Seguir o O MINHO

Cávado

Feira Quinzenal de Esposende está de volta a 01 de junho

Desconfinamento

em

Foto: Divulgação / CM Esposende

A Feira Quinzenal de Esposende vai reabrir dia 01 de junho com a adoção de todas as medidas de segurança e de saúde pública, anunciou hoje a autarquia local. O certame estará aberto entre as 06:00 às 18:00.


A Câmara de Esposende solicita aos comerciantes e ao público que sigam as recomendações das autoridades de saúde e de proteção civil: a distância social, o uso de máscara e a lavagem e desinfeção frequente das mãos.

O espaço onde se realiza a feira estará delimitado por grades, com uma entrada e uma saída devidamente identificadas, sendo o acesso condicionando e controlado por funcionários municipais.

Será disponibilizado álcool gel para desinfeção das mãos por parte dos clientes, na entrada do recinto da feira e lembramos que é proibido manusear os produtos alimentares por parte dos clientes e que é importante a sensibilização dos mesmos para a minimização do toque noutros produtos e/ou superfícies.

A instalação dos comerciantes obedecerá a regras que preveem o distanciamento de dois metros entre as bancas, sendo permitida a permanência de dois clientes por tenda e sendo obrigatório o uso de máscaras, quer pelos vendedores, quer pelo público em geral.

O Município de Esposende garantirá a limpeza e desinfeção dos sanitários e terá uma especial atenção para com a limpeza de todos os espaços, nomeadamente no que se refere à adequada recolha de resíduos

Anúncio

Cávado

Esposende promoveu visita virtual à obra do Canal Intercetor

Ambiente

em

Foto: Divulgação / CM Esposende

Encontra-se em adiantado estado de execução, o projeto do Município de Esposende, para a construção de um Canal Intercetor e de Desvio da Área Urbana de Esposende. Após um moroso processo de negociação com os proprietários das mais de 200 parcelas de terreno, a obra avança a bom ritmo e deverá estar concluída até ao final do ano.

Depois de o Ministério do Ambiente ter classificado a cidade de Esposende como zona crítica, no âmbito do Plano de Gestão de Riscos de Inundação, elaborado pela Agência Portuguesa do Ambiente, o Município de Esposende desenvolveu o projeto que mereceu o aval de financiamento, por parte do Fundo de Coesão, ao abrigo do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR).

“Este é um dos projetos com maior envergadura financeira alguma vez conseguidos para Esposende. Aos três milhões de euros que custa a obra, com 85% de comparticipação, acrescentam-se dois milhões de euros, em aquisição de terrenos”, diz Benjamim Pereira, adiantando que o Município de Esposende “está empenhado numa reprogramação financeira da obra, com vista a reduzir o elevado investimento efetuado”,

Com quatro quilómetros e meio, o canal apresenta dois pontos de descarga – um a norte, em Cepães, e outro a sul da cidade, a jusante da ponte D. Luís Filipe – tendo como principal função a prevenção de inundações na cidade que têm colocado em risco a população e causado elevados danos no património público e privado.

A obra em questão carateriza-se pelo elevado grau de dificuldade, com oito travessias de estradas nacionais e municipais e a construção de duas bacias de retenção, junto à Solidal e na Redonda.

“Na memória da população pairam, ainda, as imagens das cheias de outubro de 2013, responsáveis por avultados prejuízos. Algo tinha de ser feito, no sentido de nos protegermos de eventuais fenómenos naturais futuros.

Depositamos grandes esperanças no contributo que o canal dará para a minimização dos problemas de drenagem que afetam Esposende”, acrescenta Benjamim Pereira.

Só devido à autonomia financeira patenteada pelo Município de Esposende, foi possível solicitar ao Ministério do Ambiente a responsabilidade de um projeto com a magnitude do Canal Intercetor de Águas Pluviais de Esposende.

A Câmara Municipal desenvolveu todo o projeto em tempo recorde, efetuou o levantamento cadastral e topográfico e recuperou o projeto da variante à cidade que não passava de uma ideia sucessivamente adiada, mas que estava previsto desde a aprovação do primeiro PDM, em 1994.

Este canal intercetor carateriza-se pela adoção das melhores técnicas de engenharia natural, recorrendo a materiais naturais e de espécies vegetais autóctones, adequadas aos habitats que se pretendem restaurar.

Durante os dois anos subsequentes à conclusão da obra, a empresa construtora fará a manutenção e controlo da vegetação.
“Esta obra terá grande impacto na proteção da zona urbana de Esposende, protegendo-a das cheias, mas também contribuirá para um novo desenho na ocupação dos solos, com nova imagem urbana, criando um anel verde em torno da cidade”, sustenta o presidente da Câmara Municipal de Esposende.

Paralelo ao canal, estende-se um percurso que completará um circuito de visitação e prática desportiva que interlaçará com a ecovia do litoral norte e o futuro Parque da cidade, o que já se vai verificando.

O início da construção do canal intercetor de proteção e gestão de riscos, cheias e inundações da cidade de Esposende foi assinalado a 27 de julho de 2019, pelo Ministro do Ambiente e da Transição Energética, Pedro Matos Fernandes, estando prevista a sua conclusão até ao final do ano.

Continuar a ler

Barcelos

Violenta colisão corta estrada Famalicão-Póvoa e faz dois feridos

EN 206

em

Foto: José Fischer Cruz no grupo de Facebook "Moina na Estrada"

Duas pessoas sofreram ferimentos na sequência de uma colisão entre duas viaturas ligeiras ao final da tarde desta quinta-feira, na EN 206, que liga Famalicão à Póvoa de Varzim.

O sinistro ocorreu num cruzamento na freguesia de Negreiros, concelho de Barcelos, provocando o corte da estrada.

Para o local acorreram meios dos Bombeiros de Viatodos e da Cruz Vermelha de Macieira de Rates.

Mais pessoas ficaram feridas na sequência do acidente mas recusaram transporte hospitalar.

As vítimas foram transportadas pela ambulância INEM dos Bombeiros de Viatodos e pela ambulância da Cruz Vermelha de Macieira de Rates para o Hospital de Povoa de Varzim.

A GNR registou a ocorrência.

(notícia atualizada às 00h11 com informação de mais uma vítima transportada)

Continuar a ler

Barcelos

Detido com quase duas mil doses de droga em Barcelos

Tráfico

em

Foto: Divulgação / GNR

Um homem de 27 anos foi detido em Barcelos, na quarta-feira, com cerca de 2 mil doses de droga, anunciou hoje a GNR.

Em comunicado, a Guarda dá conta da detenção através de militares do Núcleo de Investigação Criminal, na freguesia de Grimancelos, após investigação que durava há seis meses.

Os militares apuraram que o indivíduo vendia cocaína, haxixe e canábis nos concelhos de Barcelos, Vila Nova de Famalicão e Esposende.

“No decorrer das diligências policiais foram cumpridos três mandados de busca, um domiciliário, e dois em veículos, destacando-se a apreensão de 1.547 doses de haxixe, 274 doses de cocaína, cinco gramas de canábis, 89,90 euros em numerário, uma balança de precisão, um computador portátil e duas facas.

O detido, com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, será presente amanhã, dia 3 de julho, ao Tribunal Judicial de Famalicão.

Continuar a ler

Populares