Seguir o O MINHO

Futebol

Fase final da Liga das Nações será “um capítulo inesquecível na história do futebol europeu”

A decorrer em Guimarães e no Porto, entre 05 e 09 de junho

em

Foto: FPF / Arquivo

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, disse hoje, no Porto, que a fase final da Liga das Nações, com Portugal, Suíça, Holanda e Inglaterra, será “um capítulo inesquecível na história do futebol europeu”.

“O nosso desejo é que Portugal esteja ao seu nível, ganhe a meia-final [com a Suíça], jogue a final e depois conquiste o troféu”, referiu Fernando Gomes, que falava na apresentação da fase final, que irá decorrer em Guimarães e no Porto, entre 05 e 09 de junho.

Fernando Gomes reconheceu que “não será tarefa fácil”, dado que “estão envolvidas seleções com uma categoria desportiva acima da média”, mas “quando Portugal entra numa competição é para ganhar o título” e este, sendo a primeira edição, “tem um gosto especial”.

“Era um prémio acrescido [a conquista do troféu] e seria um feito fantástico”, acrescentou Fernando Gomes, perante a possibilidade de o campeão europeu Portugal somar a Liga das Nações da UEFA ao título conquistado em França, em 2016.

O presidente da federação referiu ainda que “Portugal tem demonstrado ao longo dos anos uma enorme capacidade para organizar grandes eventos” e que “estão criadas as condições perfeitas para mais um feito enorme do futebol europeu”.

A fase final da Liga das Nações arranca em 05 de junho com o jogo Portugal-Suíça, no Estádio do Dragão, no Porto, e prossegue no dia seguinte, com o Holanda-Inglaterra, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, ambos pelas 20:45.

A 09 de junho, em Guimarães, pelas 15:00, realiza-se o encontro de atribuição do terceiro e quarto lugares – entre as seleções derrotadas nas meias-finais -, e a final da prova está marcada para as 20:45, no Estádio do Dragão, no Porto.

As seleções visitantes (Suíça, Holanda e Inglaterra) já visitaram as duas cidades, os estádios, hotéis e centros de estágio e estão, de acordo com o diretor de competições e eventos da FPF, Carlos Lucas, “muito satisfeitas com as condições oferecidas”.

O presidente da Câmara Municipal do Porto (CMP), Rui Moreira, que foi o anfitrião da cerimónia, destacou a visão que a FPF teve no acreditar ser possível organizar um evento que será “absolutamente memorável” e “muito importante para as cidades envolvidas”.

“Queremos todos que Portugal ganhe, mas isso agora cabe aos jogadores, nós só temos que assegurar que tudo corra bem”, referiu Rui Moreira, que se encontrava ladeado pelo presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, e pelo embaixador da prova, o ex-guarda-redes internacional luso Vítor Baía.

Domingos Bragança acredita que a prova será um sucesso em Guimarães, “cidade que vive com emoção e intensidade o desporto”, e formulou o desejo de não ver a seleção portuguesa a jogar no D. Afonso Henriques, sinal que estaria na final.

Os bilhetes para os jogos das meias-finais e terceiro e quarto lugares variam entre os 30 e os 120 euros e os da final entre 40 e 150 euros.

Anúncio

Futebol

Moreirense vence na apresentação da Oliveirense aos adeptos

Época 2019/2020

em

Foto: Facebook de Moreirense FC

O Moreirense venceu, no sábado, a Oliveirense por 1-0, na apresentação da equipa da II Liga portuguesa de futebol aos adeptos, graças a um golo de Pedro Nuno.

O médio marcou o único golo do encontro, à passagem dos 12 minutos, na marcação exímia de um livre direto, que valeu a vitória aos minhotos na apresentação da equipa de Oliveira de Azeméis.

A Oliveirense alinhou com os quatro reforços ‘onze’ inicial, todos eles do setor defensivo, Bruno Vale na baliza, Leandro Silva à direita, Michael Douglas no centro e Elízio à esquerda. Já o Moreirense fez alinhar o guardião Mateus Pasinato, o central Steven Vitória e o lateral esquerdo Djavan, todos recém-contratados.

A equipa da casa ficou perto de chegar vantagem num dos primeiros lances do jogo, após uma boa jogada de envolvimento pelo flanco direito, que terminou com Marcos Júnior a rematar para defesa apertada de Pasinato. Na recarga, Steven Vitória quase marcava na própria baliza, mas os reflexos do guardião evitaram o golo.

Os ‘cónegos’ responderam pouco depois, num cabeceamento de Ibrahima para boa defesa de Bruno Vale, mas o guarda-redes nada pôde fazer quando, aos 12 minutos, um livre frontal cobrado por Pedro Nuno levou a bola ao canto superior da baliza, inaugurando o marcador.

