Seguir o O MINHO

Futebol

FC Porto e Tondela disputam Supertaça no sábado

Começa a época 2022/2023

em

Foto: DR / Arquivo

O FC Porto, campeão em título e detentor da Taça de Portugal, é ‘super’ favorito’ a bater no sábado o ‘secundário’ Tondela e arrebatar a 44.ª Supertaça Cândido de Oliveira, na abertura da época futebolística nacional 2022/23.

No Estádio Municipal de Aveiro, que recebe a prova pela 12.ª vez nas últimas 14 edições (só ‘falhou’ os embates entre Benfica e Sporting de 2015 e 2019), os ‘dragões’ não terão, certamente, problemas para chegar ao 23.º ‘caneco’, na sua prova de eleição, mesmo sem o ‘milionário’ reforço e quatro ‘cantores’.

O central David Carmo, que chegou proveniente do Sporting de Braga a troco de 20 milhões de euros, foi expulso no fecho de 2021/22 e está castigado, tal como Diogo Costa, o lesionado Manafá, Fábio Cardoso e Otávio, estes por cânticos insultuosos contra o Benfica nos festejos do título – o FC Porto não recorreu.

O técnico Sérgio Conceição, que vai partir para a sexta época ao comando dos ‘dragões’, também já não terá três elementos que foram muito importantes na ‘dobradinha’ de 2021/22, casos de Vitinha, Fábio Vieira e Mbemba, nem o filho Francisco Conceição, que trocou, com polémica, o Dragão pelo Ajax.

Em sentido contrário, é provável, de início ou saindo do banco, a estreia oficial do brasileiro Gabriel Veron, o último reforço, proveniente do Palmeiras, num conjunto que terá sempre um ‘onze’ cheio de qualidade, de Pepe a Taremi, passando por João Mário, Marcano, Zaidu, Grujic, Uribe, Pepê, Galeno, Evanilson ou Taremi.

Se Conceição tem baixas, do outro lado, o novo treinador Tozé Marreco, recrutado ao Oliveira do Hospital, da Liga 3, não tem altas, já que o clube, que caiu para a II Liga, está impedido desde junho de inscrever novos jogadores.

Desta forma, e para enfrentar o ‘todo poderoso’ campeão nacional, com o qual perdeu na final da Taça de Portugal de 2021/22 por 3-1 (22 de maio, no Jamor), o conjunto da Beira Alta tem de fazê-lo com os jogadores que ‘sobraram’ da época passada, mais os jovens provenientes da formação.

Em relação à época transata, ‘caíram’ vários jogadores importantes, como Pedro Trigueira, João Pedro, Salvador Agra, Juan Boselli, Tiago Dantas, Eduardo Quaresma e Neto Borges, os últimos três após empréstimos.

Para o embate com os ‘dragões’, ‘sobram’, como principais ‘armas, Babacar Niasse, Tiago Almeida, Bebeto, Naoufel Khacef, Manu Hernando, Pedro Augusto, Iker Undabarrena, Rafael Barbosa, Daniel dos Anjos, Ruben Fonseca ou Tomislav Strkalj.

Será com uma base formada por estes jogadores que o Tondela, 17.º clube a disputar a prova, tentará ‘minimizar estragos’, numa Supertaça em que estará como o terceiro conjunto de um escalão secundário, depois de Beira-Mar (estava na II Liga em 1999/2000) e Leixões (II B em 2002/2003).

O destino destes dois conjuntos foi a derrota – os aveirenses perante o FC Porto e os matosinhenses frente ao Sporting -, numa prova conquistada nas últimas 24 edições pelos ‘grandes’: o último ‘pequeno’ a ganhar foi o Boavista, em 1997.

O embate entre o FC Porto, campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal, e o Tondela, finalista da Taça de Portugal, realiza-se no sábado, pelas 20:45, no Estádio Municipal de Aveiro.

EM FOCO

Populares