Seguir o O MINHO

Desporto

Félix da Costa é campeão do mundo em Fórmula E

Automobilismo

em

O piloto português António Félix da Costa (DS Techeetah) sagrou-se hoje campeão mundial de Fórmula E, competição para carros elétricos, ao ser segundo classificado na oitava jornada da competição, em Berlim.


Partindo do segundo lugar da grelha, o português chegou a liderar durante várias voltas, mas acabou por ser ultrapassado pelo companheiro de equipa, o francês Jean-Éric Vergne, que venceu a corrida.

O segundo lugar foi suficiente para o piloto de Cascais festejar o título de pilotos, quando faltam duas corridas para o final do campeonato, com a DS Techeetah a festejar também o triunfo no campeonato de equipas.

Anúncio

Futebol

SC Braga procura novo triunfo na segunda ronda

Liga Europa

em

Foto: SC Braga / Arquivo

SC Braga e Benfica, que tiveram ambos uma estreia vitoriosa na Liga Europa de futebol, procuram hoje fugir na liderança dos seus respetivos grupos, na segunda jornada da competição.

No Grupo D, depois de um triunfo por 4-2 no campo do Lech Poznan, o Benfica recebe no Estádio do Luz o Standard Liège, que na primeira ronda foi derrotado em casa pelo Rangers (2-0).

Pela primeira vez durante a pandemia da covid-19, os ‘encarnados’ vão ter público nas bancadas, com mais de 4.000 pessoas a poderem assistir ao encontro ao vivo.

Por seu lado, o SC Braga, que vem de um convincente triunfo no Minho frente ao AEK Atenas (3-0), viaja até à Ucrânia para defrontar o Zorya Luhansk. Os ucranianos iniciaram o Grupo G com um desaire (3-0) no terreno Leicester City.

Os bracarenses são os primeiros a entrar em ação, às 17:55, enquanto o duelo entre o Benfica e equipa belga está agendado para as 20:00.

Continuar a ler

Futebol

Luís Filipe Vieira reeleito presidente do Benfica

Eleições no Benfica

em

Foto: DR

O candidato da lista A, Luís Filipe Vieira, venceu as eleições com 62,59% (471.660 votos), batendo a lista B, liderada pelo gestor João Noronha Lopes, que conseguiu 34,71% (261.574), e a lista D, do advogado Rui Gomes da Silva, que ficou nos 1,64% (12.341).

Luís Filipe Vieira, de 71 anos, que já é o presidente com mais tempo na liderança do Benfica, foi reeleito para o quadriénio 2020-2024, depois de ter sido eleito pela primeira vez há 17 anos, em 2003.

Nos anteriores cinco atos eleitorais, Vieira tinha sido sempre eleito com uma percentagem de votos acima dos 80%, com 90,47% em 2003, frente a Jaime Antunes (7,32%) e Guerra Madaleno (0,7%), 91,74% em 2009, perante Bruno Costa Carvalho (2,71%), e 83,02% em 2012, diante Rui Rangel (13,83%).

Nos outros dois sufrágios, em 2006 e 2016, Vieira foi candidato único, tendo acolhido, respetivamente 95,6% e 95,52% dos votos.

As eleições de quarta-feira para a presidência do Benfica bateram o recorde histórico das mais votadas de sempre, com 38.102 votantes, superando o registo alcançado no sufrágio de 2012, quando 22.676 exerceram o direito de voto, num ato em que Vieira foi desafiado por Rui Rangel.

Continuar a ler

Futebol

Treinador do Gil Vicente “desiludido” em Alvalade

Rui Almeida

em

Foto: Gil Vicente TV

Declarações dos treinadores após o jogo Sporting-Gil Vicente (3-1), em atraso da primeira jornada da I Liga portuguesa de futebol, realizado quarta-feira no Estádio José Alvalade, em Lisboa:

Rui Almeida (treinador do Gil Vicente): “Desiludido estou naturalmente. Acreditar sim [na vitória], antes do jogo. Quando está quase a terminar o jogo ainda mais. O Sporting teve mais posse de bola, mais ataques, mas não criou grandes ocasiões.

Nós também não conseguimos ligar muito o jogo, mérito do Sporting. Acima de tudo, a ideia que ficou foi a de que controlámos o espaço. O Sporting não conseguiu desequilibrar.

Criámos algum desequilíbrio e deixámos a dúvida nos centrais do Sporting. Ficou difícil haver espaços para criar. Tanto o Matheus Nunes, como o Palhinha tiveram pouco espaço, porque estavam colados. Os desequilíbrios apareceram na última linha”.

Rúben Amorim (treinador do Sporting): “Não pedi nada de especial [aos jogadores que entraram]. Ao Sporar pedi para ser um homem de área e ao Tiago Tomás para dar velocidade, para criar outro tipo de movimentos e características para confundir a defesa contrária. Eles entram e dão tudo o que têm. O trabalho de quem entra é para melhorar.

Somos uma equipa que acredita até ao fim. Estrelinha de campeão? Não. Tentámos, não da melhor forma, mas o jogo só acaba aos 90 minutos. Tentámos, volto a dizer, fomos sempre a equipa que mais quis ganhar. O Gil também joga, encaixou no nosso jogo e fizeram pressão, deixando a nossa equipa intranquila.

Estávamos um pouco desinspirados hoje. Ganhámos como equipa grande, mas não jogámos como equipa grande hoje.

Esta equipa tem demonstrado grande coração. Mesmo quando as coisas não correm tão bem temos a ideia de que podemos vencer o jogo a qualquer altura. Há que dar mérito aos jogadores.

Senti a equipa um pouco ansiosa, até pela forma como os jogadores do Gil defenderam, muito bem.

O Dani [Bragança] tem muita qualidade. Está na primeira I Liga pela primeira vez, o ano passado estava no Estoril Praia. É muito forte com a bola no pé, muito inteligente e faltam outras coisas. Tem uma concorrência muito boa. O João Mário vem ocupar um bocadinho o lugar dele, mas o Dani tem trabalhado muito bem”.

Continuar a ler

Populares