Até ao intervalo, destaque para uma falta à entrada da área de Michael Douglas, que impediu Lucas Rodrigues de seguir isolado para a baliza. Na marcação do livre, Nenê atirou forte para defesa atenta de Bruno Vale.

No regresso dos balneários, a Oliveirense trocou Júlio Coelho por Bruno Vale, Alemão por Leandro Silva, Wellington por Sérgio Silva e Serginho por Marcos Júnior, enquanto o Moreirense só mexeu na baliza, com a entrada de Nuno Macedo.

Aos 63 minutos, o técnico Vítor Campelos mexeu nas restantes 10 posições com as entradas dos reforços Rosic, Sori Mané, Fábio Abreu, Luiz Henrique e Rúben Ramos, assim como D’Alberto, Bruno Silva, Sori Mané, Mohammed Iddriss, Caleb Gomina e David Teixeira.

Dois minutos depois, Pedro Miguel trocou Michael Douglas, Oliveira e Agdon por Duarte Silva, Pedro Ferreira e Cláudio Silva, respetivamente, tendo mais tarde colocado na baliza o jovem guarda-redes Luís Costa, de 16 anos, que rendeu Júlio Coelho.

Ao longo da segunda parte, destaque apenas para um remate de primeira de Filipe Gonçalves que passou perto do alvo. O encontro ficou marcado pela falta de oportunidades de ambas as equipas e pelo ritmo baixo, apesar da agressividade em alguns lances disputados.

Ficha de Jogo

Jogo realizado no Estádio do Mergulhão, em Cesar, Oliveira de Azeméis.

Oliveirense – Moreirense: 0-1.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Pedro Nuno, 12 minutos.

Equipas:

– Oliveirense: Bruno Vale, Leandro Silva, Michael Douglas, Sérgio Silva, Elízio, Filipe Gonçalves, Oliveira, Paraíba, Marcos Júnior, Agdon e Miguel Silva.

Jogaram ainda: Júlio Coelho, Luís Costa, Duarte Silva, Alemão, Serginho, Pedro Ferreira e Cláudio Silva.

Treinador: Pedro Miguel.

– Moreirense: Mateus Pasinato, João Aurélio, Iago Santos, Steven Vitória, Djavan, Fábio Pacheco, Ibrahima, Bilel, Pedro Nuno, Lucas Rodrigues e Nenê.

Jogaram ainda: Nuno Macedo, Rosic, D’Alberto, David Teixeira, Caleb Gomina, Sori Mané, Mohammed Iddriss, Fábio Abreu, Bruno Silva, Rúben Ramos e Luiz Henrique.

Treinador: Vítor Campelos.

Árbitro: Miguel Silva (AF Aveiro).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Oliveira (27).

Assistência: cerca de 300 espetadores.

Continuar a ler

Futebol

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória

Carlos Freitas será o diretor-geral para o futebol

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Miguel Pinto Lisboa foi hoje eleito presidente do Vitória. António Miguel Cardoso (Lista A) e Daniel Rodrigues (Lista C) eram os outros dois candidatos.

Segundo uma informação do presidente da mesa da assembleia-geral, Isidro Lobo, Miguel Pinto Lisboa obteve 50,6 por cento dos votos (3584 votos), mais do que os outros dois candidatos juntos.

António Miguel Cardoso, da lista A, obteve 31,1 por cento (2202) e Daniel Rodrigues, da lista C, 16,8 por cento (1189).

Num total de 7083 sócios votantes, houve 37 votos nulos e 71 brancos (1,5 por cento).

🗳 Miguel Pinto Lisboa eleito 23.º presidente do Vitória SC.👉 Resultados OficiaisLista A – 2202 (31,1%)Lista B – 3584 (50,6%)Lista C – 1189 (16,8%)#EleiçõesVSC #SomosAAlmaDoRei

Publicado por Vitória Sport Clube em Sábado, 20 de julho de 2019

As eleições deste sábado, as segundas da história do clube com mais de duas listas concorrentes, realizaram-se após Júlio Mendes, presidente cessante, ter apresentado a demissão, no final do passado mês de maio.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Isidro Lobo revelou ter convidado os três candidatos assim como o presidente cessante, Júlio Mendes, para a tomada de posse dentro de pouco mais de uma semana.

“É esse fator de união que precisamos. Peço aos adeptos mais aguerridos que deem uma prova que vão ter muita mais paciência para tudo o que a direção pretende fazer e, por vezes, não consegue, porque os meios não abundam”, disse Isidro Lobo.

