Seguir o O MINHO

Futebol

Famalicão soma e segue no topo da Liga

Contra o Paços de Ferreira

em

O FC Famalicão voltou a vencer (4-2) este sábado frente ao Paços de Ferreira, com bis do ex-SC Braga Fábio Martins.

Em jogo realizado no Estádio Municipal de Famalicão, os famalicenses adiantaram-se no marcador logo aos 6 minutos, com golo de Fábio Martins, na conversão de uma grande penalidade.

Aos 60 minutos, Guga, ex-Benfica, acabado de entrar na partida, fez o segundo para os de Famalicão. Fábio Martins, aos 68, bisou na partida, ampliando o marcador para três golos.

Aos 72 minutos foi a vez de outro jogador que passou pelo SC Braga, Pedro Gonçalves, a fazer o quarto da partida.

O Paços de Ferreira reduziu já perto do final por intermédio de Douglas Tanque, aos 87 minutos e novamente aos 90+3, fechando o marcador.

Com este resultado, os famalicenses seguem na liderança com 13 pontos, no total de quatro vitórias e um empate, onze golos marcados e cinco sofridos.

Na tabela, Famalicão segue com mais quatro pontos do que o Benfica, campeão nacional, e o FC Porto (ambos com nove, mas menos um jogo realizado), enquanto o Paços de Ferreira é último classificado, com um.

Na 6.ª jornada, o Famalicão tem a primeira prova de fogo, com a deslocação a Alvalade para defrontar o Sporting.

Declarações dos Treinadores

– João Pedro Sousa (treinador do Famalicão): “Foi uma vitória justíssima. Entrámos muito bem, confiantes e à procura do golo. Ganhámos o penálti e depois de chegarmos à vantagem mantivemos a nossa postura, muito tranquilos.

Na segunda parte retificámos uma ou outra situação e aproveitámos o nosso momento. Fomos eficazes no ataque rápido. Sempre que ganhávamos a bola estávamos posicionados e isso proporcionou chegarmos ao quarto golo.

Foi pena os dois golos sofridos, mas isso deveu-se a uma quebra física da equipa, é uma situação que vai ser retificada.

O segredo é o trabalho diário. Não temos pressão nenhuma em estar na liderança. Estamos tranquilos e contentes. Já estamos a pensar no próximo jogo.

Vai ser um jogo complicado de grau de dificuldade máxima. Mas vamos estar prontos para disputar esse jogo.

A nossa ideia é sempre tentar controlar o jogo e dominá-lo, mas sabemos que é difícil fazer isso em todos os jogos e com todas as equipas. Mas foi isso que aconteceu hoje.

As coisas estão a ser bem feitas. A fasquia é a mesma”.

– Pepa (treinador do Paços de Ferreira): “Há muita coisa que justifica o resultado. O penálti condicionou muito, mas, mais do que isso, o espaço que estávamos a dar ao nosso adversário. Estávamos com espaço entre linhas de 30 metros e os nossos médios muito próximos da linha defensiva e isso não pode acontecer.

A eficácia é qualidade. O resultado foi mérito do Famalicão. Traduz que temos que ter mais critério no último terço do jogo. A nossa reação à perda foi má. Temos que ser mais reativos à perda. Corremos para trás. E mesmo nas transições ofensivas temos que ser mais pragmáticos.

Temos de potenciar o que foi bom. Há aspetos positivos. A estatística não ganha jogos. O importante é a eficácia. Temos de nos focar que conseguimos fazer muito mais e melhor.

Estamos com um ponto e não pode ser isso que nos vai castrar a criatividade e liberdade. É algo que vai melhorar seguramente. A bola tem que circular mais. É algo que temos de trabalhar”.

Ficha de Jogo

Jogo disputado no Estádio Municipal de Famalicão.

Famalicão – Paços de Ferreira, 4-2.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Fábio Martins, 06 minutos (grande penalidade).

2-0, Guga, 60.

3-0, Fábio Martins, 67.

4-0, Pedro Gonçalves, 72.

4-1, Tanque, 87.

4-2, Tanque, 90+23.

Equipas:

– Famalicão: Defendi, Lameiras, Fábio Martins, Gustavo Assunção (Tymon, 77), Nehuen, Toni Martinez, Roderick (Riccieli, 16), Pedro Gonçalves, Centelles, Racic (Guga, 58) e William.

(Suplentes: Vaná, Guga, Walterson, Riccieli, Diogo Gonçalves, Tymon e Anderson).

Treinador: João Pedro Sousa.

– Paços de Ferreira: Ricardo, Bruno Santos, Marco Baixinho, André Micael, Bruno Teles, Pedrinho, Luiz Carlos, Rafael Gava (Tanque, 60), Hélder Ferreira (Uilton, 65), Murilo (Bernardo, 80) e Welthon.

(Suplentes: Simão, Oleg, Bernardo, Uilton, Jorge Silva, Diaby e Tanque).

Treinador: Pepa.

Árbitro: António Nobre (AF Leiria).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Fábio Martins (45+4), Centelles (57), Bruno Santos (70), Bernardo (86).

Assistência: Cerca de 5.000 espetadores.

Populares