundiais de maratonas vão juntar 890 canoístas oriundos de 36 países.

EM FOCO

Populares