Numa recente entrevista à Lusa, publicada esta semana em O MINHO, o candidato que encabeçou a lista B apresentava as ideias que defende para o futuro do clube.

Carlos Freitas vai dar “conhecimento” 

O candidato da lista B às eleições do Vitória SC, Miguel Pinto Lisboa, salientou que o futebol do emblema da I Liga portuguesa vai ser valorizado pelo “conhecimento” de Carlos Freitas, homem que escolheu para diretor-geral.

O líder do movimento ‘Todos Vitória’ adiantou que o antigo diretor desportivo de Sporting, Braga e Fiorentina (Itália) vai ajudar os vimaranenses a desenvolverem a “estrutura” para o futebol e a alargarem a rede de prospeção de jogadores.

“O facto de o Carlos Freitas ser uma pessoa com projeção internacional, experiência e contactos valoriza o nosso posicionamento e pode ajudar o Vitória na prossecução dos seus objetivos. É um homem com um profundo conhecimento do mercado e dos jogadores”, disse, em entrevista à agência Lusa.

O ‘rosto’ da lista B confirmou o desejo de ter o Vitória entre as quatro melhores equipas portuguesas em 2022, tendo prometido, para esse fim, a aposta em “parcerias com agentes do futebol”, a contratação de “talentos em fase precoce”, a baixo custo, e a rejeição de empréstimos sem contrapartidas.

“Não queremos empréstimos de jogadores. Estamos disponíveis para ter partilhas de passes de jogadores e para ter empréstimos, desde que tenhamos opção de compra ou uma percentagem sobre uma futura mais-valia”, afirmou.

Miguel Pinto Lisboa reconheceu, porém, que espera, inicialmente, “reduzir os gastos com a equipa profissional e com a equipa técnica” para um valor equivalente a 60% das receitas operacionais da SAD, de acordo com os critérios estabelecidos pela UEFA.

O candidato defendeu ainda que o clube, detentor de 40% das ações da SAD, deve “ter uma liderança firme e independente na SAD” e mostrou-se convicto de que o acionista maioritário, Mário Ferreira (57% do capital), vai concordar com o seu “plano estratégico” para o Vitória.

Caso Mário Ferreira não concorde com o seu plano, o líder da lista A tenciona comprar-lhe as ações, através de uma “operação de crédito a nove ou a 15 anos”, com um encargo anual para o clube, ou de um empréstimo obrigacionista, com a criação de uma SGPS associada aos vitorianos.

Apesar de o acionista maioritário ter vincado, num comunicado emitido na segunda-feira, que está “indisponível para vender as ações nesta fase”, Pinto Lisboa adiantou que a operação, caso venha a acontecer, vai deixar o clube com 97% das ações e originar uma Assembleia-Geral para alienar parte desse capital.

“Nessa Assembleia-Geral, o que eu proporia aos sócios era alienar 46% e o Vitória ficar com 51, para garantir a liderança na SAD. Mas eles teriam de estar de acordo”, disse.

Desejoso de ver “mais jovens da formação a chegarem à equipa principal para serem mesmo titulares”, o candidato reconheceu que a academia do clube, face ao crescimento do número de equipas, está “curta”.

Miguel Pinto Lisboa prometeu ainda criar uma equipa de futebol feminino já na próxima época, para competir na III Divisão, e disse ter o objetivo de vê-la na I Divisão, no final do seu mandato.

(em atualização)

Continuar a ler

Futebol

Portugal nas meias do Europeu de sub-19

Daniel Silva (Vitória) e Samuel Costa (SC Braga) são os dois ‘minhotos’ entre os convocados

em

Foto: Facebook de Seleções de Portugal

A seleção portuguesa de futebol, detentora do troféu, qualificou-se hoje para as meias-finais do Europeu de sub-19, ao vencer a anfitriã Arménia, por 4-0, na terceira e última jornada do Grupo A.

Vítor Ferreira (34), de grande penalidade, João Mário (49) e Tiago Gouveia (67 e 88) marcaram os golos da ‘equipa das quinas’, que terminou no primeiro lugar o grupo, com sete pontos, os mesmos de Espanha e mais quatro do que a Itália, com a Arménia a terminar sem pontos.

Nas meias-finais, marcadas para quarta-feira, Portugal vai defrontar o segundo classificado do Grupo B. Noruega, Irlanda e República Checa discutem o segundo posto no domingo, com a França já apurado em primeiro.

Daniel Silva (Vitória) e Samuel Costa (SC Braga) são os dois ‘minhotos’ entre os convocados da seleção campeã em título.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares