Seguir o O MINHO

Braga

Faz hoje 50 anos que o edifício do Conservatório da Gulbenkian foi inaugurado em Braga

Educação

em

Foto: Divulgação / CMCG

Foi a 31 de março de 1971 que o atual edifício da Escola Artística do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, denominada à época por Conservatório Regional de Braga Calouste Gulbenkian, foi inaugurado pelas entidades.

O Conservatório já existia há cerca de dez anos (desde 07 de novembro de 1961), mas como uma associação privada apoiada pela Fundação Calouste Gulbenkian, nomeadamente através do fornecimento de instrumentos, da manutenção e de “muito empenho” de Adelina Caravana, diretora pedagógica de então.

Inicialmente, funcionava num pequeno edifício, no Campo Novo, mas teve que, no ano seguinte, ser mudada para outro maior, já com jardim infantil anexo, porque “despertou e atraiu demasiado interesse e a sua procura foi cada vez maior”, pode ler-se no portal da escola.

Passou depois a ser uma Escola Piloto de Educação Artística, por indicação do Governo, a Fundação resolveu construir um edifício e colocá-lo em regime de comodato à disposição da escola, que ainda hoje se mantém.

Numa nota publicada através das redes sociais, a escola de música relembra que, por aquele espaço, “passaram muitos e muitos Gulbenkianos de diversas gerações, assim, como muitos professores e funcionários”.

“A história deste edifício fez-se com essas pessoas que deixaram a sua marca, com os normativos que definiram a sua política educativa e pelas sucessivas direções do conservatório que marcaram o rumo da sua ação interventiva”, lê-se no texto.

“Por toda esta História que é preciso recordar e perpetuar, iremos comemorar ao longo deste ano esta efeméride que muito diz a todos os que por cá ensinaram, aprenderam e trabalharam”, conclui a nota.

Populares