Seguir o O MINHO

Braga

Feirantes protestam junto à Câmara de Braga: “Queremos trabalhar no Mercado”

Contra mudança de local

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Cerca de 50 comerciantes manifestaram-se, esta manhã, na Praça do Município, contra a mudança da localização das feiras de quinta-feira e de sábado, que se realizavam nas imediações do Mercado Municipal. A medida abrange cerca de 100 feirantes.


“Estamos revoltados, é vergonhoso”, “Mercado existe há mais de 100 anos”, “Sr. Presidente, somos vendedores do Mercado Municipal de Braga”, “Queremos trabalhar no mercado”, foram algumas das palavras de protesto patentes nos cartazes empunhados pelos manifestantes.

Os feirantes realçam que a última feira que realizaram foi no dia 14 de março e que “há famílias que dependem” daquela atividade.

Como O MINHO adiantou na quarta-feira, os feirantes estão contra a mudança de local para a alameda do Estádio Municipal de Braga, como local de trabalho enquanto a obra de requalificação do mercado não estiver terminada, o que se prevê aconteça a 30 de outubro.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Rejeitam a nova localização, porque consideram que é longe do centro e afasta os clientes.

Os manifestantes já se tinham concentrado na sexta-feira passada, mas voltaram a não ser recebidos pelo executivo municipal.

Recorde-se que, na última reunião do executivo, os dois partidos da oposição, PS e CDU, levantaram o problema dos feirantes que trabalhavam no exterior do mercado.

Artur Feio e Carlos Almeida lamentaram a “falta de diálogo” entre as partes, tendo o socialista dito que os feirantes estariam dispostos a ocupar, provisoriamente, alguns espaços exteriores ao mercado.

O presidente da Câmara, Ricardo Rio, contrapôs que os feirantes não querem ir para o Estádio por temerem que essa decisão se torne definitiva e não voltem ao local de partida, o mercado.

O autarca garantiu que terão o seu espaço quando o mercado reabrir, mas vincou que a continuação nas ruas está fora de questão.

Mais tarde, Ricardo Rio garantiu que irá receber os feirantes durante esta tarde.

(notícia atualizada ás 16h59)

Anúncio

Braga

Casa do Benfica de Braga vandalizada (pela vigésima vez)

Vandalismo

em

Foto: Benfica

O núcleo de Braga da Casa do Benfica volto a ser vandalizada, pela vigésima vez desde que foi instalada, anunciou o clube.

Os atos de vandalismo ocorreram durante a madrugada, com pinturas nas instalações e tinta nos vidros.

“Já por mais de duas dezenas de vezes esta embaixada do Benfica foi alvo de atos como este, que não têm relação com o futebol nem com os seus princípios básicos que todos conhecemos e reconhecemos”, escreve o clube através da página de Facebook oficial das delegações e casas do Benfica espalhadas pelo país.

“Mais um ato lamentável de quem não percebe o que é Futebol e o que ele representa para milhões de pessoas. A inveja é apanágio dos fracos! As Casas Benfica continuam juntas!”.

Continuar a ler

Braga

Cada vez mais séries e filmes ‘rodam’ em Braga

Cultura

em

Foto: Divulgação / Conselhos da Noite

Nos últimos dois anos, Braga tem sido um ‘set’ para a realização de produções cinematográficas.

Em 2018, começou a ser filmada na cidade (e em algumas freguesias ao redor) a produção Conselhos da Noite, do realizador bracarense José Oliveira. Tiago Aldeia, eternizado na memória coletiva como ‘Rodas’, da série infanto-juvenil Morangos com Açúcar, é a personagem principal, mostrando diversos locais bem conhecidos da cidade.

Em 2020, foram duas as séries televisivas cuja realização passou por Braga. Primeiro, a série Vento Norte, com um elenco de luxo, realizada por Almeno Gonçalves. Este sábado, terminaram as gravações de uma nova série – Soldado Desconhecido – com o papel principal a caber a Diogo Morgado.

Altino Bessa, vereador da Câmara de Braga com o pelouro do Turismo, disse a O MINHO que o apoio a estas produções tem sido uma aposta “forte” da Câmara de Braga, de forma a divulgar património local e puxar para a cidade um reforço cultural ao nível da sétima arte, até porque Braga quer ser a Capital Europeia da Cultura em 2027, podendo arrecadar 25 milhões de euros para o efeito.

“A Câmara tem apoiado a industria cinematográfica desde 2018, quando teve um primeiro contacto para apoiar um filme chamado Conselhos da Noite, com o Tiago Aldeia, em que mais de 90% do filme foi rodado e gravado em Braga”, explica o vereador.

Conselhos da Noite

Nesse filme, Braga “acaba por ter essa relevância, porque aparecem vários locais conhecidos”, diz Bessa. “Foi a primeira longa metragem e agora está em exibição.

O realizador, José Oliveira, é de Braga, e esta foi uma “possibilidade de dar oportunidade a realizadores e a jovens que querem trabalhar nesta área cinematográfica, para além de permiti que personagens locais possam interpretar papeis, como o Adolfo Luxúria Canibal, vários elementos da CTB e personagens da cidade anónimas que participaram no filme”.

O Conselhos da Noite foi apresentado no Teatro Circo e daí partiu para as salas de cinema. Ainda está no Braga Parque em exibição.

Equipa do filme Conselhos da Noite com o vereador Altino Bessa, em Braga. Foto: Divulgação / CM Braga

Vento Norte

“Braga nunca tinha feito essa aposta, a partir daí surgiu poportinidade de trazer para Braga a Vento Norte, uma série histórica aficionada que retrata a época entre 1916 e 1926 apanha o final da I Guerra Mundial e todo o período controverso do final da I República e que termina com o início do golpe de 28 de maio de 1926 do Gomes da Costa, que partiu daqui de Braga”, conta Altino Bessa.

Almeno Gonçalves realiza a série histórica Vento Norte. Foto: DR

Filmagens da série Vento Norte em Braga. Foto: DR

Produção prepara cenário nos museus de Braga para filmagens da série Vento Norte. Foto: DR

Esta série de 10 episódios vai passar em fevereiro na RTP e, caso tenha sucesso, pode ter continuidade com novas temporadas a partir de 1926. Tudo depende das audiências.

Soldado Desconhecido

Entretanto surgiu novo projeto a ser gravado em Bragas, desta feita sobre um soldado desconhecido, Fernão Magalhães, que regressa de uma viagem a Goa no século XVI (16).

“Tem como princoal personagem o Diogo Morgado, que é um ator muito conhecido e reconhecido e que fez filmes e séries internacionais, e a Câmara também acedeu ao pedido de fazer uma parte das filmagens em Braga, no Mosteiro de Tibães, porque falamos do século XVI e não é fácil encontrar cenários adequados que nos remetam para a época em causa”, explicou o vereador.

As filmagens decorreram no mosteiro durante dez dias, terminando este sábado. Haverá ainda filmagens na zona do Gerês e em Lisboa até que a produção fique completa. Anteriormente, passou por Águeda e Vila do Conde.

“Levar Braga ao mundo”

“O objetivo, acima da tudo, é Braga ser conhecida em vários sectores – turístico, patrimonial, cultural”. O vereador recorda as várias valências culturais como o Theatro Circo ou o gnration, para além do Altice Forum, que acolhe diversos espetáculos culturais, mas realça que não existia o hábito de se filmar em Braga.

“A componentes cinematográfica tem outra vantagem, porque leva longe e a públicos diversos a imagem da cidade, e isso nunca se tinha feito, nunca se tinha filmado nenhuma longa metragem nem nenhuma série em Braga”, reforçou Altino Bessa.

Continuar a ler

Braga

Transportadora de Braga doa carrinha para ajudar a alimentar os mais necessitados

Solidariedade

em

Foto: Facebook de Torrestir

A transportadora bracarense Torrestir ofereceu uma carrinha à Associação YAY, dedicada a melhorar a qualidade de vida de pessoas com incapacidade.

A empresa anunciou a “doação” nas redes sociais, em conjunto com a seguradora Seg Up Seguros, que também doou uma carrinha idêntica.

De acordo com a mesma fonte, a carrinha serve para “ajudar os mais necessitados na distribuição de bens alimentares”.

A Associação YAY é uma organização sem fins lucrativos, formada por um grupo de amigos, pais e voluntários que, têm como missão, contribuir para a melhor qualidade de vida de crianças, jovens e adultos com incapacidade.

A Torrestir, uma das maiores transportadoras do país, anunciou em maio deste ano um investimento de 45 milhões de euros para a criação de um novo pólo em Vilaça, Braga, criando mais 200 postos de trabalho. Parte desse dinheiro será para requalificar a atual sede, situada em Nogueira.

O novo centro de logística servirá para aumentar a capacidade de armazenamento da empresa, que se dedica ao transporte nas mais variadas áreas, desde alimentos à indústria farmacêutica.

Continuar a ler

Populares