Famalicão vai apostar no regresso de jovens qualificados ao país

Uma iniciativa que visa o regresso de jovens portugueses qualificados ao país vai avançar em Vila Nova de Famalicão. A proposta de protocolo de cooperação foi aprovada esta quinta-feira por unanimidade em reunião do Executivo Municipal.

A Câmara de Famalicão vai associar-se ao projeto Empreender 2020 – Regresso de uma Geração Preparada, da Fundação AEP, presidida por Paulo Nunes de Almeida

De acordo com Augusto Lima, vereador da Economia, Empreendedorismo e Inovação, que assina a proposta, este protocolo “responde a uma estratégia clara de criar as condições necessárias para o regresso de jovens emigrados, famalicenses ou não, detentores de competências técnicas consideradas altas e para a incorporação dos seus níveis de conhecimento no tecido empresarial, nomeadamente através da criação de empresas inovadoras e competitivas, sustentadas numa rede de networking à escala internacional”.

A AEP sinalizará os jovens emigrados e a Câmara Municipal informá-los-á depois das condições, infraestruturas, atividades e recursos existentes no território concelhio. Em concreto este protocolo vai ajudar os jovens a encontrar mercados e financiamento e a realizar as suas ideias, convertendo-as em oportunidades de negócio. Mas vai também permitir integrá-los em centros de investigação ou empresas, possibilitando a estas potenciar o seu percurso de internacionalização.

Uma medida que vai, desde logo, ao encontro da aposta estratégica do município na internacionalização das empresas famalicenses.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Vitória SC perde frente ao Salzburgo, mas ainda tem hipóteses de seguir em frente

Próximo Artigo

Jogadores da Primeira Liga em campanha contra violência sobre mulheres

Artigos Relacionados
x