Seguir o O MINHO

Futebol

FC Porto afastado da Liga dos Campeões em noite de pesadelo

3.ª pré-eliminatória

em

Foto: Twitter

O FC Porto foi hoje eliminado da Liga dos Campeões de futebol, depois de perder, por 3-2, frente aos russos do Krasnodar, no jogo da segunda mão da terceira pré-eliminatória da competição.

Os ‘dragões’ viram a vantagem de 1-0, trazida do primeiro jogo da eliminatória, ‘esfumar-se’ ainda na primeira parte, deste encontro, quando o adversário fez três golos, por Tony Vilhena (03) e Suleymanov (13 e 33).

Os ‘azuis e brancos’ ainda relançaram o desafio no segundo tempo, reduzindo com os tentos de Zé Luís (57) e Luis Díaz (77), mas não evitaram o desaire que os deixam de fora da ‘liga milionária’ depois de oito participações consecutivas, sendo agora relegados para disputar a fase de grupos da Liga Europa.

Depois do desaire em Barcelos, com a derrota com o Gil Vicente 2-1, na primeira ronda do campeonato português, o técnico Sérgio Conceição decidiu promover cinco mudanças no ‘onze’, tirando Manafá, Bruno Costa, Soares, Otávio e Zé Luís e apostando em Saravia, Danilo, Marega, Nakajima e Luis Díaz.

A mexida não terá promovido grande efeito, porque logo aos três minutos se começou a desenhar a noite de pesadelo para os ‘dragões’, com os russos a surpreenderem com o golo madrugador de Tony Vilhena, na sequência de um canto, aproveitando a passividade da defesa ‘azul e branca’.

O tento do Krasnodar abalou com o FC Porto, que não conseguia acertar com o posicionamento da equipa, nem responder ofensivamente, sofrendo um segundo golpe, ainda antes do quarto de hora, num contra-ataque conduzido por Suleymanov, que o próprio finalizou no 2-0, ‘gelando’ o público do Dragão.

Percebendo que o resultado os deixava de fora da eliminatória, os ‘azuis e brancos’ tiveram de reagir, e até foram bem rematadores, com Nakajima, Marega e Luiz Díaz a tentarem a meia distância para surpreender os russos, mas, quase sempre, em remates com pouca pontaria ou sem dificuldades para o guardião contrário.

Ainda assim, a insistência e maior balanceamento ofensivo da equipa portuguesa criava desequilíbrios táticos, sobretudo quando o Krasnodar explorava os rápidos contra-ataques, que se revelaram ‘fatais’, aos 34 minutos, num ‘bis’ de Suleymanov, com mais um remate indefensável para o guarda-redes do FC Porto.

O descalabro levava alguns adeptos a abandonar prematuramente o estádio, que registava lotação esgotada, mas também o técnico Sérgio Conceição promover uma alteração na equipa, lançando o avançado Zé Luís para o lugar do defesa Saravia.

A mexida só começou a fazer efeitos já depois dos assobios com que a equipa recolheu ao intervalo, com o avançado cabo-verdiano, aos 57 minutos, a relançar a esperança, reduzindo para 3-1, num belo cabeceamento, após assistência de Alex Telles.

O golo teve efeitos imediatos no estado anímico dos ‘dragões’, com Marega, logo depois, num forte remate a obrigar o guarda-redes do Krasnodar a grande defesa, potenciado a reação da formação portuguesa.

O ascendente foi corporizado aos 76 minutos, com um grande golo Luís Diaz, num remate de longe, que fixou o 3-2 e deixou os portistas a um golo de recolocar a eliminatória a seu favor.

A partir daí foi um duelo de nervos, os ‘dragões’ insistiram de todas as formas, e mesmo correndo riscos defensivos, instalaram-se no meio campo contrário, mas não conseguiram encontrar uma brecha que lhes permitisse inverter o desaire.

Anúncio

Futebol

Faz hoje sete anos que o Vitória SC conquistou a Taça de Portugal

Neste dia, 26 de maio, em 2013, o Vitória SC conquistava a Taça de Portugal de futebol pela primeira vez no seu historial, ao vencer o Benfica por 2-1, na final disputada no Estádio Nacional, em Oeiras.

em

Foto: DR

Continuar a ler

Futebol

João Pedro renova com Vizela e cumpre 13.ª época consecutiva no clube

II Liga

em

Foto: FC Vizela / Facebook

O Vizela, clube que foi promovido à II Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a renovação de contrato como defesa João Pedro, que assim vai cumprir a 13.ª temporada consecutiva no plantel sénior da formação minhota.

