Seguir o O MINHO

Ave

Famalicão vai produzir energia hidroelétrica com recurso ao rio Ave

APA já autorizou

em

Foto: DR / Arquivo

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) fixou hoje em 30 dias o prazo para “todos os interessados” apresentarem pedidos de concessão de utilização dos recursos do rio Ave, em Santo Tirso e Famalicão, na produção de energia hidroelétrica.

O aviso publicado no Diário da República esclarece que a APA recebeu “um pedido de utilização dos recursos hídricos com o fim de captar água do rio Ave, para a produção de energia hidroelétrica, utilizando as infraestruturas hidráulicas do Aproveitamento Hidroelétrico de Caniços, em Bairro, Famalicão”.

Tendo em conta este pedido, a APA convida “todos os interessados para, querendo, requerer um idêntico pedido de atribuição de concessão durante o prazo de 30 dias úteis” a contar a partir de hoje.

A APA descreve no DR que o “aproveitamento hidroelétrico” está “operacional, carecendo a barragem de intervenções de reformulação, para adaptação ao normativo legal aplicável, e as estruturas anexas de obras de manutenção/reparação a elencar num futuro projeto de reabilitação”.

“A albufeira encontra-se assoreada e com necessidade de se proceder à remoção desses sedimentos” e “as comportas e equipamentos, instalados na barragem e nos canais, apresentam um deficiente estado de conservação e manutenção, carecendo de substituição”, observa a APA.

Aquela entidade nota que “será ainda necessário dotar o aproveitamento hidroelétrico de um sistema que permita implementar um regime de caudais ecológicos”.

A APA refere ainda que o pedido para usar as infraestruturas hidráulicas do Aproveitamento Hidroelétrico de Caniços foi feito com características como uma “barragem de alvenaria de granito com uma extensão de cerca de 38 metros e uma altura de cerca de 6 metros”.

Estão ainda previstos “dois canais de derivação, em alvenaria, a céu aberto, cada um localizado em sua margem” e “duas centrais em edifícios de alvenaria de granito, cada uma implantada em sua margem, com áreas aproximadas de 130 e 220 metros quadrados, onde se encontra instalado todo o equipamento de produção”.

Anúncio

Guimarães

Guimarães: Mais 40 ecopontos reforçam rede de recolha de resíduos

Uma parceria entre a Câmara de Guimarães e a Resinorte

em

Foto: CM Guimarães / Divulgação

A rede de recolha de resíduos urbanos de Guimarães vai ser reforçada pela Resinorte, em cooperação com a Câmara, com a colocação de mais 40 ecopontos em várias freguesias, anunciou a autarquia.

Esta ação foi estipulada pelo Plano Estratégico de Resíduos Sólidos Urbanos – PERSU 2020 e pretende melhorar a rede de recolha seletiva no plano da acessibilidade.

Em comunicado a Câmara define este reforço como uma forma de “melhorar a qualidade do serviço prestado aos municípios e aos cidadãos e atingir os objetivos nacionais da estratégia de gestão de resíduos urbanos enquadrados pela política comunitária de resíduos”, conclui.

 

Continuar a ler

Ave

Bombeiros Voluntários de Famalicão comemoram 130 anos com Fábio Martins

A mais antiga corporação de Famalicão

em

Foto: Bombeiros Voluntários de Famalicão / DR

Os Bombeiros Voluntários de Famalicão celebram os seus 130 anos com um vídeo promocional alusivo ao passado da corporação que inclui a participação do jogador do FC Famalicão, Fábio Martins.

O vídeo apresentado no Facebook mostra o atleta do Famalicão a vestir a farda de bombeiros enquanto são mencionados os feitos mais marcantes da organização.

Os 130 anos serão festejados a 06 de maio e até lá estão previstas várias atividades comemorativas.

 

Continuar a ler

Ave

Cidade americana reproduz “Sofá Amarelo” de Famalicão

Fort Collins, no Colorado

em

Foto: CM-Famalicão / Divulgação

O “Sofá Amarelo” da cidadania de Famalicão inspirou os americanos de Fort Collins, no Colorado, a elaborar um projeto semelhante onde se convidam os cidadãos a escrever num pedaço de lousa as suas sugestões com melhoramentos para o meio ambiente, como resposta às alterações climáticas.

Foto: CM Famalicão / Divulgação

Este “Sofá” foi apresentado pela primeira vez no Festival Famalicão Visão’25 visando mobilizar a população e inclui-la no debate sobre o futuro do ambiente.

A interação entre Famalicão e Fort Collins foi iniciada no âmbito do Programa Internacional de Cooperação Urbana da Comissão Europeia e promove a troca de conhecimento e experiências entre as duas localizações.

Continuar a ler

Populares