Seguir o O MINHO

Ave

Trabalhador em estado grave após queda de escada numa fábrica em Vizela

Em São João

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem de 58 anos ficou com ferimentos na sequência de uma queda, durante a manhã desta quarta-feira, em São João, concelho de Vizela, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.


O trabalhador terá caído de uma escada de abrir numa altura entre dois a dois metros e meio, acabando por sofrer lesões graves com suspeitas de um traumatismo torácico, indicou fonte da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Guimarães, que assistiu o homem no local.

A vítima, que estava a trabalhar numa fábrica de calçado, foi transportada para o Hospital de Guimarães pelos Bombeiros de Vizela, que estiveram no local com uma ambulância e dois operacionais.

A Autoridade para as Condições de Trabalho está a investigar o acidente.

A GNR registou a ocorrência.

Anúncio

Ave

Ruas de Fafe vazias perante olhar atento da GNR

Estado de emergência

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

As ruas de Fafe, à semelhança das restantes cidades e vila minhotas, estão praticamente vazias desde as 13:00 horas deste sábado, hora que entrou em vigor o recolhimento obrigatório decretado em conjunto com o estado de emergência face à pandemia de covid-19.

Apesar de alguns transeuntes ainda andarem nas ruas depois da hora estipulada pelo Conselho de Ministros, militares da GNR de Fafe sensibilizam essas pessoas para que recolham ao domicílio.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO 

Também para os bombeiros é um dia de trabalho normal, embora com menos ocorrências de trauma e de acidentes, tendo em conta que anda menos gente na rua.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Na madrugada de 08 de novembro, o país ficou a saber pelo primeiro-ministro, António Costa, que a circulação ia ser limitada nos dois fins de semana seguintes, entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo e as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira, nos 121 concelhos de maior risco de contágio pelo novo coronavírus (vão aumentar para 191 a partir de segunda-feira).

No âmbito do estado de emergência decretado devido à pandemia de covid-19, o Governo decidiu também instaurar um recolher obrigatório entre as 23:00 e as 05:00 nos dias de semana, entre 09 e 23 de novembro (enquanto vigora o estado de emergência, que tem uma validade de 15 dias, podendo ser renovado), nos concelhos mais afetados, com o comércio a encerrar até às 22:00 e os restaurantes até às 22:30.

Seguiu-se uma semana de contestação e manifestação de dúvidas em relação às exceções da medida, por parte de várias associações comerciais que representam o comércio e a restauração.

Assim, na quinta-feira, o Governo decidiu ordenar o encerramento do comércio e restauração às 13:00, neste e no próximo fim de semana.

Ficou também definido que a abertura dos estabelecimentos só pode ocorrer a partir das 08:00.

“A regra é tudo fechado às 13:00”, disse o primeiro-ministro, António Costa, em conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, referindo-se aos concelhos com risco elevado de contágio de covid-19.

Os restaurantes só podem funcionar a partir das 13:00 para entrega ao domicílio, clarificou o primeiro-ministro, e não para ‘take away’, como esperavam os empresários do setor.

Barcelos é ‘cidade fantasma’ no primeiro sábado com recolher obrigatório

António Costa anunciou ainda que haverá um apoio de 20% da perda de receitas dos restaurantes nos dois fins de semana face à média dos 44 fins de semana anteriores (de janeiro a outubro 2020).

Fora da obrigatoriedade de fechar a partir das 13:00 e de abrir apenas a partir das 08:00 estão as farmácias, clínicas e consultórios, veterinários, estabelecimentos de venda de bens alimentares com porta para a rua até 200 metros quadrados, bombas de gasolina, padarias e funerárias.

Continuar a ler

Guimarães

Corpo de jovem que morreu numa fábrica em Guimarães vai ser autopsiado

Óbito

em

Foto: DR

O corpo do jovem que morreu num acidente de trabalho na passada quinta-feira, numa fábrica de cutelaria em Sande São Clemente, concelho de Guimarães, vai ser autopsiado na próxima segunda-feira.

A informação é avançada pelo jornal Guimarães Digital, do Grupo Santiago, dando conta de que ainda não estão marcadas as cerimónias fúnebres do jovem.

Tiago André, de 19 anos, perdeu a vida quando sofreu um acidente de trabalho com uma máquina, naquela empresa, ao final da tarde de quinta-feira, deixando colaboradores, familia e amigos em estado de choque.

Para além dos bombeiros, equipa médica da VMER e GNR, também uma equipa de psicólogos do INEM deslocou-se ao local da tragédia no dia fatídico, para prestar apoio a várias pessoas que estavam em estado de choque.

Depois de decretado o óbito ainda dentro da fábrica, o corpo do jovem foi transportado para o gabinete médico-legal de Guimarães.

A Autoridade para as Condições de Trabalho está a investigar a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Dois feridos após colisão seguida de capotamento em Famalicão

Em Joane

em

Foto: Francisca Conde / Facebook

Dois homens sofreram ferimentos na sequência de uma colisão automóvel entre duas viaturas, ao início da noite desta sexta-feira, em Joane, concelho de Famalicão.

De acordo com a Fama TV, o sinistro ocorreu na Avenida Mário Soares e uma das viaturas ficou capotada naquela via.

Para o local foram mobilizados os Bombeiros Famalicenses prestando o primeiro socorro às vítimas, dois homens na casa dos 30 anos.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Famalicão com ferimentos considerados ligeiros.

O trânsito esteve bastante congestionado no sentido Famalicão-Guimarães.

Continuar a ler

Populares