O jogador, de 30 anos, nunca representou outro emblema na sua carreira, tendo igualmente feito todo o seu percurso de formação, durante oito anos, nas equipas jovens do Vizela.

“É um orgulho renovar pelo meu clube de sempre e acompanhá-lo para o lugar de onde nunca deveria ter saído”, referiu João Pedro, em declarações ao site do clube.

O defesa direito, que é um dos capitães de equipa, estreou-se pelo emblema vizelense em setembro de 2008, e desde então já cumpriu 236 jogos oficiais pelo clube.

O Vizela, a par do Arouca, foi indicado pela Federação Portuguesa de Futebol para a subida à II Liga Portuguesa de Futebol, depois do Campeonato Portugal, onde militava, ter sido interrompido, devido à pandemia de covid-19.

À data da suspensão da prova, o Vizela liderava a Série A com 60 pontos (mais oito que o segundo classificado Fafe), enquanto o Arouca estava em 1º lugar na Série B com 58 pontos (mais oito que o Lusitânia de Lourosa).

Continuar a ler

Futebol

Estádio do Rio Ave aprovado para receber jogos na retoma da I Liga

Covid-19

em

Foto: Divulgação / Rio Ave FC (Arquivo)

O Estádio do Rio Ave, em Vila do Conde, foi aprovado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) para receber jogos na retoma da I Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a LPFP.

O organismo também confirmou aprovação do recinto do Desportivo das Aves, entretanto já divulgada pelo clube, elevando para 14 os estádios autorizados a receber desafios no regresso do campeonato, a partir de 03 de junho.

No caso do estádio dos vila-condenses, a aprovação surgiu após uma vistoria realizada esta manhã, pela Administração Regional de Saúde do Norte, que emitiu parecer favorável, após verificar as intervenções feitas pelo clube.

O Rio Ave procedeu ao aumento da área de um dos balneários para respeitar a distância de segurança de 4 metros quadrados por atleta, colocação de sinalética, instalação torneiras automáticas e à revisão do sistema de ventilação de todos os espaços.

“Sempre foi, desde o primeiro instante, intenção do Rio Ave jogar no seu estádio, pois tínhamos a certeza de que reunimos todas as condições para o trabalho diário como para toda a operacionalização nos dia de jogo, em condições de segurança, a todos os níveis, para atletas, treinadores, médicos e staff”, manifestou o clube vila-condense no seu site oficial, após receber a notícia da aprovação do recinto.

No caso do estádio do Desportivo das Aves, a aprovação já tinha sido anunciada pelo clube na sexta-feira, mas só hoje foi ratificada publicamente pela LPFP, que ressalvou, no entanto, que fica “impedida a utilização do sistema de ar condicionado na zona técnica”.

Além dos recintos do Rio Ave e Desportivo das Aves, foram já aprovados pela DGS o Estádio da Luz (Benfica), Estádio do Dragão (FC Porto), Estádio José Alvalade (Sporting), Estádio D. Afonso Henriques (Vitória SC), Estádio João Cardoso (Tondela), Estádio do Marítimo, Estádio Municipal de Braga, o Portimão Estádio, a Cidade do Futebol (FPF), o Estádio Capital do Móvel (Paços de Ferreira), Estádio Cidade de Barcelos (Gil Vicente) e o Estádio do Bessa (Boavista).

O Estádio do Bonfim (Vitória de Setúbal) ainda aguarda por nova inspeção para ser avaliado um conjunto de correções indicadas pela DGS como necessárias para aprovação do recinto.

No plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, o Governo autorizou a realização à porta fechada dos 90 jogos da I Liga, que deve será reatada a 3 de junho e é liderada pelo FC Porto, com um ponto de vantagem sobre o campeão Benfica, e da final da Taça de Portugal, entre ‘dragões’ e ‘águias’, tendo excluído a continuidade da II Liga.

Os campeonatos de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso gradual à competição, como Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, depois de a Liga alemã ter sido retomada

Continuar a ler

Populares