Seguir o O MINHO

Futebol

FC Porto “cumpriu parcialmente” metas do fair-play financeiro da UEFA em 2018/19

Clube fica sob o regime de monitorização até 2020/21

em

Foto: DR / Arquivo

A UEFA revelou hoje que o FC Porto apenas “cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2018/19” em termos de fair-play financeiro e que vai manter as restrições em vigor para a próxima época.

“O FC Porto cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a temporada 2018/19. Como consequência, as medidas desportivas condicionantes previstas para o FC Porto, como as restrições de transferências e a limitação do número de jogadores na Lista A (competições europeias), continuarão a aplicar-se na temporada 2019/20”, justifica o organismo que gere o futebol europeu.

Deste modo, o FC Porto, que em 2017/18 cumpriu com as metas estabelecidas pela UEFA, ficará sob o regime de monitorização até à temporada 2020/21.

As restrições impostas pela UEFA levaram o FC Porto a iniciar a época 2017/18 sem novas contratações, fazendo apenas regressar à equipa jogadores que estavam emprestados, ainda assim conseguindo ser campeão.

Na atual temporada, os ‘dragões’ atuaram de forma menos limitada no mercado, destacando-se a contratação do internacional brasileiro Éder Militão por 8,5 milhões de euros, meses depois anunciado como reforço do Real Madrid por 50.

O FC Porto iniciou a época a conquistar a Supertaça frente ao Desportivo das Aves (3-1), perdeu a Taça da Liga para o Sporting no desempate por penáltis, após 1-1 no tempo regulamentar, atingiu os quartos de final da Liga dos Campeões, ficou em segundo lugar no campeonato, atrás do Benfica, e sábado disputa a final da Taça de Portugal com o Sporting.

Anúncio

Futebol

SC Braga vence Millwall

Estágio no Algarve

em

Foto: Facebook de SC Braga

O SC Braga venceu hoje o Millwall, do segundo escalão do futebol inglês, num jogo particular realizado no Estádio da Nora, no Algarve, por 2-1 e prossegue a pré-época 100 por cento vitoriosa.

Palhinha, aos 17 minutos, após um canto, inaugurou o marcador de cabeça, mas O’Brien empatou ainda na primeira parte, num lance algo confuso, também na sequência de um canto.

O golo da vitória chegou dos pés de André Horta, que, depois de tabelar com Murilo, rematou rasteiro e fez o segundo dos bracarenses.

Foi a quarta vitória neste defeso da equipa orientada por Sá Pinto neste defeso, depois dos triunfos sobre Oliveirense (4-1), Varzim (5-1) e Portimonense (1-0).

O SC Braga continua o estágio em Portimão até sábado.

Continuar a ler

Futebol

Pêpê desvincula-se do Benfica e fica em definitivo no Vitória

Médio português

em

Foto: Divulgação / Vitória SC (Arquivo)

O médio português ‘Pêpê’ tornou-se futebolista do Vitória SC a título definitivo, após desvincular-se do Benfica, regressando assim ao clube da primeira liga, que representou na última época, anunciaram hoje as ‘águias’.

“Por acordo entre os clubes, o médio português, Pêpê termina a relação contratual com o Sport Lisboa e Benfica, sendo cedido a título definitivo à formação do Vitória de Guimarães”, pode ler-se no site oficial dos ‘encarnados’.

O internacional sub-21 ingressou no Benfica na temporada 2009/2010, tendo feito parte da formação do Benfica até ser emprestado ao Estoril Praia, em 2017/2018, representando depois o clube minhoto na última época.

Continuar a ler

Futebol

Vice-presidente do Vitória vai apresentar queixa ao Ministério Público contra candidato às eleições

Daniel Rodrigues – Um Vitória à Vitória (lista C) alegou que Armando Marques, além de “controlar o futebol”, está também preocupado em “controlar o processo eleitoral”, com uma “estrutura a ir ao encontro dos sócios” para supostamente favorecer o Movimento “Todos Vitória” – Miguel Pinto Lisboa (lista B)

em

Foto: Divulgação

Armando Marques, um dos atuais vice-presidentes do Vitória SC, da I Liga portuguesa de futebol, revelou hoje que vai apresentar queixa no Ministério Público (MP) contra Daniel Rodrigues, um dos candidatos às eleições do clube.

Num debate a propósito do ato eleitoral do próximo sábado, transmitido pelas duas rádios locais de Guimarães, Fundação e Santiago, o ‘rosto’ da lista C alegou que o vice-presidente, além de “controlar o futebol”, está também preocupado em “controlar o processo eleitoral”, com uma “estrutura a ir ao encontro dos sócios” para supostamente favorecer a lista B, encabeçada por Miguel Pinto Lisboa.

Num comunicado hoje enviado à imprensa, Armando Marques disse “repudiar, de forma veemente as afirmações” de Daniel Rodrigues e confirmou a apresentação de uma queixa junto do MP.

“Nessa medida, o signatário dará entrada nos serviços do Ministério Público do procedimento criminal com vista ao apuramento da verdade”, lê-se na nota.

O ainda vice-presidente dos minhotos considerou que o “teor” das palavras do candidato é “revestido de especial gravidade”, face ao “momento eleitoral que o clube vive”, cabendo-lhe o “ónus da sua prova em sede própria”.

Armando Marques salientou ainda que a decisão foi tomada após o comunicado hoje divulgado pela Mesa da Assembleia-Geral do clube, a dizer que “não tem conhecimento de que as listagens de sócios tenham sido fornecidas a quem quer que seja”.

A nota, assinada pelo ainda presidente desse órgão, Isidro Lobo, frisou ainda que o “processo eleitoral tem decorrido com escrupuloso respeito pelo que preveem os estatutos do Vitória” e pediu a todos que possam aceder às listagens de sócios, “por força das suas funções profissionais”, que avisem a Mesa da Assembleia-Geral de algo “suscetível de afetar a validade do ato eleitoral”.

Além das candidaturas de Daniel Rodrigues e de Miguel Pinto Lisboa, as próximas eleições do Vitória de Guimarães contam ainda com a lista A, encabeçada por António Miguel Cardoso.

O ato eleitoral vai decorrer na sequência da demissão em bloco da direção liderada por Júlio Mendes, anunciada em 27 de maio. Armando Marques é vice-presidente do clube desde 2012, ano em que Júlio Mendes foi eleito presidente pela primeira vez.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares